1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

E se... os Eredrim tivessem cumprido seu juramento

Tópico em 'E Se...?' iniciado por Menello, 24 Set 2008.

  1. Menello

    Menello Usuário

    Bom, estava pensando, quando Isildur precisou da ajuda dos Eredrim, eles "deram pra trás". Mas, de qualquer forma, Sauron foi vencido, com muito custo, mas foi. Muuuuito tempo depois, Aragorn convocou os Eredrim para cumprir seu juramento. E lá foram eles, no momento conhecidos como exército dos mortos, dar uma "mão" para Aragorn.

    Fico com duvida no seguinte. Os Eredrins seriam mais uteis lutando ao lado de Isildur, ou de Aragorn??? Pq se os Eredrins tivessem cumprido o juramento lutando com Isildur, Aragorn não poderia contar com o exército dos mortos. Será que eles fariam muita falta?? Será que a guerra poderia ter tomado outro rumo???
     
  2. Thalion

    Thalion Mas que puxa!

    Mas será que, se os Eredrim tivessem cumprido seu juramento eles não teriam perdurado e seriam um povo próspero que poderia ajudar Gondor de maneira igual ou superior à que ele fizeram quando vivos?

    Bem... Acredito que, embora eles pudessem ser bons guerreiros se vivos, a ajuda que eles prestariam em vida não seria tão boa quanto a que ele prestaram em morte, até porque grande parte do trunfo deles foi justamente o elemento surpresa, mas com uma estratégia bem bolada com certeza com eles vivos seria bem mais útil.

    Agora, fazendo um balanço Guerra do Anel x Última Aliança, com certeza se eles apenas tivessem ajudado na Última Aliança e desaparecido do nada a Guerra teria sido perdida fácil fácil... Pelo menos é isso que eu acho.
     
  3. Tuor

    Tuor Usuário

    Thalion tocou num ponto importantíssimo: realmente, se tivessem cumprido o juramento ajudando Isildur eles seriam um povo que perduraria, pois na maldição que Isildur lançou para aquele povo estava o fato de que definhariam.

    E se eles ajudassem na Última Aliança seguindo Isildur, duvido que rejeitariam a convocação do herdeiro de quem serviram antes. De qualquer forma, se ocasionalmente preferissem não ajudar Aragorn, é de se imaginar que Sauron sairia vencedor, pois a ajuda seria essencial contra os Corsários que subiam o Anduin.

    Como Aragorn os dispensou naquele momento sem levá-los ao Pelennor, creio que desta vez iriam até o final.
     
  4. Galad

    Galad O último dos Noldor

    Outra pessoa que concorda. Se eles tivessem aceitado, provavelmente ainda seriam um povo próspero (existente, pelo menos XD) e, tendo ajudado Isildor, provavelmente ajudariam Aragorn. Porém acho que não seria uma ajuda tão eficaz como o "Exército dos Mortos", pois eram indestrutíveis (pelo menos até onde eu sei) e faziam um belo de um estrago atravessando paredes e escalando Olifantes.
     
  5. Menello

    Menello Usuário

    É uma questão muito interessante mesmo. Se os Erederin prosperassem, poderiam lutar até mesmo nos campos Pelenor. Mas, levando em conta que eles prosperassem. Mas muita coisa poderia acontecer entre a guerra da ultima aliança, e a guerra do anel. Os Eredrin poderiam se transformar em uma grande cidade, ou, diminuir. Pois assim como durante a guerra da ultima aliança eram tempos dificeis, durante a guerra do anel tambem. E fica dificil afirmar alguma coisa, pois não se sabe ao certo o pq, dos Eredrim quebrar o juramento. Pois ele poderiam estar sendo ameaçados, e poderiam estar tentando evitar ser atacados por outro inimigo.

    Se fosse isso, algum outro inimigo tivesse ameaçado eles, a chance dos eredrin sumir era grande. Enviando homens para lutar contra a torre negra, deixaria menos homens para defender suas terras. Um inimigo oportunista, ou aliado a Sauron, poderia lançar um ataque e arrasar aquelas terras. Logo, o Eredrins deixariam de existir, ou diminuiriam. Assim sendo, não iriam prosperar.
     
  6. Mr. J

    Mr. J Danny DeVito é um

    A curto prazo, se a aliança dos eredrin com Isildur fosse respeitada, eles provavelmente teriam vencido Sauron com maior facilidade do que se deu "oficialmente".

    A longo prazo, eles talvez se tornassem aliados de Gondor na Guerra do Anel, embora também pudessem ter desaparecido ou passado para o outro lado. É muito tempo entre as duass guerras para ter certeza do que poderia ter acontecido.

    Mas não é necessário uma maldição para uma nação definhar. Eles podiam simplesmente ser muito ruins na agricultura e morrerem de fome, por exemplo. Sendo assim, existia uma grande probabilidade de que os eredrim não passassem de esqueletinhos cobertos de pó na época da guerra do Anel.
     
    Última edição: 25 Set 2008
  7. F. M. Kalyma

    F. M. Kalyma Felicidade é andar de chinelo!

    . o ponto central aqui é que, de uma forma ou de outra, a guerra travada por isildur contra sauron não serviu de nada, já que o mesmo foi controlado pela vontade do um anel. os eredrim lutando, decerto perderiam alguns dos seus, e seriam uma nação "mortal". a guerra do anel aconteceria de uma forma ou de outra e a ajuda deles foi providencial. gondor estava a ponto de ser tombada definitivamente. levando essas informações em consideração, eles foram muito²³²³ mais úteis para aragorn.
     
  8. ALF

    ALF The Proudest Monkey!!

    Durante 3 anos prepararam os seus exércitos; e Isildur exigiu que os povos que lhe tinham jurado fidelidade cumprissem o seu juramento. Os Eredrim, um povo das montanhas, tinham feito o seu juramento de fidelidade a Isildur, junto da Pedra de Erech: era preta e da altura de um homem, embora estivesse meio enterrada no solo. Tinha sido trazida das ruínas de Númenor e foi colocada ali por Isildur, ao desembarcar. Foi junto dessa pedra que os Eredrim fizeram o seu juramento solene, em que seriam aliados eternos de Gondor; e foi junto dessa pedra que Isildur lançou a sua maldição sobre os Eredrim, quando eles se recusaram a lutar contra Sauron, pois tinham-no adorado nos anos negros. Isildur disse que não teriam descanso, nem na morte, enquanto não honrassem o seu juramento; e que ainda seriam chamados, mais uma vez, antes do fim.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Bem baseado no texto acima acredito que se eles tivessem se rebelado contra Sauron e se juntado à Última Aliança o destino "imediato" deles (fim da Primeira Era do Sol) seria terem vencido Sauron e continuado como um povo, provavelmente bastante próspero. Talvez firmado um reino de importância como Rohan.
    Já o destino " a longo prazo" deles poderia ser bem mais complicado. Sauron não teria se esquecido dos que o traíram e é bem provável que quando ele tivesse retornado à Terra-média o castigo para eles estaria reservado: uma peste que assolasse a região do reino deles; Nazgûl comandando Orcs para matar o máximo que pudesse deles.
    Se tivessem formado um reino como Rohan e fossem constantemente atacados até o ponto de serem enfraquecidos, poderiam ter se tornado nômades ou quem sabe até se juntado ao povo de Rohan ou Gondor. Porém, uma coisa é certa: Sem a ajuda dos Exércitos dos Mortos Aragorn estaria em sérios apuros para coseguir deter os Corsários, mais complicado ainda seria conseguir derrotar Sauron nos Campos Pelennor.
     

Compartilhar