1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Vivemos na Matrix? Cientistas encontraram uma forma de descobrir isso

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 17 Out 2012.

  1. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Desculpem o flood, mas esses outros comentários da matéria do Literatortura são ótimos:

    Deu medo...

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Mas falando sério, alguns dos comentários no Literatortua eram sobre como essa linha de pesquisa provaria a inexistência de Deus. Se existe uma simulação, então alguém foi responsável pela criação dela, né? O problema da recursividade é bem difícil de escapar. Como já falei em algum outro tópico, Isaac Asimov "resolveu" esse problema de uma forma bem fantástica no conto
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .
     
    • LOL LOL x 2
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  2. Grimnir

    Grimnir Usuário

    • LOL LOL x 2
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Vivemos em uma Matrix? Tem gente do Vale do Silício acreditando nisso

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    George Hotz, fundador de startup Comma.ai, deu palestra para explicar que vivemos em uma simulação Imagem:

    E se a gente estiver vivendo em uma simulação de computador? Você pode até considerar isso maluquice, mas há quem pense nisso a sério, a ponto de uma das palestras da SXSW, evento de inovação e cultura pop realizado nesta semana em Austin, nos Estados Unidos, tratar exatamente deste assunto.

    A apresentação foi na última sexta-feira (8), primeiro dia da SXSW, e teve como palestrante George Hotz fundador da startup Comma.ai, uma startup de software para carros autônomos que se autointitula o "Android para veículos".

    Aos 29 anos, Hotz propôs a seguinte discussão no evento: "Estamos em uma simulação. Você percebeu que isso significa que Deus é real? Por traçar paralelos aos mundos que nós criamos, nós perguntamos, de dentro do nosso simulador, que ações nós temos disponíveis? Podemos sair? Encontrar Deus? Matá-lo?"

    A conversa, que durou cerca de uma hora, girou em torno da "Hipótese da Simulação".
    Não vamos nos aprofundar muito no assunto, mas esse tipo de "piração" é considerado como uma possibilidade real por gente como Elon Musk, executivo-chefe da Tesla.

    "Estava andando para a bilheteria do cinema e foi quando eu percebi que a hipótese da simulação se aplica a mim. Não é um jogo hipotético que está sendo jogado. Isso é a minha vida real que está sendo falado. Eu estou realmente em uma simulação e você também", lembrou, citando um evento vivido por Hotz em 2011.

    Antes disso ele deu uma breve explicação da teoria: como o homem cria simulações e mundos nos videogames, por que o nosso também não é um desses? Hotz exibiu um gráfico em que Deus era um programador, criador de diversos mundos com suas próprias inteligências artificiais: a Terra, outros planetas, nossa galáxia e alguns videogames - "Super Smash Bros" foi o escolhido para ilustrar.

    Na teoria, o Deus-programador seria apenas um nodo dentro de uma árvore de dados. Hotz acredita que é improvável que nós estejamos em uma posição elevada nessa estrutura.

    "É fato que estamos em uma trajetória em que teremos videogames indistinguíveis da realidade e esses jogos poderão ser jogados em qualquer caixinha de streaming ou PC e provavelmente haverá bilhões destes dispositivos. Me parece que as chances de estarmos na 'realidade consensual' é uma em bilhões", disse o excêntrico Musk em 2016 na Code Conference.

    Ficou confuso? Bem, esse é o tipo de assunto discutido por filósofos antigos como René Descartes e mais modernos, caso do sueco Nick Bostrom.

    Mas, convenhamos: melhor mesmo é curtir esse tipo de viagem em obras da ficção científica como "Matrix".

    Assista à palestra de Hotz (em inglês)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar