1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Vc conhece Peter Jackson? Entre e saiba mais :)

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Kanawati, 4 Set 2001.

  1. Kanawati

    Kanawati NI!

    Estamos todos esperando pelo primeiro filme da trilogia mais comentada dos ultimos tempos, mas alguém aí já viu algum outro trabalho de Peter Jackson?
    Bom, eu “descobri” o trabalho desse neozelandês tem um certo tempo. PJ é um dos meus diretores favoritos por causa de ‘pérolas’ como o terror trash Fome Animal(Dead Alive/Brain Dead) e Bad Taste, entre outros. Na minha opinião, Dead Alive é o melhor filme “B” que eu já vi na vida! Esse filme rendeu muitos comentários ao diretor, coisas singelas como “Doente”, “Insano”, “Pervertido” e “Débil Mental”....ou seja, he’s the man!

    Vamos começar por Bad Taste, produzido, dirigido,financiado e estrelado pelo próprio. Como podem ver, o cara eh realmente obstinado... . A estoria é digna de filme trash: Ets procuram humanos para usar como carne em uma cadeia espacial de fast food (?!) e um grupo de mercenários tenta impedi-los usando armas variadas e métodos bastante violentos. O líder do grupo é Derek (Peter Jackson) que de cara sofre um acidente que deixa sua cabeça aberta. Não é raro, durante a fita, caírem pedacinhos de miolos no chão, que o mercenário não hesita em pegar e por no lugar novamente. Inclusive ele usa um cinto para segurar tudo na cabeça... siniiistro. As cenas de violência são extremamente exageradas, o q torna o filme hilariante, como na morte de um dos Aliens onde Derek dilacera o pobre a partir do crânio, saindo pelas vísceras e sai gritando: “I’m Born again!”. O filme foi gravado apenas nos finais de semana e demorou 4 anos para ficar pronto. Se vc conseguir encontrar “isso” na sua locadora, pegue-o e não devolva nunca mais!!!

    O segundo filme, e meu predileto, é Fome Animal (Dead Alive). A estória deste filme é completamente absurda (também): O personagem principal é um loser de marca maior chamado Lionel Coscrove. Ele mora com a mãe, uma mulher cruel e dominadora, e não faz outra coisa alem dos afazeres domésticos. Aos 25 anos, nosso “herói” se apaixona por Paquita (é isso mesmo, o nome da garota é Paquita), e seu mundo vira de pernas pro ar. Os conflitos entre as duas mulheres da sua vida são uma atração a parte. Mas o filme começa mesmo quando uma expedição à Ilha da Caveira encontra um animal raro chamado Rato-macaco de Sumatra. Após causar a morte do explorador que o encontrou, o animal é levado para uma cidade (Onde? Na Nova Zelândia, claro) e fica em exposição no zoológico. E é nesse mesmo zoológico que a mãe de Lionel é mordida pelo bichinho, o que “todo mundo sabe” transforma as pessoas em zumbis. A partir daí quase todos os atores contratados são transformados em monstros terríveis, e Lionel tenta abafar o caso levando todos pra dentro de casa...afinal de contas ele não quer que sua mãezinha vá presa. Personagens malucos, como o Padre KickBoxer e a gangue de mal encarados que se diverte em cemitérios fazem do filme uma comédia pra lá de escrachada, regada a muito sangue e membros decepados. Numa das cenas mais alucinadas do filme, o padre, recém-transformado em zumbi, faz sexo com uma enfermeira monstro e dessa união nasce o neném mais chato da estória do cinema. Ô menino ruim pra morrer! O filme segue adiante com a fantástica mutilação do exercito de zumbis com um cortador de grama e com diálogos inspirados como o de Lionel e Paquita após constatarem que o cachorro da mocinha havia sumido:
    “Lionel, sua mãe comeu meu cachorro!”
    “Todo não, sobrou o rabo”.....
    Esse filme deu a Peter Jackson o premio de melhor diretor no Festival de Cine Fantástico em Avoriaz (??), um premio mais do que merecido.


    Algumas curiosidades:
    · cerca de 300 litros de sangue de porco foram gastos na sequência final do cortador de grama.
    · O filme foi, em parte, financiado pelo governo Neozelandês, mas nenhum membro passou perto dos locais das filmagens.
    · Foi considerado para muitos um “Monty Python com sangue e tripas”.
    · Em alguns países o filme é exibido TODOS os anos desde 93 em festivais, com lotação esgotada!

