1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Asobi ni iku yo! (idem, 2006)

Tópico em 'Anime & Mangá' iniciado por Elring, 4 Ago 2010.

  1. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Procurando um anime ação? Parafernálias tecnológicas para nerd nenhum se queixar? Conspirações governamentais? Contatos Imediatos? Personagens carismáticos? Gatas kawaii?

    Entao, assistam esse anime! É muito bom! E tem um pano de fundo beeem interessante!
     
    Última edição por um moderador: 7 Ago 2010
  2. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Re: Asobi ni iku yo!

    Resolvi caprichar e melhorar um pouco os comentários sobre o anime Asobi ni iku yo! Vi os quatro primeiros episódios e o que chamou minha atenção foi, além do capricho com cenários das paisagens de Okinawa, figurinos e character design das personagens, a quantidade de subtramas que foram apresentadas logo no início.

    O início é bem clichê: um garoto desligado que, sem motivos aparentes, tem sua casa transformada em moradia para um grupo mulheres, sendo uma delas vinda de um planeta chamdo Cathea. Até aqui, nada demais. A história começa a ganhar corpo quando as demais tripulantes da nave de Eris resolvem se apresentar ao mundo para estabelecer relações diplomáticas com os representantes da Terra, oficiais, e os membros do Beautfil Contact que tentam impedir a aproximação do povo gato com os terráqueos (para a organização, a chegada abrupta e sem enrolação tirou toda a graça do que seria um lindo contato para o qual eles haviam se preparado). Além de transformarem a casa de Kio em Embaixada de Cathea.

    Outros destaques que surgiram no anime foram a seita de fanáticos Underside of Kitten Paw, liderados pela líder espiritual Antonia Morfenoss que, nada mais são do que otakus que adoram orelhinhas e rabo de gato e que vêem Eris como a Salvadora Unyaa; e o cão Jens que representa o povo Doghea cujo os ancestrais foram os primeiros a estabelecerem contato com os terráqueos, mas convivem secretamente no planeta e que não vão engolir a chegada escandalosa de seus rivais.

    Vale citar também a disputa velada entre Manami Kinjou e Aoi Futaba/Ark Momiji. Apesar de negarem, ambas sentem-se atraída pelo tapado do Kakazu e a troca de olhares entre as duas como se avaliassem as intenções de cada uma é bem trabalhada nos episódios.

    E para finalizar, não sei como é a história no mangá, mas o diretor do anime Youichi Ueda tem um senso de humor acurado, pois além de colocar um fan-service de assis-drois e personagens kawaii, ele também satiriza o lado otaku e consumista do japonês ao colocar a seita Pata do Gatinho no enredo, muito bem sacado!

    Para quem não lembra o estúdio AIC PLUS+ produziu animes conhecidos como Vampire Princess Miyu, Hades Project Zeorymer, Detonator Orgun, Bubble Gun Crisis, Legend of Lemnear, Macross II, Bastard!!, Tenchi Muyo! Ryu-Ohki, Ah! My Goddes e El Hazard.
     

Compartilhar