1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Vulcão (Puyehue) no chile

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por BeorZenni, 9 Jun 2011.

  1. BeorZenni

    BeorZenni Usuário

    Vulcão Puyehue estava 'parado' desde terremoto em 1960
    Após 50 anos sem atividade intensa, formação montanhosa volta a assustar.
    Fumaça da erupção atingiu seis países na América do Sul.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A recente atividade do vulcão Puyehue, no Chile, colocou em evidência uma formação montanhosa que não apresentava uma erupção importante desde 1960.

    A fumaça provocada pela erupção atingiu seis países na América do Sul, forçou o cancelamento de voos e forçou a retirada de 4 mil pessoas de povoados chilenos próximos. A cidade de Bariloche, destino turístico na Argentina, chegou a ficar sem energia elétrica na terça-feira (7).

    Localizada no centro do Chile, a formação montanhosa tem 2.240 metros de altura. Atividades intensas no vulcão ocorreram há 51 anos, dois dias após um terremoto intenso que ficou conhecido como "evento de Valdivia" (cidade chilena).

    Segundo especialistas consultados pelo G1, o Puyehue é um estratovulcão, uma formação em formato de cone e é feito de várias camadas rochosas.

    As cinzas, até agora, alcançaram 10 quilômetros de altura, e se estenderam por 100 quilômetros ao redor do vulcão, mesmo antes da dispersão começar.

    Os ventos e correntes frias podem fazer as partículas do vulcão permanecer até meses na atmosfera.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Buenos Aires volta a suspender voos por cinzas vulcânicas

    Na capital argentina é possível observar partículas de cinzas sobre carros.
    Nuvem de cinzas também provoca cancelamento de voos no Uruguai.



    Todos os voos internacionais e domésticos dos aeroportos de Buenos Aires, os maiores da Argentina, foram suspensos nesta quinta-feira (9) em consequência das cinzas procedentes do vulcão chileno Puyehue.
    A nuvem vulcânica também atingiu o Uruguai e provocou o cancelamento da maioria dos voos do aeroporto internacional de Montevidéu.


    "Todos os voos dos aeroportos Jorge Newbery (domésticos e países de fronteira) e internacional de Ezeiza foram suspensos na manhã desta quinta-feira porque a nuvem vulcânica está sobre Buenos Aires", disse uma fonte da empresa 'Aeropuertos 2000', que opera os dois terminais.
    A fonte, que não soube precisar o número de voos suspensos, afirmou que a "nuvem de cinzas está a 9.000 metros de altura sobre Buenos Aires e os aviões voam a uma altura média de 10.000 metros".


    Os aeroportos da Patagônia (sul) permanecem fechados desde a erupção do vulcão Puyehue, no sábado.
    Na capital argentina era possível observar partículas de cinzas sobre os automóveis estacionados.
    O comitê de crise formado pelas autoridades aeroportuárias, de segurança e meteorologia examinará a situação na tarde desta quinta-feira.
    As cidades turísticas de Bariloche e de Villa Angostura, esta última a 40 km do vulcão chileno Puyehue, são as mais afetadas pelo fenômeno.


    Empresas aéreas
    Em um novo comunicado, a Aerolíneas Argentinas e sua subsidiária Austral informam que devido ao novo ingresso da nuvem vulcânica na área metropolitana decidiu suspender temporariamente as operações nesta quinta nos dois aeroportos de Buenos Aires.
    A empresa indica aos passageiros que visitem o endereço na internet (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ), na seção "partidas e chegadas", onde serão divulgados os novos horários dos voos.
    Seguem suspensas até domingo os voos das duas aéreas na região turística de Bariloche e diversas cidades do sul do país. Os passageiros poderão utilizar suas passagens por até um ano da data de emissão sem nenhum penalidade.
    A LAN informa que alguns voos desde e para as cidades de Buenos Aires e Córdoba – inclusive o São Paulo / Buenos Aires – e Montevidéu foram novamente afetados. A empresa diz que quem tiver bilhetes desses voos deve entrar em contato com a companhia para mudar a data, a rota, ou solicitar a devolução. O contato pode ser feito pelo
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e pela central de atendimento, no 0 300 788 0045.


