1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Desenvolvimento e ódio

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Elessar Hyarmen, 7 Nov 2010.

  1. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Artigo interessante!
    Vale a pena ler.

    Por
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , 06/11/2010 10:11

    Não é por acaso a xenofobia palpável em São Paulo nos comentários sobre coreanos, bolivianos e outros imigrantes dedicados ao comércio ou a trabalhos braçais. A cidade, em certos círculos, virou um poço de intransigência”, constata Fernando Rodrigues, jornalista, em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo, 06-11-2010. Eis o artigo.


    A eleição de Dilma Rousseff, primeira mulher e também filha de um imigrante, para o Palácio do Planalto coincidiu com um movimento de forte caráter preconceituoso contra nordestinos. No dia seguinte à vitória da petista, a rede social Twitter foi invadida por comentários do tipo “mate um nordestino”, “seca eterna pra vocês” ou “Dilma presidente parabéns povo burro”.

    Houve reação imediata nos meios de comunicação do Nordeste. O jornal “Correio” da Bahia publicou em sua primeira página a foto da quem teria iniciado a onda com o título “A paulista”. Era um alerta: a inimiga de São Paulo.

    Esse choque de culturas é inevitável em um país tão desigual como o Brasil. Era menos visível há pouco tempo por causa do subdesenvolvimento secular.

    A afluência das classes emergentes escancarou as diferenças. Basta viajar de avião. Sempre haverá alguém usando o transporte pela primeira vez. Madames empertigadas e alguns engravatados exalam incompreensão quando um passageiro mais humilde não localiza seu assento e atrasa a acomodação de todos após o embarque.

    Shopping centers com alguma estação de metrô por perto passaram a ter um público diversificado entre todos os estratos sociais.
    Conviver com as diferenças e aceitar a diversidade é uma obrigação cívica. Sociedades como a brasileira, ao contrário da lenda, são atrasadas e pouco propensas à tolerância. O desenvolvimento do país explicita esse traço.

    Não é por acaso a xenofobia palpável em São Paulo nos comentários sobre coreanos, bolivianos e outros imigrantes dedicados ao comércio ou a trabalhos braçais. A cidade, em certos círculos, virou um poço de intransigência.

    O estranhamento piorará com a ascensão de milhões à classe média. Eis aí um desafio complexo. Mais difícil do que extirpar a pobreza extrema, como prometeu Dilma.


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. lisseminte

    lisseminte Nox!

    Essas atitudes (racismo, xenofobia) são tão retrógradas que é inacreditável pensar que, com a quantidade de informações fornecidas atualmente, ainda existam pessoas com essa mentalidade tacanha. :disgusti: Já chega dessa rivalidade radical entre nordeste e sudeste, porque somos um único país,é tão difícil perceber que o outro lado também tem seu espaço legitímo dentro do Brasil?

    Não quero nem saber, as pessoas devem respeitar, mesmo com as diferenças. Aliás, o povo brasileiro é constituído de vários povos, recebemos tantos imigrantes vindos dos mais diversos lugares no passado, portanto essas ações preconceituosas recentes não fazem o menor sentido. Parte da minha família tem origens nordestinas e não tenho vergonha de admitir isso. Ahá, xenofóbos! Lidem com isso. :issoaih:
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar