1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Why is space three-dimensional?

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por [F*U*S*A*|KåMµ§], 27 Dez 2016.

  1. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Penso que a melhor forma de incluir esse modelo em meio as teorias cósmicas atuais seria colocá-la em perspectiva e integrá-la as teorias filosóficas por meio de fórmulas descrevendo as correlações com cada filósofo e cada escola.

    Nesse sentido penso que a menção aos filósofos não é a toa. A discussão sobre a natureza do espaço é um enorme enigma.

    Presumindo que o espaço primordial possa ser tratado como uma substância com "qualia" ou propriedades infinitas (potencial total ou toti-potente como células tronco) suscetíveis a mudança de estado conforme o trabalho indica ao apresentar as dimensões sofrendo congelamento (uma aproximação para a mudança de um estado físico) como fazer para separar um universo com uma ou duas dimensões possuidores de propriedades infinitas em relação a um universo tridimensional também dotado de propriedades infinitas? Seria possível diferenciar a experiência sensorial e factual de um lugar e de outro?

    Especulando a partir do hinduísmo, um fenômeno possuiria não uma única causa, mas quatro, das quais me lembro bem de 3 de cabeça. A causa imediata (normalmente o objetivo da ciência), a causa que precede a causa imediata que também é essencial e sem a qual a imediata não poderia nascer, a causa superior (o resto do universo e todas as condições para que algo venha a ser) e preciso confirmar mas acho que a quarta causa é a local.

    A partir dessas noções esperam-se trabalhos na direção das qualidades do espaço primordial. Não é tarefa fácil. Estamos falando de condições que extrapolam em imprevisibilidade e complexidade de uma das máquinas sencientes mais sofisticas que conhecemos que é o cérebro humano (muito usado para comparar o universo).
     
  3. Mr. Feynman

    Mr. Feynman Dark Lord of the Physicists

    Ainda não li os artigos linkados, mas realmente é uma questão interessante. Em qualquer formulação da mecânica clássica o espaço realmente é tridimensional e o tempo é uma entidade física separada. Na mecânica relativística já se muda de figura: tem-se o espaço-tempo, uma entidade física única onde o tempo assume o papel de uma quarta dimensão. Já em teorias de unificação surge um universo com até mais de dez dimensões físicas e uma temporal. Isto implicaria que o espaço tridimensional trata-se apenas de uma percepção física nossa. Nosso olho, por exemplo, evoluiu para detectar apenas radiação luminosa dentro de uma determina freqüência, não conseguindo captar qualquer coisa que esteja fora desse espectro, seja infravermelho, ultravioleta ou algo do tipo. De forma análoga nosso cérebro teria evoluído para detectar apenas três dimensões, das tantas que surgem em um modelo de unificação. Esse é um tipo de assunto muito interessante e mostra como nossa percepção da realidade é determinada em última instância pelos rumos que a evolução da nossa espécie tomou - embora com o recurso das tecnologias e da análise teórica consigamos transpor essa limitação natural e descobrir o que está oculto na natureza.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar