1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Gostaríamos de informá-lo que amanhã seremos mortos com nossas famílias (Gourevitch)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Meia Palavra, 14 Mai 2011.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    [align=justify]É bastante provável que o genocídio praticado em Ruanda no ano de 1994 tenha sido um dos eventos mais trágicos e comoventes desde a Segunda Guerra Mundial. Neste período, cerca de 800.000 ruandeses (tutsis e hutus moderados) foram exterminados, num massacre que realmente se compara ao Holocausto, tanto pela proporção de vítimas quanto, em parte, pela motivação daqueles que cometeram tamanha atrocidade. A uma primeira vista, pode-se dizer que o evento ocorreu devido ao atentado e morte do presidente hutu, Habyarimana, seguido por tomada de poder dos líderes do Poder Hutu, que iniciaram uma revolta contra os tutsis.

    O Genocídio de Ruanda deve ser lembrado e discutido, porque não se trata apenas de um momento isolado envolvendo uma pessoa ou um pequeno grupo, mas sim um ato advindo do ódio coletivo e majoritário entre dois povos de uma nação. E esse sentimento, além levá-los ao massacre e quase extermínio da minoria tutsi, esteve enraizado por muito tempo em suas culturas e gerações anteriores.[/align]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Isso foi mesmo muito triste e revoltante, principalmente ao lembrarmos que essa tragédia é relativamente recente, 1994, pouco mais de quinze anos, e faz a gente pensar "como isso pode ter acontecido?".

    Lembrei agora daquela cena da estrada coberta de corpos, no filme "
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ".

    E este é mais um livro que foi pra minha lista de leituras.
     
  3. Dindii

    Dindii Usuário

    Clara! Confesso que o que me chamou atenção pra esse livro foi justamente o filme Hotel Ruanda. Mexeu muito comigo quando assisti. Acho que a maioria das pessoas que sabem um pouco mais sobre o Genocídio, tem esse filme como referência.

    E o fato de ser um acontecimento recente, realmente faz a gente pensar nisso que vc falou. Aliás, se a gente for parar pra pensar, a intolerância e ódio entre povos é ainda existente em varios lugares do mundo.

    O legal do livro é que ele aprofunda a questão do massacre bem mais. Falando sério, me emocionei em vários pontos da leitura... E a forma como tudo estorou por lá, foi muuito rápida.

    Sério, é difícil entender como eventos tão tristes realmente aconteceram.
     

Compartilhar