1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Italo Calvino

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Bagrong, 7 Dez 2007.

  1. Bagrong

    Bagrong RaG

    Calvino é considerado um dos melhores escritores italianos (apesar de ter nascido em Cuba). Ele escreveu diversos livros magníficos, dentro os quais eu gosto de destacar "As Cidades Invisíveis", aquele em que, de acordo com o própio autor, ele conseguiu dizer mais coisas.

    Seguem dois contos que eu gosto desse livro:

    As cidades e o desejo

    Naquela direção, após seis dias e sete noites, alcança-se Zobeide, cidade branca, bem exposta à luz, com ruas que giram em torno de si mesmas como um novelo. Eis o que se conta a respeito de sua fundação: homens de diferentes nações tiveram o mesmo sonho — viram uma mulher correr de noite numa cidade desconhecida, de costas, com longos cabelos e nua. Sonharam que a perseguiam. Corriam de um lado para o outro, mas ela os despistava. Após o sonho, partiram em busca daquela cidade; não a encontraram, mas encontraram uns aos outros; decidiram construir uma cidade como a do sonho. Na disposição das ruas, cada um refez o percurso de sua perseguição; no ponto em que havia perdido os traços da fugitiva, dispôs os espaços e a muralha diferentemente do que no sonho a fim de que desta vez ela não pudesse escapar.

    A cidade era Zobeide, onde se instalaram na esperança de que uma noite a cena se repetisse. Nenhum deles, nem durante o sono nem acordados, reviu a mulher. As ruas da cidade eram aquelas que os levavam para o trabalho todas as manhãs, sem qualquer relação com a perseguição do sonho. Que, por sua vez, tinha sido esquecido havia muito tempo.

    Chegaram novos homens de outros países, que haviam tido um sonho como o deles, e na cidade de Zobeide reconheciam algo das ruas do sonho, e mudavam de lugar pórticos e escadas para que o percurso ficasse mais parecido com o da mulher perseguida e para que no ponto em que ela desaparecera não lhe restasse escapatória.
    Os recém-chegados não compreendiam o que atraía essas pessoas a Zobeide, uma cidade feia, uma armadilha.



    As cidades e os olhos

    Depois de marchar por sete dias através das matas, quem vai a Bauci não percebe que já chegou. As finas andas que se elevam do solo a grande distância uma da outra e que se perdem acima das nuvens sustentam a cidade. Sobe-se por escadas. Os habitantes raramente são vistos em terra: têm todo o necessário lá em cima e preferem não descer. Nenhuma parte da cidade toca o solo exceto as longas pernas de flamingo nas quais ela se apóia, e, nos dias luminosos, uma sombra diáfana e angulosa que se reflete na folhagem.

    Há três hipóteses a respeito dos habitantes de Bauci: que odeiam a terra; que a respeitam a ponto de evitar qualquer contato; que a amam da forma que era antes de existirem e com binóculos e telescópios apontados para baixo não se cansam de examiná-la, folha por folha, pedra por pedra, formiga por formiga, contemplando fascinados a própria ausência.

     
  2. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    As duas cidades que eu mais gosto são Zobeide (que vc citou) e Raíssa... Quando li, decidi que eu ia procurar Raíssa e me mudar pra lá! :)

    Esse livro é muito, mas muito bacana! Ganhei de uma amiga e me surpreendi!

    Melhor que as cidades são os diálogos do Grande Khan e o viajante Marco Polo!
     
  3. gaboo

    gaboo Usuário

    Um delicioso de ler, As Cidades Invisíveis.
    Terminei ele e estou relendo.
    Sinto falta quando vou dormir sem ter lido uma cidade.
    Recomendo esse livro pra todos. Impossível não se perder nos relatos do Marco Polo e se transportar para as incríveis cidades do império de Khan. Perfeito!
     
  4. Zuleica

    Zuleica Usuário

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , do Italo, tem uma resenha convidativa. Vou deixar aqui o link e uma mostra para quem quer conhece-lo melhor.
     
  5. Marcio Scheibler

    Marcio Scheibler Usuário

    AS CIDADES INVISÍVEIS não é um livro ruim, mas está longe de ser uma obra-prima. Trata-se de um excelente passatempo!!!!
     
  6. Lu Eire

    Lu Eire Usuário

    Revivendo o tópico!

    Eu to super interessada em ler As Cidades Invisíveis. :) Pelo que entendi, tem a ver com Marco Polo, mas qual a diferença entre ler esse livro e ler As Viagens de Marco Polo?
     
  7. imported_Capitu

    imported_Capitu Usuário

    Ainda não li nada do Calvino, estou pensado em comprar As Cidades Invisíveis. e Por que Ler os Clássicos?
     

Compartilhar