1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Uma alternativa à destruição

Tópico em 'RPG' iniciado por Raphael S, 5 Dez 2008.

  1. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Trecho perdido de Klency
    Bom, estou criando este post para cada um brincar de Deus um pouquinho, estava pensando em criar as novas terras do novo RPG mas tive a idéia de que seria divertido ver que tipos de mundos vocês poderiam criar.

    O Reino do RPG é medieval, mas tem uma grande variedade de opções, podem ser criadas raças diferentes, tecnologias construídas com elementos antigos, a magia presente ou não, fica a critério de vocês. É um universo sem referência nenhuma aos já existentes.

    Se te dessem um pedaço de um mapa para você criar um reino, escolher quais tipos de habitantes morariam alí, e que tipos de problemas e monstros eles enfrentariam que tipo de reino você criaria? Um palácio clássico com cavaleiros? O que tornaria os cavaleiros especiais? Faria talvez um reino subterrãneo com uma população de homens lagarto? Como eles lutariam para sobreviver contra outros povos?

    Este é um tópico de teste, os reinos criados aqui serão selecionados se servirem para a construção do universo do novo RPG, de todo modo vai ser divertido pra mim ver a criatividade de vocês. Aversão oficial do reino quando o jogo começar pode ser modificada, mas de qualquer modo a base é de vocês.

    By Raphael S
     
  2. Elda King

    Elda King Senhor do passado e do futuro

    Interessante essa idéia... eu tinha pensado em propor algo semelhante, um tópico para se postarem cenários curtos.

    Bem, aqui está um "reino" genérico para ser localizado em qualquer mundo de fantasia genérico...


    O Reino de Vanya e o Filho do Dragão​

    "No princípio, era apenas uma colônia Asmarina. Com o tempo, se tornou um condado longínquo do reino de Utul, jamais importante o bastante para atrair problemas ou poderoso o bastante para causá-los. Nenhum governante famoso, nenhum herói célebre, mas ainda assim um lugar próspero e, a seu próprio modo, rico.
    E foi então que olhos mais sombrios que a cobiça humana se voltaram para lá. Vindo dos lugares profundos da terra, onde a escuridão e o limo se fundem, se ergueu Astiran, um terror antigo, ruína de reinos que se ergueram antes que os homens forjassem o primeiro metal. Astiran, o Dragão Negro. Ele tomou o lugar como se estivesse brincando, se estabelecendo em uma caverna não muito distante do centro do condado. Ele se autodenominou Rei, e exigia tributos de todos os que moravam no lugar.
    O Reinado de Astiran foi uma era de terror que durou por três gerações. Após pouco tempo, os vizinhos se convenceram que Astiran estava contente com seu domínio, e abandonaram o lugar à sua própria sorte. Povo singular era a raça humana: tão ansiosos para se unirem quando pensavam que havia uma ameaça a eles, mas com que presteza abandonaram seus irmãos à própria sorte quando se convenceram que não havia risco a si mesmos! Buscando justificar sua inatividade, os monarcas próximos foram rápidos em reconhecer a legitimidade de Astiran como soberano.
    E Astiran era implacável. Suas exigências eram impiedosas e cruéis - animais, tesouros, grãos para os quais não tinha nenhuma utilidade real, homenagens. Após algumas décadas, ele passou a exigir também virgens. Não por especial fome ou luxúria, mas por crueldade e malignidade. Ele se divertia com a corrupção. Os camponeses laboriosos e honestos, no que não se tornavam sob a sombra do medo? Com que disposição não lhe entregavam o que pedia, sem remorsos, apenas para salvar as próprias vidas?
    De uma dessas uniões nasceu, certa vez, uma criança. Não um monstro deformado, mas um menino de olhos profundos e cabelos negros: Sepeth, o filho do dragão. O menino cresceu, e era visto pelo povo com um misto de pena, culpa e medo. Havia aqueles que o viam como o filho de um monstro; e havia aqueles que o encaravam como uma vítima de um monstro. Uns e outros estavam certos: o menino, mais do que qualquer um, se ressentia de Astiran; mas nem ele podia mudar o que era.
    Até que surgiu Vanya. Ela era linda, graciosa, e inteligente o bastante para rivalizar com os maiores sábios; seu pai, no entanto, nutria ódio profundo por Sepeth devido a sua ascedência. Frustrado e com ódio redobrado contra seu pai, Sepeth se dirigiu ao covil de Astiran com a ira nos olhos.
    Ele retornou vivo, embora ferido; atirou o crânio de seu pai no centro da praça, e foi aclamado rei. O parricídio, crime hediondo normalmente, foi exaltado mil vezes quando se adequava aos desejos do povo. E um homem capaz de matar o próprio pai foi considerado um herói e elevado a todas as honras, recebendo um reino e a mulher que desejava. Por alguns anos, canções e lendas sobre Sepeth o Matador de Dragões se espalharam por toda a região próxima; por alguns anos apenas, e então se calaram. Hoje só se fala sobre Sepeth, o Filho do Dragão, e ainda chegará um dia em que os anais do reino registrarão apenas, em uma longa lista, "Sepeth, filho de Astiran, sucedeu o pai aos vinte e dois anos".
    Ele chamou seu novo reino de Vanya, em homenagem à sua amada esposa, e a princípio governou com justiça e misericórdia. Mas, os mesmos reinos que haviam ignorado o seu povo na sua hora de maior necessidade, ao verem o surgimento de um novo reino, saltaram sobre ele com todas suas forças. A guerra não foi particularmente dura - eles não estavam dispostos a arriscar tudo por um pedaço de um novo reino - mas trouxe consequências funestas para o reino de Vanya. Dentre as quais, a pior foi a morte da Rainha Vanya.
    Quando Vanya morreu, Sepeth se transfigurou. A crueldade de Astiran empalideceu ante a de seu filho. Sem piedade, sem misericórdia, Astiran instaurou um regime de medo que muito suplantou o de seu pai. Vanya se tornou um grande reino, mas às custas do sangue de seu povo. O nome Sepeth raramente é pronunciado hoje: todos falam apenas no Filho do Dragão."

