1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Viagens no tempo

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Hot Sauce, 21 Dez 2002.

  1. Hot Sauce

    Hot Sauce Usuário

    Esse é um tópico pra abordar tudo relacionado a viagens no tempo. Caso esse assunto apareça em outro tópico, por favor mandem-o para cá para mantermos o clube mais organizado.

    E eu vou começar colocando uma "matéria" que eu fiz sobre viagens no tempo. Eu tentei fazer de um modo bem fácil, para todos entenderem, espero que gostem, e coloquem novas idéias também!
    (na verdade o texto é um trabalho de escola, no qual era pra fazer um jornal e eu acabei fazendo essa matéria)




    Viagens no tempo - realidade ou ficção científica?
    Cientistas trabalham para elaborar teorias que tornam possível a viagem no tempo


    O que parecia ser uma coisa completamente distante, sendo possível somente em filmes de ficção científica, agora está um pouquinho mais perto de se tornar real.Vários cientistas, de diversas partes do mundo, especializados em física teórica, estão quebrando as cabeças para elaborar teorias, cada vez mais complexas e estranhas, para fazer uma possível viagem no tempo. Existem várias maneiras de se viajar no tempo, mas todas elas parecem estar um pouco distantes da nossa realidade, pelos fatores mais variados.


    As Teorias


    Viajar para o futuro é relativamente simples, e essa viagem pode ser feita de várias maneiras. Se viajarmos próximo à velocidade da luz (300.000Km/s), avançaríamos no tempo em relação a qualquer outro observador que esteja fora da nave. Essa teoria é sustentada pela Teoria da Relatividade de Albert Einstein, que afirma que o tempo não é absoluto como se imaginava antes. O tempo é relativo, e pode ter seu andamento mais rápido ou mais lento, dependendo de fatores e condições externas. Por exemplo, um corpo situado em um lugar com uma gravidade muito intensa têm o seu relógio mais devagar que um outro corpo em um lugar com gravidade menos intensa. O mesmo vale para velocidades próximas à da luz - uma pessoa que viaja próximo à velocidade da luz tem o seu relógio “atrasado” em relação a uma pessoa que esteja parada. Isso pode ser ilustrado da seguinte forma: se pegássemos dois irmãos gêmeos, aqui na Terra, e se colocássemos um deles para viajar em uma nave espacial próximo à velocidade da luz. Se a nave voltasse depois que o irmão na Terra tivesse envelhecido 50 anos, o que esteve na nave teria envelhecido somente 10 anos. Já o experimento da gravidade foi comprovado colocando-se dois relógios de alta precisão em um mesmo local, mas a altitudes diferentes, e conseqüentemente com gravidade menor: houve um pequeno atraso em relação ao que ficou na superfície. Inclusive, esse efeito é considerado em aviões e qualquer coisa que use o sistema de GPS - se essa diferença não fosse previamente calculada, veríamos aviões e mísseis chegando aos seus destinos com quilômetros de distância.
    Mas a aceleração próxima à velocidade da luz traz alguns problemas. Quanto mais quer se acelerar um corpo, mais energia é necessária para movimentá-lo, e conseqüentemente se torna mais difícil manter a velocidade, pelo menos para os nossos modelos de naves espaciais.

    Agora o grande problema é viajar para o passado. Além da complicação teórica dessa viagem, ela ainda envolve vários paradoxos, que serão citados mais adiante. Uma das maneiras de voltar ao passado é usando um Wormhole1 (ou buraco de minhoca) para voltar no tempo. A grande complicação dessa teoria é saber se os wormholes realmente existem, e, se existirem, deveríamos achar um wormhole transitável. O grande problema disso é que os wormholes só existem na teoria, e mesmo que existam, possuem características muito peculiares. Uma delas é que se acredita que os wormholes apareçam e desapareça no espaço quase que instantaneamente, existindo por um período ínfimo, impossibilitando a viagem através do mesmo. Uma forma de estabilizá-lo seria injetando matéria exótica² nele, fazendo com que ele se torne estável.
    Viajar através de um wormhole fará com que você volte no tempo em relação a quem não fez a mesma viagem, por ser um túnel no espaço-tempo³.


