1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Verbos em Sindarin

Tópico em 'Idiomas Tolkienianos' iniciado por Isobel Tinuviel, 27 Abr 2002.

  1. Isobel Tinuviel

    Isobel Tinuviel Usuário

    Alguém daqui poderia esclarecer umas dúvidas para mim?
    1 - Como conjugamos os verbos no Particípio em Sindarin e em Quenya? Por exemplo: amor em sindarin é meleth. Amada então é...
    2 - A conjugação dos verbos da lingua portuguesa em sindarin é semelhante á língua inglesa?
    Bjim,
    Isobel
     
  2. Deriel

    Deriel Administrador

    1. Bom, existem três tipos de particípio em Sindarin, mas acredito que o que vc se refere é o "particípio passivo". Nesse caso adiciona-se -nnen à terminção do verbo:

    harna- "ferir" > harnannen "ferido"


    2. não entendi sua questão :)

    Ah, é bom ressaltar que não conhecimos um VERBO em Sindarin para "amar", conhecemos apenas substantivos como meleth ("amor") e eu ainda me arrisco tanto no Sindarin a ponto de criar um verbo a partir do substantivo :)
     
  3. Isobel Tinuviel

    Isobel Tinuviel Usuário

    Desculpe-me, Deriel, tentarei ser mais clara:

    Já q o único material sobre gramática sindar q eu achei disponível foi em inglês na HP elvish.com , tenho dúvidas quanto as diferenças de tempos verbais das linguas inglesa e portuguesa. Como conjugamos os verbos no futuro do pretérito, pretérito imperfeito e pretérito-mais-q-perfeito?
    Do mesmo modo q qdo. traduzimos verbos ingleses?
    Por exemplo, em português usamos um "sufixo" na própria conjugação do verbo no pretérito imperfeito (amava , brincava). Em inglês utiliza-se o used to como complemento verbal e nós não usamos isso.

    Acho q continuo não sendo clara... :(

    Bem, de qualquer forma, estive c/ a Éowyn hoje no encontro da Toca/RJ, conversamos sobre isso e ela disse q não se tem muitas informações sobre sindarin disponíveis hoje em dia. Aconselhou-me a procurar o grupo de estudos linguísticos do CB.

    mesmo assim obrigadim pela atenção :D
     
  4. Deriel

    Deriel Administrador

    Agora eu entendi a sua dúvida. Acho que a primeira coisa a fazermos é listarmos a formas verbais do Sindarin.

    O Sindarin tem três modos variáveis

    * Indicativo
    - presente
    = presente continuativo (que é equivalente ao English Present Continuous Tense - I am speaking - Eu estou falando)
    = aorista (verade atemporal - I speak - Eu falo)
    - passado
    I spoke = eu falei
    - futuro
    = futuro continuativo (I will be speaking - I estarei falando)
    = futuro simples (I will speak - Eu falarei)
    * Subjuntivo
    may he spoke - que ele fale
    * Imperativo
    speak! - fale!


    E três modos invariáveis
    * Infinitivo
    to speak
    * Gerúndio
    speaking
    * Particípio
    - particípio ativo
    speaking
    - particípio ativo perfeito
    heaving sung
    - particípo passivo
    sung


    Ufa! É basicamente isso!
     
  5. Isobel Tinuviel

    Isobel Tinuviel Usuário

    Então se eu quiser escrever uma sentença em sindarin, é melhor eu reescrevê-la em inglês e então traduzi-la....deve ser mais fácil
    Anyway,Thanks, Deriel! :D
     
  6. Sauron_Body

    Sauron_Body Usuário

    :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?:
     
  7. Deriel, se vc puder, apague essa mensagem pois postei duas vezes. A seguir, vem a lista q eu fiz:
     
  8. Bom, como o deriel explicou todas as questoes, vou mostrar as formas. Isso inclui as raízes hipotéticas. Bom, vamos lá.

