1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Israel expulsou 240 mil de Gaza e Cisjordânia em 27 anos

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 13 Jun 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Israel obrigou 240 mil palestinos a se retirarem de Gaza e da Cisjordânia desde que ocupou estes territórios em 1967 até a assinatura dos acordos de paz de Oslo (1993), segundo informações até agora secretas e que o Ministério da Defesa foi obrigado a divulgar para uma ONG após uma determinação judicial.

    disse à Agência Efe Ido Blum, um dos diretores da ONG israelense Hamoked: Centro para a Defesa do Indivíduo.

    A estes números é preciso se somar mais 14 mil palestinos residentes em Jerusalém Oriental que perderam suas permissões de residência israelenses desde que se iniciou a ocupação.

    explicou Blum, que acrescentou que sua organização obteve a informação após reivindicar este direito na justiça com base em leis de liberdade de informação.

    Em Gaza, as autoridades militares israelenses retiraram a permissão de residência de cerca de 45 mil palestinos por estarem fora do território durante mais de sete anos, de outros 55 mil por não estarem presentes durante o censo de 1981 e a mais de 7.000 por não participarem desta mesma sondagem, sete anos mais tarde.

    Na Cisjordânia, moradores que permaneceram ausentes por mais de três anos perderam o direito de residência, o que prejudicou estudantes e trabalhadores que viajaram ao exterior.

    explicou Blum.

    Nessa data, terminaram as revogações de permissões em Gaza e Cisjordânia, apesar de continuarem até hoje em Jerusalém Oriental.

    acrescentou Blum.

    A Efe tentou sem sucesso contactar os ministérios israelenses de Defesa e Relações Exteriores para obter uma resposta para estas informações.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar