1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

WikiLeaks vaza documentos com políticas dos EUA para detentos

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 25 Out 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Em comunicado, o WikiLeaks criticou regulamentos que dizem ter levado a abusos e à impunidade, e pediu que ativistas de direitos humanos usem os documentos para investigar o que chamou de "políticas de irresponsabilidade"

    O site WikiLeaks começou a publicar nesta quinta-feira o que afirma ser mais de 100 arquivos do Departamento de Defesa dos Estados Unidos detalhando políticas de detenção do Exército no Iraque e na Baía de Guantánamo, nos anos que se seguiram aos ataques de 11 de Setembro.

    Em comunicado, o WikiLeaks criticou regulamentos que dizem ter levado a abusos e à impunidade, e pediu que ativistas de direitos humanos usem os documentos para investigar o que chamou de "políticas de irresponsabilidade".

    A declaração citou o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, dizendo:
    Uma porta-voz da embaixada dos EUA em Londres disse que não faria comentários de imediato sobre o tema.

    Em janeiro, a chefe de direitos humanos da ONU, Navi Pillay, disse que os Estados Unidos ainda estava desrespeitando a lei internacional em Guantánamo por realizar prisões arbitrariamente e indefinidamente.

    Quase 3.000 pessoas foram mortas, em 2001, quando militantes da Al Qaeda, de Osama bin Laden, sequestraram aviões e os lançaram contra as torres do World Trade Center em Nova York, o Pentágono e um campo na Pensilvânia.

    Em seguida, o então presidente dos EUA, George W. Bush, criou um campo de detenção na base naval dos EUA em Guantánamo, em Cuba, depois que forças lideradas pelos EUA invadiram o Afeganistão para combater a Al Qaeda. Dos 779 homens detidos lá, 167 permaneciam presos em meados de setembro de 2012.

    O WikiLeaks disse que uma série de documentos que está divulgando tem relação com interrogatórios de detidos, e que estes mostram que a violência física direta era proibida.

    Mas o site acrescentou que os documentos mostram
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar