1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Um fracasso singular

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Parisio, 9 Jan 2005.

  1. Parisio

    Parisio Usuário

    Há muitos erros e ruínas de homens, elfos e anões no corpo de lendas de Tolkien, mas o conto de Aldarion e Erendis traz à baila um fracasso único entre os demais: o fracasso do amor romântico, do amor conjugal, quando a regra é, em toda a obra, ser perene, para a vida inteira, ainda que pontuado de tristezas, a não ser pela morte de um dos cônjuges, como no caso de Finwë e sua primeira esposa, ou Amroth e Nimrodel, que na verdade nem chegaram a consumar sua união.

    Aldarion e Erendis, à moda dos casais e das narrativas contemporâneas, simplesmente se desentenderam, se separaram e não voltaram atrás: o orgulho e o rancor, sentimentos que até então não vicejavam na ilha de Númenor, sobrepujaram o amor que os ligara.

    Por isso, essa narrativa tem para mim o significado de um prenúncio da Ruína de Númenor, um sintoma da sombra que começara a ressurgir nos corações dos homens após séculos de ausência, precisamente - me corrijam se estiver errado - quando Sauron começou a crescer e reorganizar sob sua liderança os servos dispersos de Morgoth.
     
  2. curio

    curio Usuário

    interessante :D
     
  3. Olórin

    Olórin ai que uó

    Hum, acho essa história triste.... quase todas as históris de amor do Tolkien são tristes...
     
  4. Dyeison

    Dyeison Usuário

    Essa historia tem esse intereçe, mas não tem frelação com Sauron (A não ser indiretamente), é uma historia sobre orgulho, que foi oqueseparou os dois.
     
  5. Eles não foram o único casal que se separou. Com fëanor e sua esposa, cujo nome não me vem à mente agora, ocorreu também uma separação.
     
  6. Parisio

    Parisio Usuário

    Lúthien, não estou bem lembrado desse trecho e não tenho o Silmarillion à mão. Você poderia resumir esse episódio ou transcrevê-lo aqui?
     
  7. O nome dela era Nerdanel se não me engano.
     
  8. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Não sou a Lúthien, mas :mrgreen: ...
    Nerdanel não quis acompanhar Fëanor para a Terra-Média e ficou em Aman. O amor entre os dois foi derrotado pelo desejo de Fëanor de vingança e de retomar o tesouro de seu pai. Além desse caso, há ainda a história de Aegnor e Andreth, um elfo e uma humana. O amor não foi levado para frente, pois Aegnor não queria sofrer as conseqüências deste, por pertencerem a raças diferentes.

    E sobre Aldarion e Erendis, como disse Dyeison, não acho que tenha relação com Sauron. Aliais, acho que tem mais haver com a Sombra de Morgoth, que "introduziu" esses sentimentos ruins na humanidade no início da raça humana, quando estes não conheciam nem os elfos nem os Poderes do Oeste, e nem Ilúvatar.
     
  9. Arnostalion ¥

    Arnostalion ¥ Usuário

    Acho que tem um pouco de Sauron sim entre as brigas de Aldarion e Erendis. Aldarion quando ia à Terra Média sempre ajudava Gil Galad contra os ataques que este sofria das forças de Sauron, como está comprovado na carta que Gil Galad enviou para o pai de Aldarion que eu não me lembro o nome. Devido à essa ajuda, Aldarion sempre se atrasava e não retornava para Númenor no tempo prometido.
     
  10. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Sim, sim, isso fica claro no livro. Mas acho que o tópico se refere à Sombra de Sauron no coração dos homens, corrompendo-os. Aldarion não ficou corrompido por Sauron só pelo fato de se atrasar ao voltar para sua casa: só Erendis que não gostava disso, e com razão. Nesse tempo, se não me engano, Númenor estava em seu auge, permaneciam fiéis.
     
  11. Tar-Telperiën

    Tar-Telperiën I hate Mondays!!!!

    Eu não concordo. Acho que Aegnor decidiu não se unir a Andreth porque era a época do cerco a Angband e ele sabia que havia poucas chances dele sobreviver (e realmente não sobreviveu). Finrod disse a ela que em épocas de tamanha guerra os eldar não costumavam se casar e nem conceber filhos.

    Muita coisa pesou na decisão de Aegnor: sua iminente morte, sua lealdade com o seu povo, o destino da TM... Ele era neto de Finwë, de certa forma ele não deixaria de enfrentar Morgoth. Segundo Finrod, Aegnor jamais se casaria devido ao seu amor por Andreth.
     
  12. Beleg Arco-forte

    Beleg Arco-forte Usuário

    Com relação à influência de Sauron sobre Aldarion, eu não acredito muito. Acho que durante as eras que se passarão na Terra Média, os humanos provaram ser facilmente corrompidos por sentimentos egoístas. Como Denethor pelo palantir, ou todos aqueles que cobiçaram as silmarills, ou o anél, e por aí vai!!! A única coisa que Sauron fazia era se aproveitar disso!!!
     
  13. Parisio

    Parisio Usuário

    As duas idéias não são mutuamente excludentes. Os títulos que o próprio Tolkien deu às versões sucessivas do conto corroboram a idéia de que há no conto de Aldarion e Erendis um prenúncio do declínio de Númenor. São eles:

    "A sombra da sombra: o Conto da esposa do marinheiro"
    e
    "A esposa do marinheiro: um conto da antiga Númenorë, que relata o primeiro rumor da Sombra"

    O fato de Sauron estar se erguendo à mesma época não quer dizer que ele agiu diretamente para a infelicidade de Aldarion e Erendis, mas que o ressurgimento da Sombra apresentou sintomas opostos em situações opostas: onde havia bem-aventurança, surgiu a desventura, onde o mal havia caído, ele se fortaleceu. A simultaneidade das duas coisas indica que a Sombra estava crescendo de novo, "após uma derrota e uma pausa".
     
  14. Parisio

    Parisio Usuário

    E também no caso de Feanor e Nerdanel não houve as idas e vindas de Aldarion e Erendis, e coisas mui contemporâneas como disputa pelo amor do filho. Há um momento em que ambos ainda querem continuar, mas um está cheio de suspeitas com relação ao outro. É de fato um conto triste, como alguém disse, como muitos outros são, mas especialmente angustiante porque dá vontade de entrar no meio e desfazer os mal-entendidos
     
  15. Nossa, não tinha visto essa afirmação acima.
    Mas Olorin, eu acho que, apesar dessa tristeza que muitas vezes parece existir no singular, é a grandeza, o triunfo e a luta contra a corrupção que dá o tom do todo. Não há muitas histórias super alegres, porque, segundo o Professor "é que da bem-aventurança e da alegria na vida há pouco a ser dito enquanto duram. (...) e somente quando correm perigo ou são destruídas é que se transformam em poesia. Mas, continuando o tópico:

    Vale lembrar ainda que, no tempo de Andreth, nunca um homem se casara com um elfo (ela menciona algo sobre ser sobre a terceira ou quarta geração dos homens que entraram em Beleriand. A raça humana era ainda uma inovação estranaha para os elfos). Portanto, não se sabia o que poderia acontecer em casos de uniões como essas. Talvez ele pensasse que elas eram impossíveis. O desconhecido tbm assusta....
     
  16. Cësárin

    Cësárin Usuário

    Realmente, as histórias de amor de Tolkien são meio tristonhas, mas creio que não poderia ser de outra maneira, visto que se passam todas em tempos de guerra. Mas mesmo na trizteza havia alguma alegria, e os finais eram, no geral, felizes, salvas algumas exceções (felicidade plena e invariável não se pode esperar do professor simplesmente porque isso não é provável de ocorrer, seja aqui ou em Arda). Mas creio que com isso o mestre quisesse passar a impressão de que por mais escura que seja a sombra, uma pequena luz é o suficiente para destruí-la. E assim foi com Lúthien e Berem, separados por raça, nobreza, e ainda tendo que enfrentar, juntos por decisão dela, o perigo de cumprir a demanda da silmarill. Assim foi com Aragorn e Arwen (na verdade, muitas coisas em O Sehor dos Anéis parecem reviver histórias parecidas e mais grandiosas dos tempos antigos de Arda. Talvez pelo desejo de Tolkien de por algo de suas lendas mais primitivas no livro, lendas de que ele gostava mais e que queria ver publicadas primeiro...) etc. Tolkien mostrou, e o fez novamente na trilogia, que a alegria é mais difícil de ser perdida do que nos parece normalmente.
     
  17. Parisio

    Parisio Usuário

    É, na Plenitude que chamamos de Fim todos se unirão ao coro glorioso da Última Canção.
     
  18. Denethor II

    Denethor II Pontífice Inquisidor de Gondor

    acho que erendil e aldarion é engraçada... pois to vivendo essa mesma história...
    mas cara... acho que a queda começou a partir de quando eles decidiram ver o Leste. As terras dos Senhores Vitóriosos deveria ter sido isolada por eles mesmos...
     
  19. N'liärien

    N'liärien Banned

    Mas tb acho q ele teve um grande poder de renúncia, por amor a Andreth e por saber q a união de ambos traria dor, principalmente a ela...
     
  20. Laninha

    Laninha Usuário

    Sauron ainda se erguia na Terra Media, mesmo que se tornasse grande demais ainda não conseguiria chegar até Numenor, assim penso eu. O fracasso da união dos dois se deveu ao fato que nenhum dos dois quis abrir mão de nada para que pudessem ser felizes, um sempre queria mudar o outro e tentava sempre ou pela força ou pela chantagem, nenhum dos dois ouvia conselho de ninnguem e sempre se achavam corretos naquilo que pensavam e se recusavam a mudar um pouquinho que seja. Erendis odiava o mar o encarava como inimigo e Aldarion não estava disposto a passar muito tempo na terra, foi culpa dos dois Sauron ainda não estava forte o suficiente para influenciar Numenor assim.
     

Compartilhar