1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Varg Vikernes faz críticas à obra de Tolkien

Tópico em 'De Fã Para Fã' iniciado por Bilbo Bolseiro, 7 Mar 2010.

  1. Bilbo Bolseiro

    Bilbo Bolseiro Bread and butter

    Vou postar só a parte da entrevista onde ele fala sobre Tolkien, quem quiser ver o restante o link é este:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Metal-Rules.com: Você ainda é um fã da obra “O Senhor dos Anéis” de J.R.R.Tolkien? Como muitos sabem, seu antigo pseudônimo "Count Grishnackh" provém do Orc Grishnákh. Eu sei que as histórias contadas por Tolkien devem muito às lendas escandinavas, e eu imagino que nisso consiste seu principal interesse, mas como um fã de Tolkien, eu estava um pouco curioso para saber sua opinião e de que forma a obra de Tolkien foi uma inspiração pra você.

    Varg Vikernes: Isto pode te desapontar um pouco, mas eu devo confessar que meu interesse por Tolkien decaiu dramaticamente no decorrer dos anos. Suas habilidades lingüísticas são incríveis, suas histórias são ótimas e fascinantes, mas... sua perspectiva era muito Judaico-cristã, e o uso que faz das criaturas míticas é muito... ignorante. Ele até mesmo admitiu isso; quando escreveu o Senhor dos Anéis ele teve que corrigir seu engano de fazer o “hobgoblins” maiores que os “goblins” em seu trabalho anterior. Ele percebeu que na mitologia é o contrário disso que se observa, e assim ele criou os uruk-hai, para ter uma criatura que se assemelhava ao “hobgoblin” de sua obra anterior.

    Varg Vikernes: Suas outras criaturas fantásticas, como os anões e os elfos, também são muito, muito diferentes dos anões e elfos da mitologia que ele usou como fonte. Os anões mitológicos (também chamados elfos negros) são habitantes dos túmulos, feios e escuros, enquanto os elfos mitológicos (ou elfos claros, se preferir) são meros espíritos. Os anões são originalmente os corpos dos antepassados mortos, ao passe que os elfos são seus espíritos. É dito que os anões forjaram armas poderosas e outros objetos porque os mortos eram enterrados com os seus pertences, e os vivos entravam em suas tumbas (no Dia das Bruxas) para coletá-los, ou de fato para “tomá-los de volta”, já que eles se viam como os mortos renascidos – e estes objetos lhes pertenciam.

    Varg Vikernes: Agora, o mundo de fantasia de Tolkien ainda pode ser fascinante, maravilhoso e bonito, mas não é nada mais que fantasia, e eu prefiro o mundo de fantasia mitológico que o mundo de fantasia moderno de Tolkien. Em linhas gerais é isso.

    Varg Vikernes: Ah, e aquele filme hollywoodiano do Senhor dos Anéis foi realmente uma porcaria, uma verdadeira decepção. É o que Hollywood sempre faz, mesmo com as boas histórias...

     
    Última edição: 7 Mar 2010
  2. Rikky

    Rikky Unleash His Hard Fury

    Esse Varg Vikernes é aquele do Burzum?

    Como a imprensa chama um cara desses pra dar entrevistas?
    O cara só critica. Tudo, tudo que ele fala é criticando alguma cosia.
    Já criticou o Mayhem, já criticou o Darkthrone e criou o Burzum que é pior até que o Cradlle of Filth
    Não dá pra levar os comentarios desse cara a serio, ele realmente não bate bem da cabeça.

    O cara gosta tanto de aparecer que critica os filmes os chamado de porcarias. Porcaria são os discos do Burzum
     
  3. Finwë

    Finwë Alto Oficial de Erebor

    É exatamente por isso que a mitologia é de Tolkien e não uma cópia grosseira das que ele tem como base.
     
  4. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Todo mundo é livre para criticar, mas acontece que alguns criticam, às vezes, por não entenderem o sentido de tal obra.

    Tolkien teve influências das mitologias para criação dos seus personagens, mas ele não fez uma cópia. Se fosse para fazer uma cópia, ele não precisaria detalhar tanto todos os seus seres e personagens.

    Se Tolkien não está mais te inspirando em suas músicas? Ok. Só não venha criticar de forma não sábia a obra por causa disso.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  5. HFR

    HFR Clone

    Exato. Qualquer um pode vir e criticar qualquer coisa, mas desde que use argumentos válidos.

    Um argumento (que eu acho) válido -mas idiota- seria algo como: "Eu não gostei dos livros porque ele nem explicou mais a história de Arnor", por exemplo.
     
  6. marktl82

    marktl82 Usuário

    Bom, eu pelo menos entendi que apesar de entender esse embasamento todo, ele ainda prefere a Mitologia Original do que a criada por Tolkien. É uma opinião pessoal e não acredite que deva ter um grande embasamento nisso.

    Imagino que o interesse dele deva ter decaido mesmo com os filmes, mas não quis admitir.
     
  7. clandestini

    clandestini Cylon ou

    Típico: "aquele filme hollywoodiano". Vellho discurso de que os filmes americanos são ruins, bom mesmo é filme iraniano, mesmo que não entenda nada.

    Só com isso eu já deixo minha opinião sobre a fala dele.
     
  8. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Na verdade é a Fantasia de Tolkien. Mitologia é o conjunto de mitos de um determinado povo, de uma determinada cultura e que podem ou não se tornar universais, como o caso dos lobisomens, por exemplo. Não pode ser creditada uma mitologia à um só pessoa. Os mitos em que ele se inspirou para compor a sua fantasia, que por sinal é magistral, é que fazem parte de uma verdadeira Mitologia.
     

Compartilhar