1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)
  1. Artigos Valinor

    Artigos Valinor Usuário

    Acredita-se que foi na Primeira Era das Estrelas, nas profundezas de Angband, que Melkor o Inimigo gerou uma raça de gigantes canibais que eram cruéis e fortes mas se inteligência. Estes gigantes de sangue negro eram chamados Trolls, e por cinco Eras eles cometeram tantos feitos maléficos quanto sua pequena inteligência permitia.

    É dito que os Trolls foram criados por Melkor devido ao seu desejo por uma raça tão poderosa quanto os gigantes Ents, os Pastores de Árvores. Trolls tinham pelo menos duas vezes a altura e o porte dos maiores homens, e possuíam uma pele de escamas verdes como armadura. Como Ents tinham como substância original a madeira, os Trolls tinham a rocha. Embora não tão fortes como os ENts, que podiam quebrar pedras, Trolls eram adversários difíceis e poderosos. Mas na magia de sua criação havia uma falha fatal: eles temiam a luz. O encantamento de sua criação foi lançado na escuridão e se a luz os tocasse a magia seria quebrada e a armadura de suas peles cresceria para dentro. Suas existências maléficas e sem alma eram esmagadas enquanto se tornavam blocos de pedra sem vida.

    A estupidez dos Trolls era tão grande que a muitos não se podia sequer ensinar a falar, enquanto outros conseguiam aprender rudimentos da Língua Negra dos Orcs. Embora seu poder freqüentemente fosse anulado pelos de raciocínio rápido, nas cavernas das montanhas e nas florestas escuras os Trolls eram muito temidos, e com razão. Eles adotavam uma dieta de carne crua. Matavam por prazer, e sem razão - exceto avareza - acumulavam os tesouros de suas vítimas. Nas Eras das Estrelas eles vagavam livremente pela Terra-média e com os orcs faziam quaisquer viagens muito perigosas. A este tempo eles frequentemente para a guerra ao lado dos Lobos e Orcs e outros servos malignos de Melkor. Mas na Primeira Era do Sol eles se tornaram muito mais cautelosos, pois a grande luz do Sol era morte para eles e apenas na escuridão iam para as Guerras de Beleriand. É dito no "Quenta Silmarillion" que na Batalha das Lágrimas Incontáveis, um grande número de Trolls fazia a guarda pessoas de Gothmog,Senhor dos Balrogs, e, embora lutassem sem tática ou destreza, batalhavam ferozmente e não conheciam o meto. Setenta deles foram mortos pelo maior dos guerreiros dos Edain, Húrin, mas outros Trolls vieram e conseguiram tomá-lo cativo.

    Após a Guerra da Fúria e a Primeira Era do Sol, muitos dos Trolls permaneceram na Terra-média e esconderam-se nas mais profundas cavernas. Quando Sauron o Maia apareceu na Segunda Era, ele tomou para si este antigos servos de seu mestre, Melkor. Sauron também deu-lhes astúcia de mente provenientes da malícia, e tornaram-se mais perigosos que antes. Livremente e sem medo, estes monstros vagavam nos locais negros do Mundo.

    Na Terceira Era do Sol, quando Sauron pela segunda vez apareceu em Mordor, ainda existiam muitos Trolls malignos e com pouca inteligência vagando pelas Terras Mortais. Alguns destes eram chamados Trolls de Pedra, outros Trolls das Cavernas, Trolls das Colinas, Trolls das Montanhas e Troll das Neves. Muitos contos da Terceira Era falam de sua maldade. Nas terras frias ao norte de Valfenda ele mataram o chefe Dúnedain Arador.

    Nas Colinas dos Trolls de Eriador, por séculos, três Trolls alimentaram-se das pessoas daquela região. Pelo padrão dos Trolls estes três eram gigantes mentais, pois eles falavam e compreendiam a língua Westron e tinham um conceito básico, embora falho, de matemática. Apesar disso, pela rapidez de raciocínio, o Mago Gandalf foi capaz de torná-los em pedra. Em Moria o Balrog comandava muitos enormes Trolls das Cavernas.

    É dito que Sauron ainda não estava satisfeito com a maldade destes servos e procurou dar à sua grande força melhor uso. Assim ele fez, próximo ao final da Terceira Era, Sauron dotou os Trolls de grande esperteza e agilidade, tais que poderiam suportar o Sol tanto quanto a vontade de Sauron estivesse com eles. Estes foram chamados de Olog-hai, e eram monstros com a inteligência dos Homens malignos. Armados com dentes e garras e com a pele de pedra como os outros Trolls, eles também carregavam escudos negros, redondos e enormes, e usavam poderosos martelos que amassavam os elmos dos inimigos. Então, nas Montanhas de Mordos e nas florestas ao redor de DolGuldur os Olog-hai foram enviados para a geurra por Sauron, o maior mal que Sauron liberou sobre seus inimigos.

    Na Guerra do Anel nos Campos de Pelennor a nte o Portão Negro de Mordor, o terror destes seres selvagens causou enorme destruição. Mas eles eram mantidos por um poderoso feitiço, e, quando o Um Anel foi desfeito e Sauron enviado às sombras, o feitiço foi quebrado. Os Olog-hai foram levados como se sua consciência lhes tivesse sido tirada; eram como gado mudo vagando pelos campos escuros e por causa de sua grande força foram espalhados e mortos.



    Olog-Hai

    Significa Povo Troll Na Fala Negra de Mordor. Uma raça de trolls do sul de Mirkwood e norte de Mordor, criados por Sauron próximo ao final da Terceira Era. Ao contrário dos outros trolls, os Olog-hai eram espertos e podiam suportar o sol quando controlados por Sauron.

    Os Olog-hai usavam a Fala Negra; eles não conheciam outra linguagem.
     

Compartilhar