    Os Paradoxos


    Outro grande problema das viagens no tempo são os paradoxos que ela leva consigo. Um deles é o próprio paradoxo dos gêmeos, já citado acima. Um dos irmãos teria envelhecido muito menos que o outro, coisa que pode parecer meio abstrata para quem já não conhece esses conceitos.
    Mas outros paradoxos muito maiores envolvem a volta no tempo. Se uma pessoa, por exemplo, voltasse no tempo, na época em que sua avó, por parte materna, fosse jovem. Se ele matasse sua avó, ela não teria tido a sua filha, que é a mãe dele. Oras, se a mãe dele não chegou a nascer, como ele veio a existir? E o que aconteceria com ele, no ato do assassinato? São perguntas que ainda não possuem nenhuma resposta e que assolam os cérebros dos físicos teóricos.
    Existem alguns que acreditam que a viagem ao passado não é possível, por esses paradoxos de mudança do passado. Ainda há os que acreditem que não é possível alterar o passado, e crêem que as leis da física não são aplicáveis em um corpo que tenha voltado no espaço. Um renomado físico teórico (Stephen Hawking) ainda acredita que exista a “Proteção Cronológica do Tempo”, que não possibilitaria a viagem no tempo, aniquilando qualquer corpo que tentasse o fazer.

    Embora seja um campo bem abstrato, tem se notado evoluções gigantescas com relação a estudos de alguns anos atrás.Embora pareça estranho, a relatividade permite por completo viagens no tempo, e cada vez mais físicos começam a estudar essa área para conseguir (ou tentar) desenvolver uma teoria (ou parte de uma) com que torne possível uma viagem no tempo. É um assunto extremamente fascinante, em que a nossa ciência está caminhando, mesmo que a passos curtíssimos, em direção a ela. Agora só o tempo dirá se essas viagens serão possíveis ou não!


    1-Wormholes - Wormholes são como se fossem “túneis” no espaço-tempo³. Para visualizá-los mais facilmente, imagine o espaço como sendo o mar. De longe, ele parece limpo e liso, mas quanto mais próximo se chega dele, mais buracos e depressões veremos. O nosso espaço é mais ou menos assim, só com buracos que são tão profundos que acabariam ligando dois extremos da Terra, e esses seriam os wormholes. Eles seriam túneis que “cortam o caminho” entre duas regiões distantes, e torna-se ao mesmo tempo um túnel do tempo.

    2-Matéria Exótica - A matéria exótica é um tipo de matéria ainda não comprovada pelos físicos. Ela possui características bem diferentes dos tipos de matéria que conhecemos. Uma delas, e que seria fundamental para o uso delas nos wormholes, é o fato de possuírem densidade negativa, fazendo assim com que ela possua um efeito contrario da gravidade - ao invés de atrair os corpos, os corpos se afastariam uns dos outros, fazendo com que o túnel se mantenha aberto.

    3-Espaço-tempo - É o espaço conhecido por nós, mas que não o conhecemos por esse nome. Com o advento da Teoria da Relatividade, ela quebrou a regra de que o tempo é absoluto, e com isso mudam se muitas coisas. Uma delas é que, com o tempo relativo, para se dar a coordenada de um objeto no espaço, precisaríamos dar as três dimensões (X, Y e Z), e mais uma unidade de tempo, pois ele é relativo, e pode variar de sistema para sistema. Por isso que o wormhole é um túnel do tempo, pois além de ligar duas regiões distantes do espaço, liga duas regiões distantes do tempo. É importante notar que o espaço NÃO é plano, é um espaço curvo e deformado de tal forma que permite o aparecimento dos túneis.
     
  2. Mormegil

    Mormegil Usuário

    Esse negócio de a gravidade afetar o tempo pode realmente nos levar ao passado. Tem uma teoria que no espaço existem grandes fios, com trilhões de toneladas, que tem muita gravidade (conseqüentemente). Se vc viaja-se numa nave, no meio de dois desses fios, e passase perto deles quando eles se cruzassem, a gravidade iria ser tão forte que vc voltaria alguns segundos e veria vc mesmo atravessando os fios. Claro que isso em uma situação totalmente hipotética (porém naum impossível).
     
  3. Hot Sauce

    Hot Sauce Usuário

    Que interessante, Mormegil!!! Você tam algo a mais para acrescentar porquê eu nunca tinha ouvido falar dessa teoria.... Se tiver algo a mais sobre ela, poste-a aqui, por favor!
     
