1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ungoliant, Dualismo e Livre-Arbítrio nos Mitos de Tolkien, Parte I

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Ilmarinen, 25 Jun 2005.

  1. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    Alguns temas e personagens abordados por Tolkien em sua obra são enigmas intrigantes por constituírem o que o autor denominava “vistas inatingíveis”. Tais mistérios compõem aquilo que Tolkien preferia deixar a cargo da imaginação de seus leitores e, para esses elementos, ele se limitou a dar explicações lacônicas que , muitas vezes, apenas acrescentam mais incógnitas a matérias já bastante controversas. </P>



    </P>
    <P class=CorpoTexto>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Tais temas são por sua natureza muito complexos porque envolvem duas questões cruciais:

    </P>
    <P class=CorpoTexto>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    a] A questão do cânon tolkieniano. A mitologia tolkieniana é na verdade uma estrutura mutável e evolutiva , um corpo de mitos que não somente reflete as concepções cambiantes do autor sobre muitos assuntos mas que também ilustra o ponto de vista dos cronistas ficcionais aos quais Tolkien atribuiu a “autoria” das histórias dentro do mundo inventado por ele. Logo, muita coisa deve ser considerada quando escolhemos trechos extraídos do vasto material deixado por Tolkien. Nem todas as idéias que ele tinha no início de sua obra permaneceram válidas assim como diversos acréscimos tardios feitos por ele próprio são incompatíveis com a continuidade preestabelecida. E, por outro lado , determinadas histórias nos livros refletem a visão dos narradores criados por Tolkien e não necessariamente a dele próprio. É importante tentar distinguir uma coisa da outra. </P>

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição por um moderador: 30 Abr 2010
  2. Deriel

    Deriel Administrador

Compartilhar