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Erupção de vulcão cancela voos entre Brasil e outros cinco países
    TAM cancelou voos nesta terça (7) para quatro países atingidos.
    Há problemas com voos para Chile, Argentina, Uruguai, Paraguai e Peru.

    Voos entre o Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai e Peru estão prejudicados nesta terça-feira (7) em razão da nuvem de cinzas do vulcão Puyehue, no Chile, segundo as principais companhias aéreas e a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) dos aeroportos internacionais brasileiros.

    A companhia aérea TAM informou, em nota, o cancelamento de 32 voos em razão do fechamento dos aeroportos de Buenos Aires (Argentina); da previsão de fechamento do aeroporto de Assunção (Paraguai) na tarde desta terça; e da obstrução das rotas de voo entre Brasil, Montevidéu (Uruguai) e Santiago (Chile), para garantir a segurança dos passageiros.

    A empresa aérea GOL cancelou 11 voos com destino a Buenos Aires, provenientes de São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, Foz do Iguaçu, Porto Alegre, Assunção, Santiago, Córdoba e Rosário (Argentina), e também para estes locais provindos da capital argentina.

    A companhia aérea LAN cancelou 15 voos internacionais nesta terça com rotas entre Buenos Aires, Córdoba, Santiago, Montevidéu e Lima. A empresa informou que os passageiros, inclusive os brasileiros, poderão solicitar a troca das passagens sem multa ou requerer a devolução.

    Um voo da Lufthansa que partiu de Frankfurt, na Alemanha, com destino a Buenos Aires, pousou nesta manhã no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, São Paulo, como medida de prevenção. A aérea não possui voos diretos de SP para Buenos Aires ou para Santiago.

    No Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, a Infraero informou que 16 partidas e cinco chegadas foram canceladas desde a 0h desta terça. Entre os voos estão sete da companhia aérea TAM, e um da companhia GOL com destino ao Aeroporto Ezeiza, na Argentina, proveniente de Lima.

    Já a Infraero no Galeão afirmou que foram canceladas nove chegadas previstas: sete voos provenientes de Buenos Aires, um de Montevidéu e um de Córdoba, e 10 partidas, por falta de condições de visibilidade: oito para Buenos Aires, uma para Montevidéu e uma para Santiago. Ainda de acordo com a empresa, não há tumulto de passageiros no saguão do Aeroporto Internacional Tom Jobim, por conta do movimento reduzido de baixa temporada.

    A Infraero do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, informou que foram canceladas 10 chegadas e cinco partidas até as 16h30. Um dos voos, da empresa Taca, era proveniente do Peru, com chegada prevista para as 6h. As outras companhias com cancelamentos no aeroporto são a GOL, a TAM, Aerolineas Argentinas e Pluna.

    Nesta terça, a Infraero em Brasília informa que 38,4% dos voos internacionais (56 ao todo) do país foram cancelados até as 18h. Nesta segunda (6), durante todo o dia, foram cancelados 29 voos (12,78% do total de vôos previstos).

    Providências
    A TAM afirma que providenciará alimentação e hotel para os passageiros em trânsito, que serão reacomodados nas próximas opções de voos disponíveis, após a reabertura dos aeroportos.

    "Como as condições meteorológicas e a atividade do vulcão estão mudando constantemente, a companhia continuará avaliando a situação para retomar suas operações normais o mais rapidamente possível", diz a aérea em nota.

    Em caso de dúvida, os clientes devem entrar em contato com a Central de Atendimento da TAM antes de se dirigirem ao aeroporto, de acordo com o país de embarque. Os números são os seguintes: Brasil (4002-5700 –capitais - e 0800-570-5700 - demais localidades), Argentina — (0 810 333 3333), Chile (56 2 6767 900) e Uruguai (000 4019 0223).

