1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

“Vertigo não é quadrinho adulto” por Maurício gouveia

Tópico em 'Quadrinhos' iniciado por Ana Lovejoy, 27 Fev 2013.

  1. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Saiu
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , achei uma boa trazer a discussão pra cá:

    E aí, concordam com o autor do texto?
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    Re: “vertigo nÃo É quadrinho adulto” por maurÍcio gouveia

    Tem um BOM BOCADO de verdade aí sim e isso já foi um tema abordado antes na década passada, lembro até da frase dizendo "Viu? já sei falar xixi e cocô" pra definir o tom da atitude "adulta" dos personagens da Vertigo.

    Acho que uma coisa que já principia errado nesse tipo de discussão é sempre a inerência do conceito de rótulo pra definir o que é "adulto", um tema que, por si só, já gera polêmica e fica cada vez maior à medida que se distancia do mainstream em termos de literatura.
     
    Última edição: 27 Fev 2013
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    Re: “vertigo nÃo É quadrinho adulto” por maurÍcio gouveia

    .

    "Super-heróis x-rated", como eu disse uma vez ao Carlos da "Comics", mas isto não impediu que clássicos fossem gerados por ela, vide "Preacher". Mas faz um bom tempo que deixei de acompanhar a produção da Vertigo.

    .
     
  4. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    Re: “vertigo nÃo É quadrinho adulto” por maurÍcio gouveia

    Um excelente contraponto a parte da argumentação feita no artigo é o que está comentado nesse outro em inglês, onde fica estabelecido que muito da produção não serializada da Vertigo atende, sim, os critérios pra ser considerado "adulto" na matéria do Ambrosia.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição: 27 Fev 2013
    • Gostei! Gostei! x 1
  5. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Re: “vertigo nÃo É quadrinho adulto” por maurÍcio gouveia

    Poisé, para o autor fica a sensação de que adulto é o que tem a ver com a realidade, e nesse sentido eu discordo do que ele disse. Porém, o primeiro parágrafo para mim é a mais perfeita explicação de porque tinha tanta coisa que eu achava "foda!" quando mais nova e que hoje em dia até acho legal, mas não me diz mais o que dizia naqueles tempos. tipo uma hq do morrison, "como matar seu namorado". nuss, aquilo era uma bíblia para mim, com frases tipo:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    e hoje em dia acho tão bobo e até inocente, apesar de toda a banca que tenta botar. entra bem no "O desprezo adolescente pelo “homem médio” e o prazer em ser excêntrico" que o autor do texto fala.
     

    Arquivos Anexados:

    • Gostei! Gostei! x 2
    • Ótimo Ótimo x 1
  6. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    Re: “vertigo nÃo É quadrinho adulto” por maurÍcio gouveia

    .

    "Kill Your Boyfriend" foi uma tentativa do Morrison manter-se "antenado" com as modernosas dos 90 (riot girls, crusties etc), coisa de quem teve banda de rock e abriu shows do Jesus And Mary Chain. Mas o pai desta criança (identificação com a juventude "rebelde" e "in") foi o Alan Moore com o John Constantine ainda em seus tempos de Swamp Thing (não estou condenando o barbudo por isto, afinal o meu passado depõe contra mim).

    .
     
    Última edição: 23 Mar 2013
    • LOL LOL x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  7. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    Re: “vertigo nÃo É quadrinho adulto” por maurÍcio gouveia


    Deveras, entra muito na minha percepção de que Preacher, por exemplo, era superestimado em relação a outras coisas como Sandman e Monstro do Pântano, pelo menos na opinião de vários chapas meus aqui em BH que colocavam TUDO que Ennis fazia num pedestal, na minha opinião, com uma GRANDE base na lama.

    E andaram "descobrindo" isso mesmo hoje em dia onde achamos artigos como esse aí ó:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Subsequente
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição: 27 Fev 2013
    • Gostei! Gostei! x 2
  8. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    Re: “vertigo nÃo É quadrinho adulto” por maurÍcio gouveia

    .

    Ennis foi um típico caso de "too much, too soon", com 20 anos ele assumiu o texto do Judge Dredd (escreveu um arco clássico chamado "Goodnight Kiss") e tornou-se star pouco tempo depois. Gastou-se cedo, o Punisher dele é a prova disto.

    .
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Estranho

    Estranho Dancer

    Nunca tinha pensado por esse ângulo, e de fato faz algum sentido. Mas eu sempre pensei em associar essa idéia "essencialmente adolescente" com os quadrinhos normais, com os exageros visuais e tal.

    Mas acho que o fato de ser adulto ou não faz pouca diferença. Se o texto da HQ sobrevive ao teste de ler ele com algum tempo de diferença (como o que a Anica disse do "Como Matar seu Namorado"), ele continua válido para leitura.

    E muito bom o texto sobre o Garth Ennis.
     
  10. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    Eu mesmo só concordo com o texto em termos, pessoalmente, eu NUNCA chamaria Garth Ennis de um hack writer com tanta gente melhor pra pegar o título mas que houve, sim, um bocado de idolização/canonização prematura dele, com certeza, houve.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar