• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Viva - A vida é uma festa [Coco, 2017]

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium


Diretor:
Lee Unkrich, Adrian Molina
Elenco: Alanna Ubach, Edward James Olmos, Gael García Bernal
País de origem: EUA
Ano de produção: 2017

Sinopse: Apesar de a música ter sido banida há gerações em sua família, Miguel (voz do novato Anthony Gonzalez) sonha em se tornar um grande músico como seu ídolo, Ernesto de la Cruz (voz de Benjamin Bratt). Desesperado para provar o seu talento, Miguel se vê na deslumbrante e pitoresca Terra dos Mortos seguindo uma misteriosa sequência de eventos. Ao longo do caminho ele conhece o trapaceiro encantador Hector (voz de Gael García Bernal), e juntos eles partem em uma jornada extraordinária para descobrir a verdade por trás da história da família de Miguel.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Uma das melhores animações que assiti nos últimos cincos anos, com uma história bem elaborada que emociona e retratando muito bem uma parte importante da cultura mexicana em relação aos antepassados.
 
F

Focr_BR

Visitante
Assisti já faz um tempo e não gostei é o filme mais Disney da Pixar. Infelizmente o Steve Jobs esta começando a fazer falta já para a empresa (Pixar e Disney), assim como para a própria Apple e dessa vez não tem como ele ser contratado denovo.
 

Haran Alkarin

Usuário
Curti pra caramba, e achei do mesmo nível de Toy Story 3 e Divertidamente. :clap: Muito legal o jeito que constroem o universo dos mortos, daquele mesmo jeito que a Pixar sabe construir universos dos mais diversos tipos (de peixes, de monstros, de brinquedos, de elementos psíquicos)...

Um aspecto que achei bem legal é que os mortos também morrem, isso é, o mundo dos mortos é só uma espécie de limbo, em essência com as mesmas injustiças e transitoriedade do mundo dos vivos... Com isso o filme evita choques radicais com a concepção cristã de paraíso, e evita recompensar de forma definitiva figuras como o Ernesto de la Cruz...

Mas esse filme vai ainda mais longe e soube retratar bem as relações familiares mexicanas, que têm tanto aspectos universais, quanto também têm aspectos bem particulares, bem latinos, que nós como brasileiros podemos nos identificar ainda mais....

Sem falar das músicas, muito divertidas e memoráveis, elemento que, pelo que me lembre, Toy Story 3 e Divertidamente não têm...
 
Última edição:

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Com certeza a abordagem da cultura mexicana em relação ao culto aos antepassados, é o ponto principal que me fez achar esse filme muito interessante e bem lúdico. Excelente pra ser visto por todas as faixas etárias.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.470,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo