1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Copa 2014 Tradição muçulmana pode afetar Yaya Touré e Benzema na Copa; saiba como

Tópico em 'Esportes' iniciado por Fúria da cidade, 11 Jun 2014.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O Ramadã, nono mês do calendário islâmico e que exige oração e jejum do nascer ao pôr-do-sol começa pela primeira vez desde 1986 em meio à Copa do Mundo – coincidirá com as oitavas de final, já que tem início no dia 28 de junho.

    E isso pode influenciar diversos jogadores durante a Copa, como os astros Yaya Youré, Edin Dzeko e Karim Benzema, já que eles seguem a religião muçulmana - e também seleções como a Argélia e Irã, com quase sua totalidade formada por muçulmanos.

    Os muçulmanos não podem comer ou beber enquanto durante a luz do dia. Como o calendário atual aponta o solstício no dia 21 de junho, o dia na época do Ramadã, no Brasil, estará um pouco mais longo que a noite, aumentando o período de jejum dos jogadores durante o Mundial.

    Isso não poderia prejudicar o desempenho dos atletas?
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , em dezembro de 2013, o Sheikh Juma Momade, enviado do Ministério de Assuntos Islâmicos do Kuait e membro do Centro de Divulgação do Islã para a América Latina, disse que não.

    "O jejum proporciona saúde ao corpo e ao espírito e pode ajudar o jogador a fazer uma boa partida. Temos vários exemplos de atletas, em vários clubes europeus, que cumprem o jejum no Ramadã e continuam jogando bem", disse.

    Yaya Touré declarou, em 2013, para jornais ingleses, que ele só se acostuma após os cinco primeiros dias. "É preciso disciplina. Para mim, os cinco primeiros dias são os mais difíceis, mas depois disso o corpo começa a se adaptar e você se sente bem. Acho que é fantástico como o Ramadã pode fazer seu corpo mais forte."

    Agora, é esperar para vermos quais seleções estarão vivas na Copa após o dia 28 de junho e prestar atenção será que alguma que conta com jogadores muçulmanos será prejudicada, ou mesmo contará com uma melhora de quem jejuar?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Já acho complicado jogar uma partida normal nessa condição quanto mais uma com uma possível prorrogação.
     

Compartilhar