  4. Engethor

    Engethor Son of Jango

    Cenários para Viagens no tempo
    Permitam-me atrasar falar os aspectos técnicos para antes falar um pouco de cenários para viagem no tempo. Nossa imaginação e ficção concebeu (pelo menos) 3 cenários, vou usar filmes como exemplos:

    Tipo 1. Uma linha de tempo, 2 (ou mais) versões do "passado": há a linha de tempo na versão "normal", q o viajante conhece e a versão alterada, depois q ele viaja. Ele altera o passado e, qdo volta ao seu "presente", encontra tudo diferente (e sempre melhor, nos filmes). Essa versão alterada é q passa a ser a linha "real". Ex: Timecop.

    Tipo 2. Várias linhas de tempo: há várias linhas e o viajante salta de uma pra outra. Como ex, pensem na série Sliders, sendo q em vez de dimensões paralelas, são linhas de tempo paralelas (qual a diferença?).

    De Volta para o Futuro é um caso complicado, parece tipo 1, mas pra mim, é exemplo do tipo 2. McFly sai de sua linha "normal", vai pro passado, gera uma linha alternativa, volta pro 1985 dessa linha alternativa (onde seu pai é escritor), vai pro futuro, Biff rouba o almanaque e gera uma outra linha pra 1985, onde ele é o fodão, McFly volta, etc. OK, talvez De Volta não seja o melhor exemplo, parece muito com o caso 1.

    Tipo 3. Uma linha de tempo, apenas uma versão dos fatos: é o caso aparentemente mais estranho e pode se encher de paradoxos. Meu exemplo favorito é o filme Os 12 Macacos. Ótimo filme, passei um tempo tentando entender. Mas vou usar um exemplo mais conhecido, Exterminador do Futuro: só há um 1984, e nele estão o Exterminador e Kyle (q veio pra proteger Sarah). Kyle encontra Sarah Connor, eles fazem um filho, John.

    Essa é a grande diferença do tipo 3 pro tipo 1: não há um 1984 "sem" os dois viajantes e outro "com" eles. Só há um 1984; e eles estão lá. Notem q não há 2 versões pro nascimento de John. Só há uma, o pai dele é Kyle, o viajante, e pronto. Como o filme é contado pelo ponto de vista do presente, evita possíveis furos. O Exterminador 2 segue o mesmo princípio e acho q o 3 tb seguirá. No T3, deveremos ver o surgimento da Skynet, apesar dos esforços deles nos outros filmes. A Skynet teria q surgir, pois ela é q manda os exterminadores de volta. John tem q combatê-la.

    Nesse tipo 3, parece q tudo "já estava escrito". Mas acho q é só aparência. Talvez isso seja assunto pros filósofos.


    PS: Só considero viagem qdo o cara tem a possibilidade de ir e voltar. Pela relatividade, se vc viajar muito rápido, vai parar no futuro (em relação aos q ficaram). Mas vc não pode voltar pro "seu" tempo presente. Tb não vale congelar um cara e acordar ele 500 anos depois. Ele acorda no futuro, mas não pode voltar.
    Ida e Volta!
     
  5. Fencas

    Fencas Usuário

    A viagem do tempo é algo tão perigoso quanto encantador. Algo que de tão abstrato ainda não pode ser totalmente fixado e aceitado em nossos pensamentos, vide a imaginação que muitos escritores de ficção tem para que consigam usar esse artifício.

    Acredito que a sabedoria de nossos sucessores será o suficiente para destruir toda e qualquer máquina possível de tal feita. Não digo isso por não me fascinar a idéia de tal viagem, porém é EXTREMAMENTE perigoso, tanto ao passado como ao futuro. Já foi aqui dito (aliás, muito bem dito) a questão dos paradoxos, das condições necessárias e o tipo de linha do tempo. Agora, pensem no seguinte: se voltássemos no tempo, por exemplo, Idade Média e, mesmo ficando lá por 1 segundo voltássemos, iríamos ter ANIQUILADO sua população. Por que? Oras, a quantidade de novos vírus, novas bactérias, novos elementos que estão dentro de nós e já foram neutralizados seja pela evolução biológica ou médica, lá NUNCA foram descobertos, ou seja, atacarã a vontade (algo semelhante aconteceu na colonização européia na América...)

