1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

"Ulysses" (James Joyce)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Cildraemoth, 16 Ago 2003.

  1. Cildraemoth

    Cildraemoth Usuário

    Encontrado na internet:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Como não li o livro, não posso atestar a fidelidade... :-) Mas depois disso, minha vontade de ler o dito cujo (que não era grande) foi-se embora. :roll:
     
  2. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    ex, estou aproveitando o link para que também comentem sobre a obra aqui, hmmkay? :wink:
     
  3. Stein

    Stein Usuário

    Esse livro, se não me engano, tem o maior trecho sem pontuação ( dezenas de páginas ) já escrito na história.
     
  4. Logan Mcloud

    Logan Mcloud Usuário

    esse livro eh um classico da literatura.... boa parte dos estilos narrativos de hojem em dia foram inventados nesse livro...... e a trabu;ao integral desse livro era profinal pra testar os futuros tradutores aki no brasil.... pois eh um livro muito dificil....


    viso muito ver... eu e um amigo meu ja o estabelecemos como meta....


    Dwarf

    ps.? alem de eu adorar james joyce
     
  5. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Meu professor de Literatura Brasileira III vive falando do Joyce como o criador do "stream of consciouness” , que consiste no pensamento do personagem retratado de forma fiel. A Virginia Woolf usa esse recurso no Mrs. Dalloway, a Clarice Lispector em Laços de Família e o Paulo Leminski usa no Catatau.

    A julgar por esses três livros que eu citei, eu imagino o quão difícil seja a leitura de Ulysses :eh:
     
  6. V

    V Saloon Keeper

    Eu sinceramente acho que ainda não estou no nível intelectual necessário para ler nada do Joyce.

    Tenho mais interesse em "Finnegan's Wake" do que em "Ulysses", no entanto.
     
  7. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Eu estou muito interessado em poder ler esse livro cuidadosamente. Alias, faz tempo isso.

    Na verdade, eu ando meio desanimado com leituras em geral, e ver esse tópico me deu bastante vontade de ler Ulisses. Eu acho que vou comprar o livro :obiggraz:
     
  8. V

    V Saloon Keeper

    Tem uma edição nova cuja tradução foi muito elogiada. :)
     
  9. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Ainda bem! Eu ouvi falar que, embora a obra original seja bastante dificil, a tradução antiga não era muito boa e complicava ainda mais a leitura.
     
  10. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Eu comecei a ler hoje. De novo.

    Cheguei a conclusão que é o tipo de livro que você precisa de bastante tempo livre para ler: eu demorei uma meia hora para me acostumar com o estilo narrativo, conseguir visualizar o que é o que e por aí vai.

    Mas é interessante, por mais trabalhosa que seja a leitura, o livro está sendo delicioso para mim. Na maneira mais bizarra possível (com aqueles neologismos e tudo mais), eu consigo me transportar para a história.

    Por enquanto estou tateando no escuro, mais além já poderei dar algumas opiniões mais aprofundadas sobre o livro. :obiggraz:
     
  11. Krebain

    Krebain Banned

    Eu nunca consegui passar da 3ª pagina desse livro. :disgusti:

    Quem conseguiu terminar diz que é muito bom.

    Mas o livro inteiro se passa em um dia né?

    Mas eu considero uma das metas da minha vida terminar esse livro. Nem que demore 20 anos....
     
  12. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Eu estou lutando para ler até o fim entendendo o que estou lendo (e não só passando os olhos nas palavras) :|

    Isso. Mais precisamente, 18 horas.

    Da minha também. Espero que dessa vez eu consiga chegar até o fim :obiggraz:
     
  13. Lord Meneltar

    Lord Meneltar Argerich

    Voc~es estão me despertando vontade de ler essa bagaça. :disgusti:

    Só depois que eu terminar a biografia de Liszt ( o Pourtalés se supera a cada obra que eu leio dele) e os outros dois volumes d'A Divina Comédia :gotinha:

    O Inferno é legal, mas Purgatório e Paraíso ninguém merece :osigh:
     
  14. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    "Ulisses" (James Joyce)

    Bom, devido a certos problemas, só pude postar isto agora, dia 17 à 1:26 da manha.

    Mas como alguns aqui devem saber, no dia 16 de junho é celebrado o Bloomsday, em homenagem ao grande romance Ulisses, do James Joyce.

    Para quem nao sabe, o romance se passa no dia 16 de junho ( sim, aquelas paginas sim, sao sim de todas sim sobre sim um dia apenas sim :mrgreen: ), que tambem foi o dia em que o Joyce se nao me engano, conheceu a esposa.

    Por isso, todo dia 16 de junho os fãs mais devotos se reunem para ler trechos da obra, dramatiza-la, enfim, fazer algo neste dia.


    Entao, feliz Bloomsday atrasado a todos :mrgreen:
     
  15. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    eu posso estar *muito* equivocada, mas ainda é dia 16 :eh:
     
  16. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

  17. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Pois é , me falaram isso hoje. Eu ando totalmente perdido em relacao ao calendario :osigh:
     
  18. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    E lançaram uma nova tradução do livro hoje, né?
     
  19. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Yep, da Bernardina Pinheiro da Silveria. Dizem que a tradução está excelente. Como eu não li nem a tradução do Houaisss ainda, não tenho critério de avaliação :oops:
     
  20. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Hoje, num jornal daqui de Porto Alegre, saiu uma baita reportagem sobre o Bloomsday e a nova tradução... e tem um quadro comparando um trecho do original, um do Houaiss e um da Bernardina... a principal diferença entre as duas traduções é que a da Bernardina tem um tom mais coloquial... e, segundo a reportagem, os diferentes estilos de linguagem do livro foram traduzidos fielmente... bem, a mulher passou 7 anos traduzindo o livro....heheh
     

Compartilhar