1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Vestibular: Provas deveriam ter obras internacionais?

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Pips, 18 Out 2010.

  1. Pips

    Pips Old School.

    Vestibular sempre tem aquelas listas obrigatórias de livros nacionais que todos devem ler. Entretanto, e se tivéssemos uma lista de livros "universais", quais caíriam com certeza?

    Em outro questionamento: As provas que exigem outro idioma (inglês e espanhol) deveriam ter obras obrigatórias também?
     
  2. Izze.

    Izze. What? o.O

    Olha, acharia bem legal ter obras internacionais, afinal, agregam tanto conhecimento quanto as nacionais. Com certeza os grandes autores como Dostoiévski, Dumas, Victor Hugo, enfim, esses nomes já conhecidos de todos entrariam na lista de leituras. Mas tem que se considerar: ficaria mais difícil ainda se preparar pro vestibular, não são histórias nada fáceis de ler, e muito menos curtas =B


    Lembro que na prova de inglês da UFSC que eu fiz em 2006 caiu questões que envolviam escritores, mas aí eram de hoje e da "modinha": J. K. Rowling e Dan Brown. Não era sobre os livros, interpretação nem nada, mas já é alguma coisa.
     
  3. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=justify]No ano em que eu fiz vestibular fiquei meio decepcionado com as questões, porque elas mais eram uma checagem para ver se os candidatos tinham de fato lido a obra, ou ainda mais ligadas a interpretação de texto, do que propriamente da obra em seu contexto, sua universalidade, enfim, sobre a importância das obras para a Literatura e a realidade de forma geral.[/align]
     
  4. imported_Shiryu

    imported_Shiryu Yippie-ki-yay...

    Eu também, no meu vestibular da UFPR em 2007 era bem isso, só quem não tinha lido o livro para errar as questões.

    Quanto a incluir livros internacionais, sou contra porque acho que desestimula o contato com grandes obras nacionais.
     
  5. Pips

    Pips Old School.

    A questão que coloquei: se tivesse QUAIS seriam as obras universais.

    E a outra é sobre as provas específicas de idiomas, onde o candidato teria que ler a obra no original (inglês e espanhol).
     
  6. Alisson P.

    Alisson P. Usuário

    A maioria dos estudantes que saem do Ensino Médio não tem conhecimento de língua estrangeira suficiente para ler tais livros, Pips. A proposta não é ruim, mas não acredito que seja condizente com a realidade da educação brasileira.
     
  7. Concordo Alisson. Conheço vestibulandos que não conseguem lidar direito com as obras brasileiras - imagine com livros internacionais.

    Outro detalhe: o conhecimento desses livros seria cobrado na língua original do autor (inglês, francês...) ou em português? Eis mais um problema... ¬¬
     
  8. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Bem como, qual a tradução considerada oficial (se fossem em portuguÊs). Enfim... para mim obrigatórios seriam o Processo de Kafka, O Retrato de Dorian Gray (Wilde) _ que daria ótimos referenciais com a literatura brasileira, BTW), indicaria um do Gabo, mas a APM não ia aceitar e um Shakespeare.

    No original, talvez cobraria alguma obra "reduzida", ou algo bem curto mais para adaptar ao atual nível do idioma estrangeiro ensinado nos colégios (Great Gatsby eu li no original para o colégio, por exemplo...)
     
  9. Izze.

    Izze. What? o.O

    É, fora que, pelo que me disseram, tem gente que entra num curso de Letras em Inglês, por exemplo, sem saber nada ou então muito pouco da língua. Logo cobrar isso num vestibular seria meio complicado.
     
  10. Ashe

    Ashe Usuário

    Eu sou a favor de cobrar livros inter em vestibulares até para dinamizar. Acho que cairia com certeza, Os Miseráveis, Os três mosqueteiros, algum de Shakespeare tipo Otelo, A Revolução dos Bichos, 1808... É por aí =]
     
  11. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Eu adoro Os Três Mosqueteiros mas seu tamanho não é nada praticável para ser cobrado num vestibular junto com outros 10,12 livros.
     
  12. -Jorge-

    -Jorge- mississippi queen

    Pior é sair de um curso de Letras em inglês sem saber nada ou muito pouco da língua, mas enfim...


    Sou contra porque não sei se sou a favor nem do vestibular, mas se houvesse acho que cairiam obras ditas clássicas ou universais, de autores como Hugo, Balzac, Flaubert, Baudelaire, Poe, Cervantes, talvez algumas coisas do século XX: "O diário de Anne Frank" ou outras obras "da guerra".

    Mas é impraticável, pela qualidade do ensino. Se houvesse seria só uma checagem de leitura, mais do que de interpretação, perguntando coisas estúpidas como "qual a cor do vestido que tal personagem usa no capítulo III" então ninguém leria do mesmo jeito e recorria a resumos da internet.

    Uma outra questão: acham que colocar coisas como Crepúsculo (literatura pop) no vestibular seria válido?
     
  13. Izze.

    Izze. What? o.O

    Eu penso em como seria as perguntas e como fariam interpretação de texto com obras mais pop. Que assunto explorariam, no caso (amor adolescente, figura do imortal, estrutura do texto?). É válido, por um lado, mas agrega reflexão (filosófica e social)? Pra mim não agregou nada huhuhu
     
  14. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Sou a favor de obras internacionais, em especial aquelas mais clássicas e consagradas e com tradução bem aceita e reconhecida.
    Eu particularmente adoraria ter questões relacionadas ao '1984" e "A Revolução dos Bichos" do Orwell numa boa.
     

Compartilhar