    Mas, voltando ao assunto comentado por Engethor, há um cientista (não me perguntem nome ou nacionalidade pois não lembro :roll: ) que tem uma teoria falando sobre as diversas realidades que existem. Na verdade, ele fala que estamos cercados de partículas invisíveis e imperceptíveis que ficam se chocando a nossa volta. Para ele, há tantas realidades como o número de possíveis ações produzidas por essas partículas. E, nessas realidades, o presente é sutilmente alterado. Foi dado um exemplo: o primeiro de uma xícara de café que estava na frente dele (ah, sim... isso era uma entrevista!): na maioria esmagadora das realidades a xícara continuaria sendo uma xícara, podendo, é claro, ser de chá ou suco. Agora, há algumas em que os dinossauros ainda vivem, e, portanto, não há xícaras. Outra em que a Terra foi atingida por um cometa e explodiu, não podendo existir a xícara. E, talvez outra em que o dono da xícara nunca tivesse existido. Agora, seria muito difícil que houvesse qualquer uma em que houvesse um elefante no lugar da xícara!

    O que isso tem a ver com viagens no tempo? Bem, se voltássemos ao passado (e, é claro, se essa teoria estiver correta), abalaríamos tais particulas e mudaríamos o rumo de tudo! 8O

    Enfim, viagens no tempo são extremamente perigosas e, enquanto não houver um estudo correto sobre o tema, nada de tentar construir um Epoch em sua garagem! (Piadinha sem graça, assumo...)
     
  6. Logan Mcloud

    Logan Mcloud Usuário

    por favor alguem pode me mostrar em qual caixinha fica quardado o tempo????

    a seta da entropia corre para o infinito positivo mas nos conseguimos vizualiza-la vindo ao contrario matematicamente no entanto goataria de lembrar paravcs q nem toda resposta matematica eh uma realidade fisica..... haja visto contas em q existem resultados q seriam vistos como distancias negativas e numeros nao existentes como os complexos....

    abraços Dwarf
     
  7. Mormegil

    Mormegil Usuário

    Olha, o tempo naum é abosoluto. Ele varia como os outros elementos do espaço. Claro que ele naum volta, nunca, mas tb naum indica que nos naum poderemos voltar. E se voltarmos, duvido que o tempo se abale com isso, como aquela viagem do tipo 3 que o Engethor falou. Pq isso? Pq a sua viagem ao passado já faz parte da história. A sua história já contem dentro dela a viagem. Vc naum mudaria nada. O futuro já seria feito com vc viajando pro passado.
     
  8. Vinci

    Vinci Usuário

    Os wormholes, são realmente fantásticos... Só que eu acho que é impossível a viagem no tempo, pois os paradoxos para isto são prováveis, mas não conhecemos nada do mundo que nos cerca...
     
  9. TiMcO

    TiMcO Usuário

    ja passei muito tempo tentando achar alguma maneira com a qual a viagem no tempo seria possivel , eh dificil mas nao impossivel , agora quero saber mais sobre isso :
    fale mais sobre isso mormegil ! achei muiiito interessante MESMO!
     
  10. Mormegil

    Mormegil Usuário

    Tá, eu vou citar o pedaço de reportagem que eu li (tipow, a versão que eu citei está meio equivocadda pq na hora eu naum axei a evista, e acabei escrevendo só que me lembrava, portanto aceitem essa versão como oficial):

    [...]"imagine as cordas cósmicas como um dos astros mais pesados e densos do universo, embora sejam extremamente finas. Um único centímetro, nas contas de Gott, pesaria 10 quatrilhões de toneladas (pouco mais que a massa de Himalia, uma das luas de Júpiter). Segundo a Física moderna, elas devem ter sido criadas durante o Big Bang, a explosão que criou o universo. Como uma das formas de atrasar os ponteiros do relógio é por meio da gravidade, que, por sua vez, é gerada pela massa, ou pleo peso dos objetos, essas cordas poderiam ser usadas para viajar no tempo. Gott demonstrou, há alguns anos, que ,se alguém der uma volta uma volta em torno de duas cordas cósmicas que se aproximam uma da outra, aproveitando o momento exato em que elas se cruzam, poderá voltar ao ponto de partida no mesmo instante em que partiu. O viajante poderia desejar boa viagem a si mesmo!"[...]

