1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Um homem atrelado à uma cabeça

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por imported_Wilson, 27 Set 2009.

  1. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    Espero que lembranças me inundem para que sente-me à maquina e sinta-me capaz de criar algo.
    Distraído em um momento de reflexão, surge-me qualquer coisa injetada do passado ou até mesmo do futuro.
    Algo randômico, puxado do acaso.
    Resultado de interferência.
    Das sensações que vêm da droga.
    Sinapses em transe conjuram fragmentos.
    Minha consciência lhes dá contexto.
    O tempo se dá através de uma névoa transperceptora.
    Algo que me perturba profundamente.
    O fato de que ela existe alheia à minha vontade.
    O fato de que não posso controlá-la.
    Registro-a em pormenores.
    Armazeno-a na Mente.
    A grande Mente.
    Inútil e portentosa.
    Anos-luz de distância.
    Devo cumprir minha função e traduzir as visões.
    Intricadas interfaces mecânicas me aguardam ociosas.
    Seu manuseio impresso em meus nervos.
    As cordas vibram em pré-ajustada ressonância, dividem-se e agrupam-se segundo coordenadas impostas pelo meu desejo.
    Busco reproduzir em sombras algo que se aproxime do que vejo.
    Do que penso.
    Do que sinto.
    Do que a Máquina espera de mim.
     

Compartilhar