1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Y - The Last Man

Tópico em 'Quadrinhos' iniciado por V, 13 Mar 2006.

  1. V

    V Saloon Keeper

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A narrativa é "deliberada", mas eu uso esse termo no melhor sentido possível -- você não tem o senso de que o Vaughan está usando uma forma não-linear de contar histórias pra te manipular com reviravoltas; pelo contrário, muitas vezes a informação "reveladora" é a primeira coisa que você fica sabendo -- o que ele está fazendo aqui é organizar a narrativa de cada edição da forma mais energética e econômica possível (recordatórios são quase inexistentes, fora o recurso estilístico de usar um quadro para definir local/período (que é totalmente justificado de forma poderosa no clímax do primeiro número)), e quando uma reviravolta ela não é gratuita, e normalmente é utilizada como um gancho pra você ficar roendo as unhas enquanto espera pela próxima edição.

    Eu comecei me concentrando no estilo porque o conteúdo é tão foda e ao mesmo tempo tão absurdo que utilizar um parágrafo pra descrevê-lo aqui me parece um tiro que pode sair pela culatra -- é uma história, afinal, sobre o último homem de um Planeta Terra onde todos os mamíferos com um cromossomo Y foram subitamente extintos por algum motivo misterioso (um vírus? Um castigo de Deus? Certamente a maioria das mulheres sobreviventes tem alguma opinião sobre isso, não que seja muito relevante). Por que o protagonista e seu macaco de estimação foram poupados? Até a edição desse mês (#43), algumas coisas foram descobertas, e um dos personagens tem uma teoria que pode ou não estar bem próxima da verdade.

    Novamente, irrelevante. O que é relevante, no entanto, é que Y - THE LAST MAN é uma das histórias de sci-fi especulativa/futuro pós-apocalíptico mais inteligentes, empolgantes, engraçadas e etc já escritas por alguém que pode ou não estar consumindo drogas ilegais. Digo, WTF, quem pensaria nisso. Não que a premissa seja o ápice da criatividade humana, mas o que o Sr. Brian K. Vaughan faz com ela é basicamente tudo que eu poderia sonhar, e mais um pouco. Digo, pensem bem. O que realmente significa o fato de não existirem mais homens (mamíferos machos, pra ser mais preciso) no mundo? Digo, esqueçam o fato de que a longo prazo a raça humana (junto com os cachorros, vacas e etc) estão com os dias contados. Pensem no imediato.

    No final da primeira edição há uma listinha bastante informativa que fornece uma visão global da tragédia. Por exemplo, nos Estados Unidos, 95% dos pilotos de avião, motoristas de caminhão e capitães de navio são homens. Por outro lado, 92% dos criminosos violentos também o são. Interessante, não? Mas e daí? Sim, e daí. O ponto é que esse tipo de detalhe não é utilizado como mera trivia contextualizadora. Você sente o caos em que o mundo se encontra ao ler as histórias, e isso é transmitido através de uma narrativa totalmente concentrada em meia-dúzia de personagens. Lembra como GUERRA DOS MUNDOS foi totalmente diferente de INDEPENDENCE DAY justamente por causa disso? Pois é.

    Claro que os temas vão muito além do "personagens-perdidos-num-mundo-caótico"; o Vaughan está fazendo algo complexo aqui, conseguindo mesclar uma visão irônica do feminismo com o cada vez mais em alta "girl power", sem tomar lados, sem julgar, e dando a cada personagens seus motivos. Ele consegue pegar o manjado "todo mundo precisa de alguém" e transformar em algo criativo (!). Ele consegue fazer uma história sci-fi com ninjas e piratas não parecer cheesy (!!). Ele consegue criar uma narrativa genuinamente imprevisível e coerente, e ele consegue encher essa narrativa com ação e simbolismo em uma medida tão precisa que mesmo com referências a Shakespeare e coisas assim você mal sente uma pitada de ego.

    Resumindo, isso é Importante. É uma aula de HQ. Me lembrou de quando eu tinha visto todos aqueles elogios a THE SOPRANOS e automaticamente pensei "isso soa como uma série totalmente superestimada", aí quando a minha prima me emprestou as primeiras temporadas em DVD e eu sentei pra ver o troço eu pensei "isso é quase bom demais pra TV na minha opinião".

    Pois é. Y - THE LAST MAN foi um desses casos onde eu li todos aqueles elogios antes de sentar pra ler o troço, e quando eu de fato li o troço, a coisa superou totalmente as minhas expectativas. Eu fui completamente fisgado desde a primeira edição, e não consigo parar de ir no site da Vertigo só pra ver a capa da próxima. Às vezes o mês que vem parece estar tão longe...