    A GOL informou que irá providenciar alimentação e acomodação em hotéis. Já os clientes com viagens marcadas, para voos até o dia 13 de junho, com destino ou origem em cidades atingidas, poderão contatar a companhia pelo telefone 0800 7040465. Para efetuar a remarcação sem custos ou optar pelo cancelamento com reembolso integral da passagem, o passageiro deve entrar em contato pelo 03001152121.

    Em comunicado, a Lufthansa informou que o voo que partiu nesta segunda-feira (6) à noite de Frankfurt e foi preventivamente desviado para Cumbica ocorreu em razão "das informações recebidas sobre a nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue-Caulle".

    De acordo com a companhia, os 294 passageiros foram acomodados em um hotel e o voo rá decolar nesta quarta (8) às 6h30, com previsão de chegada a Buenos Aires às 8h.

    A Aerolineas Argentinas comunicou, em seu site, que os voos afetados pelo vulcão são para a Argentina e Chile. Novo comunicado deve ser colocado no site da empresa ainda nesta terça.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Companhias suspendem voos para Bariloche devido a erupção de vulcão
    Puyehue, na Cordilheira dos Andes, entrou em erupção no sábado (4).
    Em comunicado, LAN Argentina informa que suspendeu voos para região.


    Companhias aéreas que vendem passagens com destino à região turística de Bariloche estão suspendendo voos nesta segunda-feira (6) devido à erupção do vulcão chileno Puyehue, cujas cinzas estão se espalhando pelo sul da Argentina.

    Em comunicado divulgado na tarde desta segunda, a LAN Argentina informou que está suspendendo todos os voos com destino a San Carlos de Bariloche e Neuquén após um comunicado emitido pelas autoridades aeroportuárias locais, que decidiram fechar o aeroporto Teniente Luis Candelaria desde o domingo.

    "Com relação a Neuquén e Río Gallegos, embora os aeroportos dessas duas cidades estejam operantes, a companhia, após analisar as informações oficiais decidiu não operar voos para essas localidades, até que as condições estejam favoráveis e com total segurança", informa a nota.

    Os passageiros com voos marcados para esta segunda (6), segundo a LAN, poderão trocar a data do voo sem pagamento de multa, para início da viagem com prazo de 30 dias da data original; trocar a rota com pagamento da diferença tarifária ou ainda devolver a passagem.

    Os voos com destino ao sul argentino partem de Buenos Aires. A empresa informa ainda que as demais operações para todos os destinos, inclusive do Chile, estão normais.

    Mais informações sobre os voos podem ser obtidas acessando o site da companhia (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ) ou pelo telefone 0300 788 0045.

    Também na tarde desta segunda, a Aerolíneas Argentinas e sua subsidiária Austral informaram em nota que suspenderam até o próximo domingo (12) todos os voos com destino à região patagônica por questões de segurança.

    Outras localidades como Rio Gallegos, El Calafate e Ushuaia, no sul argentino, estão com voos suspensos até a quinta-feira (9).

    Pelo mesmo motivo, as companhias decidiram suspender voos noturnos com destino a Santiago e Mendonça até a quinta-feira.

    Segundo a nota, os passageiros afetados poderão deixar suas passagens em aberto por até um ano da data da emissão podendo realizar a viagem sem nenhuma multa.

    Mais informações podem ser obtidas no site da companhia:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Emergência
    O prefeito de Bariloche, Marcelo Cascón, confirmou a suspensão das aulas nos colégios e outras atividades, enquanto a baixa visibilidade obrigou a manter a restrição ao trânsito pela estrada que liga San Martín dos Andes.

    O "comitê de emergência" mantém a recomendação às pessoas para que permaneçam em suas casas e economizem água potável, apesar de as cinzas não terem poluído os aquíferos, indicou o prefeito em entrevista a uma rádio de Buenos Aires.