    Quando “Fome Animal” chegou aos Estados Unidos, causou muito estardalhaço a chamou a atenção de grandes diretores como Robert Zemeckis (de Forrest Gump) que convenceu Jackson a reescrever o q a principio seria um curta-metragem, mas q no final deu origem ao filme Os Espíritos (The Frighteners) com Michael J. Fox.

    E como não citar “Meet the Feebles”? Um filminho de fantoches classificado por um crítico como “Os muppets sob efeito de LSD”...pena q esse eu não vi. :(

    Jackson também dirigiu o seríssimo Almas Gêmeas (Heavenly Creatures) com Kate Winslet. Seu reconhecimento foi tamanho que ele e sua mulher, Frances Walsh, foram indicados ao Oscar de melhor roteiro.

    Durante o lançamento de “Os Espíritos”, PJ concedeu uma entrevista sobre o filme e sua carreira. Como eu encontrei essa matéria copiada em vários sites da internet, não posso credita-la a uma revista ou fonte específica. Infelizmente nem todo mundo associa os textos aos seus autores, mas a maioria fazia referencia ao site ( ou revista, sei lá) TABU 2.0... então segue abaixo a entrevista e alguns comentários.

    Tabu: Deve ser muito diferente para você dirigir um filme como The Frighteners, que tem um orçamento grande, depois de ter feito Dead Alive...
    Peter Jackson: Sim, sem dúvida. Felizmente a Universal concordou em me deixar filmar na Nova Zelândia, onde fiz todos meus filmes. Pude usar a mesma equipe de Heavenly Creatures, pessoas que eu já conhecia há anos. O estúdio me deixou livre para experimentar, e permitiu até que nós fizéssemos nossos próprios efeitos de computação gráfica para criar os efeitos especiais. Se tivéssemos feito isso nos Estados Unidos, teríamos gastado pelo menos 60 milhões de dólares no filme.

    (nota: Como vcs podem ver, isso de fazer filme fora do esquema não começou com O Senhor dos Anéis)


    T: O que você acha do atual estágio do cinema de horror?
    PJ: Não gosto de muita coisa. Hoje as pessoas apenas reciclam personagens que já deram certo em outros filmes, como Freddy Krueger e Jason, está ficando muito tedioso. Não há mais filmes como Evil Dead...

    (nota: EVIL DEAD RULES!!!! MUITO BOM MUITO BOM!!)

    T: Sam Raimi foi uma grande influência para você?
    PJ: Sim, especialmente Evil Dead 2, que é um dos meus filmes prediletos.

    T: Que tipo de filme você assistiu durante sua infância? Você era ligado em filmes de horror?
    PJ: Muitos fãs de cinema de horror me perguntam isso, mas a verdade é que eu fui influenciado muito mais por comédias do que por terror. Me lembro de assistir ao programa do Monty Python na TV e de ficar obcecado pelo humor negro deles. Também assisti muitos filmes de Buster Keaton, meu comediante favorito. O ritmo dos filmes dele era impressionante. Em termos de cinema, o filme que mais me impressionou foi o King Kong original, de 1933. Aliás, vou dirigir a refilmagem de King Kong.

    (nota: Evil Dead, Monty Python....o cara sabe mesmo apreciar a vida...sera q ele curte Blind Guardian??)

    T: Mas King Kong já foi refilmado uma vez...
    PJ: Sim, com a Jessica Lange, mas não é uma versão muito boa. Tentarei me manter fiel ao filme original, que é um clássico.

    T: Você sabia que Dead Alive foi lançado no Brasil com o nome de Fome Animal?
    PJ: Fome Animal? Até que não é ruim! Mas seria um título mais apropriado para Bad Taste!

    T: Como você pensou em Dead Alive? Deve ser o filme mais sanguinolento da história do cinema!
    PJ: Sim, mas é divertido. Queria fazer um filme no qual a carnificina fosse tão exagerada que se tornasse comédia. No final, as pessoas riam muito mais do que se assustavam.

    T: O filme foi proibido em vários países. Você teve lucro?
    PJ: Acabou rendendo um bom dinheiro, porque se tornou um filme "cult" e foi exibido em cinemas de arte, o que diga-se de passagem nunca foi minha intenção. Fiz o filme apenas para me divertir


    Bom, é isso. Agora já deu para ter uma idéia de quem é Peter Jackson. Com certeza a trilogia está em boas mãos, e após a estréia dos filmes seu nome será colocado ao lado de grandes diretores como George Lucas (Star Wars), Robert Zemeckis ( vou citar a trilogia De volta para o futuro), entre outros.


    Para mais informações, aí vão links interessantes:

    Site do fã-clube oficial de Peter Jackson
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)




    --------------------------------------------------------------------------------
    "Bards you are, Bards you will be and Bards you have always been..."
    Blind Guardian

    Edited by - kanawati on 05 September 2001 03:16:03
     
  2. *Éowyn*

    *Éowyn* true, I talk of dreams

    Muito legal, Kanawati!!! Adorei o que vc escreveu! Eu não sabia que PJ era tão, digamos, " doidão" assim! Mas ele é ótimo, incrível! "Alma Gêmeas" é um filme maravilhoso, uma viagem enorme, muito bem feito, e a história em si é muito boa!
    Quanto a Dead alive... hahahaha, quando eu tinha onze anos eu conhecia um menino alucinado por trash e uma vez ele me contou a estória do filme do início ao fim, inclusive os detalhes, os diálogos! Ele passou a manhã me falando nos macacos-monstros!! Quase que aluguei, uma vez!


    ----- Éowyn, the White Lady of Rohan -----

    "Thou fool, no living man may hinder me!
    But no living man am I."
     
  3. 1038

    1038 Usuário

    Não sei não quanto a afirmação de que "Com certeza a trilogia está em boas mãos, e após a estréia dos filmes seu nome será colocado ao lado de grandes diretores como George Lucas (Star Wars), Robert Zemeckis ( vou citar a trilogia De volta para o futuro), entre outros", que você mencionou Kanawati!!! Eu realmente acho que algumas modificações que estão sendo feitas por Peter Jackson esta passando dos limites. Principalmente com relação ao nascimento dos orcs. Pelo o que eu sei, Tolkien não escrevera nada a respeito! E eu não gosto da idéia dele colocar o que passa dentro da cabeça dele ao invés do que passou na grade cabeça do "Velho Hobbit". Claro que existem algumas modificações que foram até certo ponto compreensíveis, mas esta que eu disse sobre o nascimento de orcs ou meio-orcs e sobre uma participação maior do personagem de Arwen no filme, coisa que não ocorre no livro!! Isso é preocupante, se isto for apenas a "ponta do iceberg", então estou muito preocupado!!!



    GAMB XUN DRO
     
  4. Kanawati

    Kanawati NI!

    Tb entendo sua preocupacao,Gamb. E posso dizer q compartilho da sua aflicao no q diz respeito ao papel da Arwen por ex. Mas foi dito q o papel dela foi ampliado usando como base os apendices do Retorno do Rei. Vamos ver no q vai dar. Mas eu nao estou tao apreensivo assim. Acredito no sucesso dos filmes, e como foi dito antes, muitos novos fas vao se formar e correr para os livros. NADA vai substituir a obra original. O filme eh apenas uma adaptacao, uma visao de um fa de Tolkien. As alteracoes ou qq coisa nova q ele colocar la nao vao desviar a atencao do foco principal. O modo como os orcs nascem nao vai pesar tanto no final. Acredito mesmo q tudo vai correr muito bem. O cuidado com a producao mostra isso. Imagina soh se quem estivesse fazendo os filmes fosse um diretorzinho de m... q reza na cartilha de Hollywood? Acredito q esta vai ser a melhor adaptacao da obra q ja foi feita. Ou vc gostou daqueles desenhos animados???
    Eu prefiro acreditar q PJ nao quer ficar conhecido como "o cara q fez Tolkien revirar no tumulo".
    Vamos, literalmente, pagar pra ver! :)
    e nao se esqueca: sao apenas filmes e nao a versao final reescrita. ninguem vai queimar os livros depois de assisti-los.

    --------------------------------------------------------------------------------
    "Bards you are, Bards you will be and Bards you have always been..."
    Blind Guardian
     

Compartilhar