1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Viajar de Trem

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Fúria da cidade, 5 Out 2010.

  1. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Ai ai... demagogia

    Sabe pq o Brasil não investe em trem?

    A nossa formação geografia é de grande variação de altura. Um trem anda em inclinação máxima de 1%, oq significa 10 metros a cada 1km. Ou seja, se vc tem uma região 100 metros mais alta, vc precisa de 10km de ferrovia pra esse trem subir. E nem sempre é possível fazer túnel pq não estamos falando de uma montanha (mas de um caminho tipo Rio-BH).

    Com isso, os preços de trens comerciais ficariam absurdos além de lentos (pela inclinação). Hoje por exemplo vc tem trem de passageiro que liga Mariana-BH, etc a Vitória, trecho muito concorrido entre os mineiros que invadem as praias do Espirito Santo. A viagem demora 18 horas.

    Pra chegar a santos por exemplo, o trem da MRS tem que descer a serra de cremalheira, sabe, igual carrinho de montanha russa sobe a pista, com algo puxando no meio. E só é economicamente viável de tão perto que o porto de Santos é de São Paulo, principal capital industrial do país.
     
  2. Deriel

    Deriel Administrador

    Claro, só o Brasil é assim. Todo o resto do Mundo é plano (exceto USA - o único país do mundo que também abomina trens atualmente). Obviamente que o mundo já resolveu esses problemas - menos o Brasil (e USA).

    Falando nisso, a Suiça manda um braço (que vai chegar de treme rápido).
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Sou uma farsa de mineira, nunca viajei de trem. :tsc:
    O máximo que fiz foi imaginar uma viagem no famoso Expresso do Oriente com o auxílio da Agatha Christie.
     
  4. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Ou o Expresso de Hogwarts, uma viagem pela Sibéria do século XIX, ou pelo Velho Oeste. Só nos livros mesmo, nunca andei de trem e me martirizo por conta disso... Mas ainda pretendo realizar esse sonho.
     
    Última edição: 23 Jul 2011
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Você tá resumindo sua análise muito ao Sudeste não?

    O fato de termos a Serra do Mar e outras regiões montanhosas em Minas não é desculpa pro país como um todo ter parado de investir. Só no Nordeste na Zona da Mata temos a maior concentração de capitais estaduais entre Aracajú e Natal todas próximas umas das outras ao nível do mar e no entanto não há uma linha de trem de viagem decente que poderia muito bem interligar elas, beneficiando fortemente todas elas.

    Entendo que montanha pode atrapalhar, mas se fosse motivo de desânimo o Japão que tem mais de 2/3 de seu território montanhoso não teria nenhuma linha de trem e no entanto é um dos países com mais km de ferrovia por Km² do mundo.

    E a ferrovia transisberiana a mais longa do mundo que corta a Rússia de Leste a Oeste? Pra fazer esse longo trajeto precisa vencer algumas grandes barreiras como os Montes Urais.

    Aqui sobra vontade em fazer Copa e Olimpiada, mas linha de trem....
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    acho que já disse antes, e volto a repetir: o problema foi terem parado de investir nisso, substituindo todo o acesso entre cidades apenas por rodovias, ao invés de manter os dois. se continuassem com a ferrovia (paralelamente à rodovia), não ficaria tão caro e absurdo pensar em uma cidade ligada à outra também por trem. hoje seria praticamente começar do zero, no final das contas.
     
  7. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Falando na Transiberiana, eu estava vendo um documentário um dia desses sobre as gambiarras que os engenheiros usavam pra fazer os trilhos se assentarem bem sobre terrenos tão irregulares, complicados. Po, eles PRECISAVAM dela, TINHAM de fazê-la e tiveram muitas ideias interessantes sobre diferentes tipos de material utilizado, uso do clima etc etc, que fica a pergunta: se eles, com a tecnologia da época, atravessaram tamanhas adversidades, porque a gente não faz um esforcinho? Não só o relevo do Brasil é extremamente multiforme como as dificuldades de ontem não são mais tão intransponíveis assim.
     
  8. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Alguns roteiros de trens tutísticos no estado de SP aos poucos estão sendo reativados, depois vou postar uma síntese. Um deles é o trem até Paranapiacaba que foi bastante comentado aqui.

    Ainda está longe do que vivi na minha infância quando eu pude viajar por todo interior até a cidade de Santos, mas ao menos é um sopro de esperança.


