1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

WhatsApp é 'pirataria pura', acusa presidente da Telefônica

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 9 Ago 2015.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Em um debate durante o Congresso da ABTA (Associação Brasileira de Televisão por Assinatura), o presidente da Telefónica Brasil, Amos Genish, alegou que aplicativo de mensagens de texto e voz WhatsApp está "trabalhando contra as leis brasileiras". O WhatsApp disponibilizou neste ano no Brasil sua funcionalidade de conversas por VoIP.

    O argumento de Genish é que o aplicativo se aproveita da clientela e da infraestrutura das operadoras de telecomunicações sem, no entanto, estar sujeito às leis regulatórias e aos encargos tributários sob os quais elas trabalham. "Não é admissível uma empresa prover serviço de voz sem licença do regulador, usando os números das demais operadoras e sem pagar impostos", disse.

    Segundo o presidente da empresa que é dona da marca Vivo, esse é um dos motivos pelos quais a operadora não oferece planos com uso ilimitado do aplicativo. "Não vai acontecer nunca de fazermos parceria com o WhatsApp", declarou.

    Embora diga que ainda não é possível medir o impacto que o aplicativo tem sobre a receita ou o tráfego de dados da empresa, Genish considera o WhatsApp uma ameaça, por tratar-se de "uma operadora que está atuando sem licença no Brasil, e pode abrir caminho para que outros provedores queiram fazer o mesmo".

    Por esse motivo, Genish considera que o aplicativo representa um problema muito maior para as empresas de telefonia móvel do que, por exemplo, o Netflix para os planos de TV a cabo. "O Netflix tem na TV a cabo o mesmo impacto que os outros aplicativos OTT [Over The Top, aplicativos de mensagem que permitem evitar as operadoras], mas o WhatsApp pode ter um impacto muito maior", considera.

    O presidente da América Móvil Brasil (dona da marca Claro), José Felix, concorda que falta "isonomia regulatória" à competição entre as operadoras de telefonia móvel e o WhatsApp. Embora considere "inegável" que o aplicativo tenha um impacto na receita da Claro, Felix disse não ter números para quantificar esse impacto.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. dermeister

    dermeister Ent cara-de-pau

    Eis o grito dos desesperados. A parte mais bizarra é a reviravolta lógica que ele usa para associar WhatsApp (que é um VOIP) com serviço de telefonia: se usa o número do telefone, é POTS.

    Isso não tem nenhuma chance de ir para frente, mas vai ser divertido ver mais dessas reações patéticas.
     
    • LOL LOL x 2
    • Ótimo Ótimo x 1
  3. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Uber, netflix, whatsapp... o Brasil é a terra do ludismo em pleno século XXI.

    Cara, não duvide. Esse grupo do chororô tem poder considerável sobre a Anatel (não à toa o mercado de telecomunicações brasileiro é super oligopolizado).

    Eu sinceramente espero que realmente não dê em nada. Mas sabendo como são as coisas por aqui, fico com um pé atrás.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  4. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Cara, eu acho que esse senhor está atrasado. As pessoas já estavam usando o Skype no celular muito antes do whatsapp. Enfim, o mais bizarro é que aqui no Brasil eu nunca consegui fazer uma ligação decente com o whatsapp, mas quando liguei de Londres para SP e RJ, as ligações foram perfeitas.
     
  5. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    E ainda tem o viber, o imo...

    Enfim, acho que ele atacou o whatsapp por ser o mais popular. A ideia certamente seria regular todos aplicativos que desempenham funções semelhantes.

    E comigo as ligações do whatsapp são meio de lua. A qualidade em si não é ruim, mas às vezes o delay é tão grande que inviabiliza.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  6. Calib

    Calib Visitante

    Aquele momento que dá tanta preguiça de argumentar que a gente apela pra uma imagem.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    O celular é meu, e eu pago pelo acesso à internet para essas operadoras aí.
    Uma vez conectado, o que eu faço é problema meu.
     
    • Ótimo Ótimo x 5
    • Gostei! Gostei! x 2
    • LOL LOL x 1
  7. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    E não pagamos pouco. Para um serviço bem porco.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Eu ia dizer que é a retrogradicidade (uia) das gerações pré-internet.
    Mas nem dá pra dizer isso porque eu também sou pré-internet. Geração totalmente internet acabou de chegar na maioridade.
    Vai demorar ainda até entenderem.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  9. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Eu já estava com este post pronto:

    Mas o post do @Calib me convenceu.

    Ainda assim, fico um pouco preocupado que essas alternativas que comprometem o empresariado padrão acabem, a longo prazo, repercutindo de forma pior para o próprio consumidor. Nesse caso, já tem até um exemplo: whatsapp reduzindo fortemente os lucros das operadoras -> operadoras criando mil restrições para uso da internet, e tornando o serviço mais caro. Tomara que o mercado acabe regulando. :mrgreen:
     
    • LOL LOL x 1
  10. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Se a entrada de novas operadoras com serviço de internet for livre...

    Calibão mitando no post. É um liberal.
     
    • LOL LOL x 2
  11. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Estou pra completar 15 anos que sou usuário constante de aplicativos Voip e bem antes deles chegarem aos celulares.
    Só agora que as operadoras estão se incomodando com isso?
    Se eu pago por um acesso a Internet (que nesse país está longe de ser das melhores) e existem meios que ela me permite conversar com o mundo inteiro, faço valer bem esse direito, pois ser duplamente cobrado por um serviço cuja qualidade não é excelente não dá.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  12. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    É que agora que o voip está se popularizando, à medida que está sendo utilizado via smartphones. Até pouco tempo, voip era só de computador para computador, o que restringia o uso e não oferecia concorrência tão forte ao serviços de telefonia, principalmente telefonia móvel - sobretudo porque você não podia ligar para o aparelho telefônico de alguém (exceto pagando, como no caso do skype).

    Enfim, engraçado que eu vi a seguinte imagem ser compartilhada por uma página denominada "pig golpista":

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Será que essa galera sacou que a livre concorrência é justamente uma arma contra oligopólios? Eu aposto que eles nem se ligaram que fizeram uma defesa do livre mercado :lol:
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  13. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Sem contar que nenhum esquerdista aqui do fórum se deu ao trabalho de me explicar pq diabos não licitam novos canais de TV, como se o suposto oligopólio da mídia fosse resultado de alguma força mágica. Não é justamente o governo que controla os leilões dos canais?
     
    • LOL LOL x 1
  14. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    É a mesma questão que foi discutido em vários outros assuntos.
    A internet fez a sua pequena revolução e tem setores que não acompanharam e dificilmente vão acompanhar.
    A velocidade com que as coisas são transmitidas hoje criam essas hipocrisias e aberrações.
    Fazem p2p ser considerado quase como homicidio enquanto que nenhuma empresa grande reclamava de mixed tape (até incentivava, e as emissoras de rádio sempre fodiam a sua tentativa de fazer mixed tape gritando o nome da emissora bem no meio daquela sua música favorita que você tava esperando horas pra tocar).
    Delocalização real, Netflix não tem problema. Delocalização virtual, as distribuidoras de filmes te chamam de contrabandistas ou sei lá o que.

    E nem é a nossa geração que vai entender 100% essa mudança.
    É a geração anos 2000 apenas.
     
  15. Deriel

    Deriel Administrador

    Não vai não, será natural. Ela não vai entender o que diabos discutimos tanto.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  16. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Será? O processo de destruição criativa gera descontentes desde muito tempo, e enquanto isso continuar acho que esse tipo de discussão não se tornará estranho.
     
  17. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    • Gostei! Gostei! x 2

Compartilhar