1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias Farpas, traição e até soco: 10 casos de colegas de time que não se aturavam

Tópico em 'Esportes' iniciado por Fúria da cidade, 15 Jan 2017.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Não é fácil manter a harmonia em um time de futebol. E não é raro que os jogadores não consigam esconder as diferenças e partam para um bate-boca público com os colegas de equipe. O UOL Esporte relembra 10 casos de companheiros que não se aturavam dentro do clube, alguns chegando até mesmo às vias de fato.

    1. Valdivia x Marcos Assunção

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Fabio Braga/Folhapress

    Antes do rebaixamento do Palmeiras em 2012, Valdivia teria dito que Marcos Assunção usava infiltrações e jogava no sacrifício “para aparecer”. O volante ficou inconformado e, quando viu o chileno no vestiário, acertou um soco nele. “Sabia que ele falava mal de mim pelas costas. O cara era um sem vergonha. Vivia fazendo corpo mole”, disparou Marcos Assunção na época.



    2. Riquelme x Palermo

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Issei Kato/Reuters

    Em abril de 2010, Martín Palermo se tornou o maior artilheiro da história do Boca Juniors ao marcar seu gol número 219 pelo clube. A assistência foi de Juan Román Riquelme. Mas cada um foi comemorar de um lado. “Não sou amigo dele, não tenho relação. A única coisa que nos une é jogar no domingo e defender as cores do Boca”, admitiu Palermo depois do jogo. Em outra entrevista, o camisa 9 disse que “nunca soube os motivos” da inimizade com Riquelme.



    3. Romário x Edmundo

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    AP

    A rixa entre os dois começou em 1998, por causa da caricatura de Edmundo na porta de um banheiro na boate de Romário – o jogador aparecia sentado em uma bola murcha ao lado da ex-mulher, a modelo Cristina Mortágua. Em 2000, os dois atuaram juntos no Vasco e fizeram um jogo inesquecível contra o Manchester United. Um mês depois, a situação ficou insustentável: Romário foi nomeado capitão do time, e Edmundo ficou inconformado: “Ele é falso e me tirou tudo o que conquistei no Vasco”. Depois, chamou Romário de “príncipe” e Eurico Miranda de “rei”. Romário respondeu após superar Edmundo na artilharia do Carioca com a frase clássica: “Agora a corte está toda feliz: o rei, o príncipe e o bobo”.



    4. Ibrahimovic x Van der Vaart

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Getty Images

    Os dois eram companheiros no Ajax e se enfrentaram em 2004 num amistoso entre Suécia e Holanda. Van der Vaart saiu com o tornozelo machucado e responsabilizou Ibrahimovic pela lesão. O sueco respondeu ao seu estilo: “Não te lesionei de propósito, e você sabe disso. E se você me acusar de novo, eu vou quebrar as suas duas pernas, e desta vez será de propósito”.



    5. Icardi x Maxi Lopez

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Reprodução

    Os dois argentinos eram melhores amigos quando atuavam na Sampdoria. Chegaram a viajar juntos nas férias, e foi quando Icardi se envolveu com a mulher de Maxi Lopez, Wanda Nara. A amizade entre os atacantes acabou ali. Icardi foi para a Inter de Milão, e quando enfrentou o Torino, de Maxi López, estendeu a mão para cumprimentar o ex-amigo, mas não foi correspondido. “Infelizmente essas coisas acontecem, dependendo da ignorância de certas pessoas. Dei minha mão, fui educado”, lamentou Icardi.



    6. Marcelinho x Ricardinho

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Folhapress

    O Corinthians comandado por Vanderlei Luxemburgo em 2001 estava rachado: um grupo estava com Marcelinho Carioca, outro com Ricardinho. Marcelinho chegou a espalhar que Ricardinho atuava como “espião” de Luxemburgo quando estava com os jogadores. Houve a notícia de que eles chegaram às vias de fato durante um treino, mas os dois apareceram de mãos dadas para desmentir a briga. No fim, os jogadores e o técnico acabaram se unindo contra Marcelinho, que deixou o clube e foi para o Santos.



    7. Nistelrooy x Kluivert

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Getty Images

    A dupla de ataque da seleção holandesa em 2004 podia até se entender dentro de campo, mas não fora dele. Ruud van Nistelrooy não gostava do estilo baladeiro do colega. Quando Patrick Kluivert foi visto em uma rave de Amsterdam depois de um jogo pelas eliminatórias da Eurocopa, Nistelrooy disparou: “Não posso fazer tudo sozinho”. Kluivert até que concordava: “Nós dois não estamos funcionando no ataque, eu deveria jogar sozinho”.



    8. Kahn x Lehmann

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    AP

    A rivalidade na disputa pela camisa 1 da Alemanha chegou ao ápice durante a Copa de 2006 e passou dos limites quando Oliver Kahn disse que “um reserva não deveria ser titular da seleção”, lembrando que Jens Lehmann tinha acabado de perder espaço para Manuel Almunia no Arsenal. Lehmann respondeu dizendo que Kahn “não deveria se levar tão a sério”. E ainda fez referência ao relacionamento extraconjugal de Kahn com uma garçonete de Munique: “Eu não tenho uma namorada de 24 anos. Levo uma vida diferente”.



    9. Matthaus x Klinsmann

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Getty Images

    Quando o técnico Berti Vogts passou a faixa de capitão da Alemanha para o atacante Jurgen Klinsmann, o volante Lothar Matthaus ficou furioso. Acusou o colega de fazer uma “conspiração” para assumir a liderança do time. Para piorar, os dois eram companheiros também no Bayern de Munique, chamado pelo próprio Matthaus de “fábrica de fofocas” na época. Mas boa parte das fofocas partia justamente dele, que chegou a apostar com um diretor do clube que Klinsmann não cumpriria a meta de gols na temporada – acabou perdendo dinheiro. O atacante percebeu uma “atmosfera desconfortável” e acabou sando do clube em 1997 para jogar na Sampdoria.



    10. Ney Franco x Rogério Ceni

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Leandro Moraes/UOL

    A relação entre o técnico e o goleiro do São Paulo começou a ruir em 2012, quando Ceni pediu uma substituição durante um jogo da Copa Sul-Americana. Queria a entrada de Cícero. Ney optou por colocar Willian José, e não escondeu a irritação com a atitude do capitão. Após deixar o clube, o treinador disparou contra Rogério, dizendo que ele mandava no clube e estaria “fritando” jogadores como o zagueiro Lúcio e o meia Ganso. Ceni respondeu: “Se eu tivesse toda a influência que ele acha que tenho, ele estaria no olho da rua há muito mais tempo”.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • LOL LOL x 1

Compartilhar