    As ferrovias sempre foram grandes aliadas do desenvolvimento e integração de vários países do mundo e aqui só se deu uma grande prioridade praticamente apenas no ciclo do café. Terminado isso ficamos congelados no tempo com tecnologia defasada e que ficou sucateada. Nesse quesito como a Ana mencionou nosso país tem que praticamente recomeçar do zero mesmo.
     
  9. Deriel

    Deriel Administrador

    Eu fico pensando em coisas bem básicas. Por exemplo: Curitiba -> São Paulo. São 450 km feitos hoje em dia em 7 horas (por causa do trânsito em São Paulo). De trem normal, daquels mais antiquados usados na Inglaterra, de velocidade máxima de 130 km/h isso daria 3,5 horas de viagem. Viagem confortável, quase sem riscos, chegando no centro e saindo do centro.

    Se pensarmos mais longe, num TGV da vida, esse trajeto se daria em menos de 2 horas. E você gasta mais de 2 horas pra ir de São Paulo a Curitiba, se contaro deslocamento até aeroporto, check-in, embarque, voo, desembarque, check-out, deslocamento até o centro. Calculo em pelo menos 4 horas contano tudo isso se você optar pelo avião.
     
  10. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Você falou tudo meu caro!

    Mas há alguns poucos anos atrás o Brasil tinha muitas linhas de passageiros. Me lembro que quando criança eu viajei na linha Vera Cruz, que ligava Belo Horizonte ao Rio de Janeiro e também já viajei de BH até Salvador. Infelizmente não tem mais isso, somente trem de carga.
    Mas mesmo com as dificuldades do nosso terreno (devido a grande variabilidade da altimetria) dá para o governo fazer vários investimentos de cunho regionais.

    Dica, se vc ainda não foi de BH a Vitória, então faça porque a paisagem é belíssima.
     
  11. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    E grande parte das empresas de trem de carga do Brasil opera em prejuizo
     
  12. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Como assim prejuízo? Carga tributária? Infraestrutura? Se for a infraestrutura, ela não é de responsabilidade por parte da empresa que possui a concessão de uso e exploração?
     
  13. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Prejuizo. Tipo, a receita da empresa é menor que as despesas. Muitas só continuam operando pela função estratégica pros seus donos. Tipo, Ferrovia Centro Atlantica é da Vale e é estratégico pra Vale ter controle da uma rede ferroviária que cobre quase toda MG e Bahia.
     
  14. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    BH-Vitória talvez seja o trecho mais longo em atividade do Brasil

    E pensar que na minha infância já cruzei os estados de SP e MS de leste a oeste inteiros de trem naquela linha que ia até Corumbá com conexão com a Bolívia até Santa Cruz de La Sierra, que de forma pejorativa era chamada de "Trem da Morte" que na minha opinião pelo menos na única vez que andei nela não era um primor de trem, mas pra quem não faz questão de luxo padrão europeu, adquirindo bilhete nas melhores classes o nivel de conforto é bem razoável.
     
  15. Legolas98

    Legolas98 Usuário

    o sistema ferroviário no Brasil é uma vergonha nacional...
    quem
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ou outros paises de trem entende bem o que eu estou falando...
    até na russia existe um sistema de trens e metros super desenvolvido para o maior pais em extensão territorial do mundo...
    então nao vale a justificativa que o brasil é muito grande para instalação de sistema ferroviário
    trens são baratos, eficazes, super seguros, transportam muitas pessoas a baixo preço...
    seria um sonho viver em um Brasil que tivesse esse sistema pelo menos perto da costa.. cidades como sao paulo, belo horizonte, rio, vitoria... que são cidades relativamente perto uma das outras mereciam esse meio delocomoção...
    acho inaceitavel por exemplo uma cidade como belo horizonte que possui 7 milhoes de habitantes em sua grande area possuir apenas 2 linhas de metro que mal cobrem o territorio da cidade....
    fica aew o recado.. ta na hora do povo brasileiro começar a cobrar e exigir do governo mais atitude ao invéz de ficar sofrendo no transito e morrendo nas estradas!!!!
     
    Última edição: 24 Nov 2011
  16. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Depois de um certo tempo, voltei ao tópico para atualizar minhas impressões sobre o novo trem da Vale, da famosa linha Belo Horizonte-Vitória que recentemente fiz partindo de BH rumo a Vitória.

    A implantação das novas composições trouxe um desejável toque de padrão europeu no conforto e a pontualidade em relação as paradas nas estações no geral é boa. É uma ótima opção de passeio, de custo acessível, mas que ficaria melhor se houvesse vagões-dormitório já que são aproximadamente 13 horas de viagens entre as duas capitais.
     