    Presente

    é = na - raíz hipotética: n
    eu choro = nallon - raíz hipotética: nal

    Imperativo

    abra! = edro - raíz hipotética: edr
    glorifique! = eglerio - raíz hipotética: egler (de aglar)
    escute! = lasto - raíz hipotética: last
    fale! = noro - raíz hipotética: nor
    veja! = tiro - raíz hipotética: tir
    viva (de viver, não o viva! de celebração)! = cuio - raíz hipotética: cui
    pare! = daro - raíz hipotética: dar

    Particípio

    depois de ter visto = díriel - raíz hipotética: dir
    brilhando como jóias = míriel - raíz hipotética: mir
    enxergando longe = palandiriel - raíz hipotética: dir

    Passado

    fez = echant - raíz hipotética: ech
    desenhou = teithant - raíz hipotética: teith
    eu dei (com suffixo pronominal) = onen - raíz hipotética: on

    Futuro

    eu irei orar (com suffixo pronominal) = linnathon - raíz hipotética: lin

    Auxiliar

    eu não tenho guardado (com suffixo pronominal) = úchebin - raíz hipotética: cheb (quer dizer guardar)

    Miscelâneo

    glorifique = aglarn'i - raíz hipotética: ?
    perdição = ambartanen - raíz hipotética: ?
    tomar (de levar) = dan - raíz hipotética: ?

    Agora vem as hipóteses de onde originaram-se esses verbos (em outras palavras, de que substantivo vieram). Para essa parte usarei os exemplos de edro e na.

    Presente

    raíz + a

    na = é - a raíz era n
    edra = abro - a raíz era edr
    ___________________

    Passado

    raíz + ant

    nant = era - a raíz era n
    edrant = abriu - a raíz era edr
    ___________________

    Futuro

    raíz + ath

    nath = irá ser - a raíz era n
    edrath = irá abrir - a raíz era edr
    ___________________

    Imperativo

    raíz + o

    no = seja! - a raíz era n
    edro = abra! - a raíz era edr
    ___________________

    Particípio

    raíz + iel

    niel = sendo - a raíz era n
    edriel = abrindo - a raíz era edr
    ___________________

    Auxiliar

    raíz + i

    ni = têm sido - a raíz era n
    edri = têm aberto - a raíz era edr

    Agora vou incluir quando Eu é o sujeito, nesse caso uma vogal e n são juntadas:

    Presente

    raíz + on

    non = eu sou - a raíz era n
    edron = eu abro - a raíz era edr
    ___________________

    Passado

    raíz + en

    nen = eu era - a raíz era n
    edren = eu abri - a raíz era edr
    ___________________

    Futuro

    raíz + ath + on

    nathon = eu irei ser (eu serei) - a raíz era n
    edrathon = eu irei abrir (eu abrirei) - a raíz era edr
    ___________________

    Auxiliar

    raíz + in

    nin = eu tenho sido - a raíz era n
    edrin = eu tenho aberto - a raíz era edr

    Bom, cansei... Não aguento mais! Isso fez meu cerebro doer! Vou ler um pouco... Oq acharam? Ah, lembrem-se, isso é pura hipótese, então pode nao existir, mas eu aconselho q voces usem isso..
     
  9. Deriel

    Deriel Administrador

    Sim, é uma verdade. Eu mesmo faço isso quando traduzo algo mais complexo tanto em Sindarin quanto em Inglês. O problema deste método é que você pode ioncluir em duplo erro: na tradução para o inglês e depois na tradução do inglês para Quenya/Sindarin
     
  10. Isobel Tinuviel

    Isobel Tinuviel Usuário

    Acho, Deriel, que o risco de cometer erros em traduzir para o inglês e depois para o sindarin é menor q traduzir do português direto. Temos que considerar que foi uma língua "criada" por Tolkien, influenciada em idiomas como o anglo-saxão, finlandês, gaélico e inglês antigo, para tradução do inglês britânico atual.

    Gostei do documento acima postado pelo Mithrandir(thanks for help too, Mithrandir! :D ), no dia seguinte ao lê-lo, recebi este documento pela lista da Lambedilli. Mas ainda assim, continuo achando arriscado traduzir do português direto.

    Bjim,
    Isobel
     
  11. Aquele DOcumento fui eu q mandei, tanto q como no Lambendili nao sei muito bem mandei 2 x por engano(sendo q a segunda tava com o doc correto).. É arrisacdo, mas a vida toda não é um risco? Vc pode tentar com outras palavras tb aquela lista... Eu traduzo para o ingles e depois para quenya/sindarin. Mas e então, vc gostou da lista?
     
  12. Isobel Tinuviel

    Isobel Tinuviel Usuário

    Gostei, mas confesso que me sinto uma menininha de C.A perdida num campus de faculdade. Ainda vou ter que comer muito arroz-com-feijão para ficar craque...
     

Compartilhar