    Clima: Vanya é um reino mais amargo do que maligno. Nele, não são os vícios exacerbados ou a morbidez que criam o tornam um lugar tão cruel, mas as fraquezas humanas comuns - medo, egoísmo, inveja - trazidos à tona. Ele não é um lugar de trevas sufocantes como uma noite de tempestade, mas um lugar de penumbra permanente como de dias eternamente nublados. Não é um lugar de ódio flamejante, mas da fria chama da vingança. O reinado de horror de Sepeth não é erigido com orgias de sangue e medo mortal, mas com o desespero opressivo de empalamentos regulares. A magia em Vanya é pouco comum, e não existe nenhum mago de nível elevado; a população é quase inteiramente humana. Não há monstros, mortos-vivos ou demônios em Vanya: parte da tragédia do lugar é que todo o mal de lá tem suas origens apenas em seres humanos comuns.
     
  3. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Ok, Vanya, o Reino da Tristeza adicionado. Espero que esse nome não seja de nenhum RPG conhecido ou vai ficar dificil usar. ^-~

    A Idéia é bem essa, estou reunindo as idéias de outras pessoas para juntar aos reinos do meu novo RPG, Só que como você pode ver acima, faz parte da história do RPG que deu origem que é o Labirinto e a Saga dos Planos que você encontra no Clube dos Bardos.

    Farei outras modificações depois, por enquanto é apenas um teste.

    Obrigado por contribuir Elda, Provavelmente seu nick vai pro jogo. ^_~

    By Raphael S
     
  4. Elda King

    Elda King Senhor do passado e do futuro

    A menos que eu esteja enganado, Vanya não tem nada a ver com nenhum outro jogo... Mas deriva diretamente do nome de um lugar real no nosso mundo.
     
  5. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Ótimo ^_^

    By Raphael S
     

Compartilhar