  17. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pra quem curte um roteiro bem gelado

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    São Petersburgo, 6 Jun 2019 (AFP) - O primeiro trem de passageiros passando pela região russa do Ártico com destino à Noruega está previsto para sair da estação de São Petersburgo nesta quarta-feira (5) levando 91 passageiros em uma viagem de testes inaugural.

    "O Ártico fascina todo mundo", disse Nurlan Mukash, diretor-executivo do grupo turístico alemão Lernidee Erlebnisreisen, por trás do projeto.

    "O destino já foi explorado por agências de turismo canadenses e norueguesas, mas não foi o caso da Rússia", acrescentou.

    O trem, denominado "Zarengold" ("O ouro dos czares", em alemão), dotado inclusive de dois vagões restaurantes, fará o trajeto a partir de São Petersburgo passando por Petrozavodsk, a cidade histórica de Kem e Murmansk.

    Em Murmansk, de longe a maior cidade do norte do Círculo Ártico, os turistas vão desembarcar e seguir de ônibus para Kirkenes, na Noruega, antes de terminar a viagem de barco até Oslo ou de avião até a ilha de Spitsbergen.

    A viagem completa levará 11 dias e permitirá aos passageiros conhecer áreas de difícil acesso por outros meios, segundo os organizadores.

    Para a viagem de teste inaugural, os 91 turistas vieram de sete países, incluindo Estados Unidos, Alemanha, Noruega e Rússia.

    "No futuro, esperamos a partida regular de trens", disse Mukash, acrescentando que a composição deve sair duas vezes por ano e quatro vezes em 2021.

    Com o derretimento das geleiras provocado pelo aquecimento global, a Rússia espera se tornar a maior potência econômica e militar do Ártico, com a exploração de novas rotas comerciais.
     
  18. focr_br

    focr_br Usuário

    Pessoal, para quem pergunta sobre investimento em trem no Brasil, algumas coisas aqui impedem que o mesmo seja feito, por exemplo o tamanho da bitola não padronizado no pais.

    Aqui em São Paulo tem alguns trens, mas é complicado pelo que vi também não tem um padrão de bitola e nada a nivel organizado no estado ou no pais.

    Chega a soar ridiculo que um pais com o tamanho do Brasil não tenha trens.

    @Fúria da cidade eu ja ouvi falar do trem da vale, mas se uma empresa privada tem que criar um serviço que o governo de um pais deveria organizar e criar para ai as empresas poderem operar, tem alguma coisa de muito errada com o pais. Esse é um dos fatores que por mais "bonito", "belo" e "perfeito" que o passeio do trem da vale possa ser não me chama nem um pouco de atenção. Parece algo feito nas coxas, talvez algo que seja feito só para fazer propaganda de que existe algo, bem vagabundo.

    Honestamente me parece uma regressão a idade medieval empresas tendo que organizar coisas que deveriam ser organizadas pelo governo. Chega a ser uma forma moderna de familias medievais, mas com outros meios de se organizarem que não só o padrão hereditario (sic, coreia do sul).
     
    Última edição: 6 Jun 2019
    • Fail Fail x 1
  19. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Se não conhece, recomendo informar-se melhor ou no mínimo ter o bom senso de experimentar do que opinar só no achismo sem ter vivido a experiência presencialmente. O serviço de trem de passageiros da Vale, pode não ser o mais top de linha do mundo, mas atualmente não tem absolutamente nada de vagabundo, ainda mais depois de um bom e recente investimento em modernização, não apenas das composições, como o serviço de bordo, sistema de vendas de passagens, tudo em geral.

    A sua avaliação média pelos usuários (experimente por exemplo consultar o Tripadvisor) nos sites e guias turísticos nacionais e internacionais só tem aumentado, além também da elevação de conceito e reconhecimento de especialistas em trens turísticos.

    Por mais que os governos estaduais e o federal no geral foram muito incompetentes na manutenção de rotas ferroviárias ao longo de décadas, coisa que concordo jamais deveriam ser, não tenho absolutamente nada contra que uma empresa privada administre uma via férrea, contanto que o serviço seja bem feito, concilie qualidade a um preço justo e pelo menos em relação a isso ela faz muito bem ao longo de anos e transportando centenas de milhares de pessoas por ano. Antes isso, do que o sucateamento total.
     
    Última edição: 7 Jun 2019

Compartilhar