    Vulcão causa saída de 3.500 no Chile e cobre cidade argentina de cinzas
    Puyehue entreou em erupção no sábado.
    Aeroporto de Bariloche fechou, e fronteira fechou em Cardeal Samoré.

    A cidade argentina de Bariloche foi afetada neste sábado por uma intensa chuva de cinzas devido à atividade do vulcão chileno Puyehue, que entrou em erupção no sul do país andino.

    O Corpo de Bombeiros da cidade, a 1,6 mil quilômetros ao sudoeste de Buenos Aires, está disposto a declarar "alerta vermelho" na região.

    Por causa da situação, o prefeito de Bariloche, Marcelo Cascón, convocou à Polícia e a Defesa Civil para formar um comitê de emergência.

    As autoridades resolveram fechar a passagem de fronteira de Cardeal Samoré, um das divisas entre Argentina e Chile, e também o aeroporto local devido à baixa visibilidade.

    "Em 44 anos nunca tinha visto algo assim", comentou um morador de Bariloche ao canal "Todo Noticias", da capital do país.

    "Uma camada de cinzas cobriu a cidade e era possível escutar trovões", ressaltou.

    A prefeitura pediu aos moradores que mantenham a calma, economizem água e permaneçam em suas casas porque a chuva de cinzas pode prolongar-se por muito tempo. Recomendou também, em caso de necessidade, a utilização de máscaras.

    "Pedimos à população que não abarrote os supermercados e os postos de combustíveis, e fique em suas casas na medida do possível. Os serviços públicos seguirão funcionando com normalidade", assinalou Cascón em entrevista coletiva.

    Além de Bariloche, um dos centros turísticos mais importantes e belos do país, o fenômeno afeta a localidade de Villa La Angostura.

    O vulcão Puyehue, de 2.240 metros de altitude, fica no lado chileno da Cordilheira dos Andes. Sua última grande erupção ocorreu em 1960, ano em que aconteceu nessa zona um terremoto de magnitude 9,5, o mais forte registrado até agora no mundo todo.

    O vulcão obrigou o governo chileno a retirar cerca de 3.500 moradores próximos à montanha. De acordo com o ministro do Interior, Rodrigo Hinzpeter, uma enorme nuvem de fumaça foi formada que, segundo informações, já poderia ser vista da Argentina.

    O intendente da região de Los Rios, Juan Andrés Varas, disse à Cooperativa que nas localidades próximas há um forte "cheiro de enxofre e cinzas" e que de alguns locais é possível ver uma "boca de fogo e uma coluna de fumaça".

    Após seguidos tremores de terra, o governo chileno emitiu código vermelho para a região do vulcão. De acordo com o Escritório Nacional de Emergências, são registrados em média 230
     
    Última edição: 9 Jun 2011
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Esse vulcão está dando trabalho. Interessante é eu estava para comprar uma passagem pra minha esposa, que vai a Argentina fazer um curso neste mês e devido a esse incidente o curso foi transferido para julho. Por quê? Porque a maioria dos alunos que iriam fazer o curso na área de Artes Cênicas é do Brasil, Peru e Colômbia.
     
  3. BeorZenni

    BeorZenni Usuário

    pois é, eu to acompanhando as noticias pq tava querendo ir pra bariloche esquiar com meus amigos no mes que vem, mas to achando que nao vai rolar
    mesmo que até mes que vem limpe o céu e os aviões voltem a decolar, a neve vai ta tão suja com cinzas que não vai da pra esquiar de qualque jeito
    mas vamos esperar mais noticias pra ver o que vai dar
     
  4. Roderick

    Roderick Banned

    Espero que isto não afete o Brasil, finalmete consegui férias e irei poder voar para Bragança em Portugal, espero que não tenho dificuldade por causa do ocorrido...
     
    Última edição: 9 Jun 2011

Compartilhar