    Btw, aparentemente essa série ainda não foi publicada no Brasil. Ei editores. O que vocês estão esperando na minha opinião. Vocês são retardados ou o que. Obrigado.
     
    Última edição: 4 Out 2006
  2. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Hm... eu ia te perguntar sobre a série antes de comprar lá na Bienal. Oh, rico dinheirinho que se esvai... ;_;
     
  3. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Eu já li os 5 primeiros capítulos e a coisa vai piorando a cada página. Eu não estou vendo motivos pra continuar. O diálogo é bem ruim, cheio de exposições desnecessárias, trocadilhos horríveis, tentativas falhadas de humor/perspicácia, referências idiotas, e sem o menor estilo. E quando eu ouvi a premissa, eu pensei que seria legal, mas até agora eu não vi ela sendo explorada de nenhum jeito interessante (provavelmente pq não há). Nenhuma cena memorável ou interessante, nenhuma tensão, nada. Além disso, o comportamento dos personagens é incrivelmente estúpido -- O protagonista se revela homem pra cada pessoa que ele encontra na rua, a "cientista" fica dizendo que a culpa do vírus é dela :wall: . Outra coisa bastante retardada é o grupo de "Amazonas Feministas" malvadas, com uma líder intelectual, que agem como os vilões da história. É muito idiota pra conseguir levar a sério.
     
    Última edição: 25 Mai 2006
  4. TT1

    TT1 Dilbert

    Y?? Que isso, continuação de V? :mrgreen:

    Desculpe, nao pude perder a piada.
     
    Última edição: 25 Mai 2006
  5. _Kain

    _Kain Preacher

    É a melhor história seriada da atualidade, IMO (embora Planetary seja muito legal - aliás, é seriada? Eu não sei com que periodicidade sai)
    Totalmente divertida mas ao mesmo tempo inteligente, com uma narrativa simples e orgasmante, personagens carismáticos e bem-construídos, fugindo dos clichês que você esperaria (até mesmo as amazonas fogem do que eu esperava), referências culturais que não são JOGADAS e sim justificáveis, um desenho limpo e, principalmente, dá vontade de continuar lendo.
    Enquanto coisas tipo NOVOS TITÃS e Lovecraft (que eu achei um saco) são lançadas por aqui, isso não sai e eu sou praticamente obrigado a ler por scans.
    Shame on you, editores brasileiros.
     
  6. V

    V Saloon Keeper

    PLANETARY atualmente deve ser trimestral, aprox. Na verdade eles publicam quando a edição fica pronta, o que depende do humor do Ellis (a última edição que saiu foi a #25, e eu não faço a mínima idéia de quando a #26 chega). O ponto positivo é que ele pode se dar ao luxo de demorar, e apresentar a coisa com a maior qualidade possível -- não há uma pressão editoral pra lançar a coisa na banca num período específico, como acontece com as séries mais recentes dele (FELL, DESOLATION JONES -- que são ótimas também, aliás, totalmente recomendadas).

    Btw, "Y" é foda mas a minha série preferida da atualidade ainda é POWERS (ainda mais agora que o Alan Moore não tem feito nada). O Bendis escreve os melhores diálogos, as histórias são realmente surpreendentes (o arco FOREVER foi tão diferente do que a série era até então que muita gente parou de comprar porque não entendeu o que diabos estava acontecendo), você tem uma sensação real de evolução, de coisas mudando, personagens passando por momentos realmente decisivos em suas vidas, etc. Em outras palavras, é uma série onde o autor não tem medo de sacudir as coisas, mesmo que isso signifique incomodar os leitores de cabeça mais fechada. E eu sou um fanboy declarado do Oeming.

    Outra coisa que eu tinha um pouco de receio mas acabei adorando foi ALL-STAR SUPERMAN. O Morrison está brincando com aqueles elementos malucos da Era de Prata, principalmente aquelas histórias bizarras que saíam nas revistas do Jimmy Olsen e da Lois Lane, só que com a qualidade e economia dos quadrinhos atuais. É ótimo. E o Quitely é tão foda, meu deus.
     
  7. TT1

    TT1 Dilbert

    Sim, o cara tá abusando. Ele é absurdo. Merecia um busto de bronze na pracinha aqui perto :clap:
     
  8. _Kain

    _Kain Preacher

    Vale a pena comprar Powers mesmo?
    Eu só li "Quem Matou a Garota Retrô" e achei apenas legalzinho, mas talvez se deva ao fato de ter lido na livraria, em pé.
    All Star Superman é a melhor coisa da DC atual, de longe. Morrison RULES, e o fato dele carregar o Quitely pra todas as revistas "mainstream" que faz só torna tudo mais foda.
    Eu tinha ouvido falar que Y iria sair em 2007, isso é apenas boato ou verdade?