    Tá aí, o pedaço retirado da revsita. Q q vcs axam?
     
  11. Excluído052

    Excluído052 Excluído a pedido

    Isso é muuuuuuito relativo...
    O tempo é a coisa mais relativa do mundo!

    Na verdade é apenas uma invenção nossa que fizemos para, como sempre, complicar as coisas! :lol:
     
  12. Logan Mcloud

    Logan Mcloud Usuário

    onde fica uardado o passado????

    abraços Dwarf
     
  13. Deriel

    Deriel Administrador

    Se perceberem, o conceito de viagem no tempo dos cientistas e dos leitores de ficção científica ou fãs de cinema e leigos é diferente. De todas as teorias sérias que tive contato até agora nenhuma se falava em viajar no tempo para um instante ANTERIOR ao momento da viagem.

    Em geral o que tratavam de viagem no tempo era que o tempo do viajante se passava mais lento do que o do planeta, tornando possível ele visitar o "futuro" e também talvez criar, entre esses dois períodos de tempo, um warmhole (cria-se uma boca no presente, e outra dentro da nave que viaja quase à velocidade da luz, dentro da nave o tempo fica mais dilato, passa-se pouco tempo na nave mais muito na terra. A nave pousa e está criado um wormhole entre a data de lançamento da nave e a atual da terra, mas na verdade não é uma viagem ao pasado, é mais um truque teórico do que qualquer outra coisa.

    Se viagens ao passado fossem possíveis, teríamo uma infinidade de turistas temporais por aí :mrgreen:
     
  14. Excluído052

    Excluído052 Excluído a pedido

    Ainda temn a questão que, se , no futuro, alguém conseguiu criar alguma máquina para voltar ao passado eles já estariam entre nós e nós nem perceberíamnos!

    Mas acho que é possível OBSERVAR o passado, pois a luz que bateu no rosto do Leônidas e seus 300 soldados deve estar ricocheteando por aí, basta criar uma maneira de pega as imagens - o memo pode se dizer do som.
     
  15. Deriel

    Deriel Administrador

    Observar o passado sim gera uma série de possibilidades interessantes e até mesmo plausíveis. Porém, a luz que ricocheteou no rosto de Leônidas já está há alguns milhares de anos-luz da Terra, complica :)
     
  16. Omykron

    Omykron far above

    viagem no tempo eh "possivel" e acontece.....
    vou pegar um exemplo q eu fiz com meu pai (piloto)

    ele naum poderia mexer no relogio por 1 mes.........
    resultado..... durante esse mes.,o relogio dele atrasou quase q 5 minutos (maior a velocidade....mais dilatado fica o tempo, isso foi provado por einstein)
     
  17. Omykron

    Omykron far above

    ambas seriam pouco plausiveis.....
    ja q vc teria de axar o 1ºfeixe de luz dele, e dps, o 2º e eles cruzarem para vc ter a imagem

    o som eh impossivel pq ele eh absorvido pelos materiais gerando caloria (calor)
     
  18. Deriel

    Deriel Administrador

    Não tem sentido nenhum isso. As velocidades atingidas são infímas quando comparadas às necessárias para se realmente obter algum tipo de efeito perceptível, mesmo em um mês, mesmo em 10 anos.

    Foi só algum defeito do relógio. Sabe como é, máquinas tem essa característica :wink:
     
  19. Omykron

    Omykron far above

    eh
    mas isso ja foi provado pela nasa...... astronautas q fazem fiagens espaciais, " anulando " o efeito da ausencia da gravidaded.... possui uma maior expectatica de vida.... ja q o tempo passa mais divagar a M. 25

    se vc juntar o porvavel erro do quartzo, + a dilatação do tempo, ele pode ter tido menos dede 10 s, ou mais de variação do tempo, mas q ocorreu. ocorreu sim
     
  20. Deriel

    Deriel Administrador

    Nananananinanão. Sem chutômetros "eu acho" não tem qualquer sentido. A diferença mesmo entre astronautas da nasa é de décimou ou milésimos de segundo, e isso às altíssima velocidades de órbita.

    Eu não tenho a fórmula desse cálculo (não deve ser muito difícil de encontrar), mas pode ir tirando o cavalinho da chuva :obiggraz:
     

Compartilhar