    (Quem é melhor: Quitely, Hitch ou Cassaday? Eu não tenho opinião formada.)

    Kain

    Editado pela moderação: Não, não vale a pena baixar. Comprando você vai ter a revista em mãos, o que vale muito mais.
     
    Última edição por um moderador: 7 Jun 2006
  9. V

    V Saloon Keeper

    Pois é, eu tinha comprado esse primeiro TPB e achado legal e tal, mas nada muito extraordinário (a melhor coisa sendo os diálogos mesmo), só que aí um dia eu resolvi ler o resto, e putz. A coisa vai ficando melhor a cada arco. Anyway, eu recomendo ler no original. Eu não sei como ficou a tradução desse primeiro TPB (o único publicado aqui até agora), mas os diálogos do Bendis merecem ser lidos em inglês, IMO.

    Só presta atenção se vc for correr atrás disso, porque quando a série mudou da Image pra Icon (selo da Marvel) a numeração zerou.

    O Volume 1 (Image) teve 7 arcos (Who Killed Retro Girl, Roleplay, Little Deaths, Supergroup, Anarchy, The Sellouts e Forever), e foi até o número #37. O Volume 2 (Icon) já teve 3 arcos até agora (Legends, Psychotic e Cosmic), indo até o número #18. O #19 sai esse mês e inicia o arco Secret Identity.

    Btw, eu acho que eu abri um tópico pra POWERS aqui no fórum, deve estar por aí em algum lugar. Talvez eu mande essa discussão pra lá.


    Não entendi a pergunta.

    Putz, complicado hein. Eu estou aqui comparando mentalmente WE3 com The Ultimates com aquela edição de Planetary que faz homenagem a "Encontro com Rama" e também não consigo chegar em nenhuma conclusão. Os três são monstros.
     
  10. _Kain

    _Kain Preacher

    Eu esqueci de especificar sobre Y:
    Eu ouvi que iria sair AQUI NO BRASIL.
    Seria algo feliz, etc.


    Qual o melhor personagem de Y?
    Eu costumo tender obviamente para o Yorick, por sua personalidade Peter Parker-esque, e por ser o protagonista, mas a irmã dele talvez seja a mais bem-construída, IMO.

    Kain
     
  11. V

    V Saloon Keeper

    Ah, saquei. Bom, tomara.

    Eu tinha meio raiva do Yorick por causa das atitudes estúpidas dele (principalmente no que diz respeito a acabar revelando pra todo mundo quem ele realmente é), mas depois de "Safeword" tudo passou a fazer sentido, e não dá pra negar que ele é de longe o mais desenvolvido ali.

    Não tenho muito isso de "personagem preferido", no entanto, mas o meu arco preferido deve ser A Small Step, provavelmente.

    PS: Atualmente, em termos de Brian Vaughan eu tenho preferido os roteiros de EX MACHINA, embora a arte baseada em fotografias fique meio estática às vezes; a narrativa de Y é mais dinâmica e tal.
     
  12. _Kain

    _Kain Preacher

    Ok, Y foi lançado no brasil.
    Pela Opera Graphica. Eu sei lá, não acho no site deles mas eu me lembro de que o preço era bizarramente absurdo (que nem o de 100 balas) e que eles provavelmente QUEREM falir e que ninguém vai comprar isso.
    Eu vou importar, nem rola mais ficar esperando uma versão decente.
     
  13. Joseph Slater

    Joseph Slater Uoréver

    Eu li Y - The Last Man ate a edicao 37 se nao me engano. Li ate a primeira edicao depois do barco.

    Muito boa a serie, lembro que quando li tava cacando um topico por aqui e por algum motivo nao achei.

    Legal como a trama vai crescendo, os personagens tambem, o Yorick vai diminuindo o seu comportamento imbecil. Aquela ultima cena da ultima edicao que eu li e' completamente foda.

    Quando tiram aquela foto dele, acho que e' na Australia
     
  14. Derfel_Cadarn

    Derfel_Cadarn Usuário

    eu comprei a edicao nacional - e é um lixo!!!!
    foi umas 50 pratas, e é mto mal traduzido, varios erros toscos e piadas mal traduzidas.

    e outra, a parada eh tao tosca, q nem numero tem - sera q ja tao preparados pra nao sair nem o proximo? foda =\

    Editado pela moderação: Apologia a pirataria não é permitida no Fórum.
     
    Última edição por um moderador: 21 Ago 2006
  15. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Acabei de ler o final, wow, tô emocionado.


    Li que um filme está sendo planejado, mas preferia que fosse uma série de TV com o BKV como roteirista principal, afinal ele já sabe as manhas (Lost e panz).
     

Compartilhar