1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Top 10 Obras Literárias Difíceis

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Anica, 10 Jul 2010.

  1. Anica

    Anica Usuário

    Ontem estava dando uma olhada no http://listverse.com e vi esse top10 de obras literárias consideradas difíceis. O que eu senti é que tendeu bastante para a ideia de que dificuldade equivale ao tamanho da obra, mas enfim, acho que alguns clássicos do que é "difícil" por cobrar mais do leitor do que só passar os olhos nas palavras estão ali. De qualquer forma, fica aí a lista como curiosidade (e se quiserem sugerir mais, fiquem à vontade ;D )

    Eu traduzi os títulos de acordo com os nomes publicados aqui no Brasil, mas vcs me desculpem, eu não vou traduzir os parágrafos de explicações não, é sábado à noite e eu estou com preguicinha, há. Para quem quiser dar uma olhada no original: http://listverse.com/2010/06/07/top-10-difficult-literary-works/

    10. Guerra e Paz (Tolstói)
    9. Quem é John Galt? (Ayn Rand)
    8. Moby Dick (Herman Melville)
    7. Arquipélago Gulag (Alexander Soljenítsin)
    6. O Pêndulo de Foucault (Umberto Eco)
    5. A Letra Escarlate (Nathaniel Hawthorne)
    4. Terra Devastada (T.S. Eliot)
    3. Almoço Nu (William Burroughs)
    2. O Som e a Fúria (William Faulkner)
    1. Finnegan's Wake (James Joyce)
     
  2. Liv

    Liv Visitante

    Eu achei Guerra e Paz 'complicadinho' por causa dos nomes gigantes, hahaha XD
     
  3. Tilion

    Tilion Administrador

    Finnegans Wake em primeiro é a coisa mais óbvia do mundo, sem dúvida.
     
  4. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    não sei o pêndulo de foucault, mas a leitura do nome da rosa é lenta por causa das frases em latim e das descrições detalhadas do eco. ele, por ex., descreve uma pintura em 4 páginas!
     
  5. Indily

    Indily Balrog de Pantufas Fofas

    Silmarillion poderia entrar nessa lista. É um dos meus preferidos, mas a primeira leitura dele é cansativa e trabalhosa por causa do excesso de dados pra absorver...
    Fora que nunca um nome vem sozinho, ele vem acompanhado de todas as formas que o personagem é chamado e de seus ancestrais... É enlouquecedor.
     
  6. Tataran

    Tataran Usuário

    Eu ainda não li o Pêndulo de Foucault, mas já vi resenhas que recomendavam que se fizesse uma edição com glossário, por conta das infindáveis referências culturais e científicas presentes no livro.

    Também já o ouvi sendo classificado como "O Código da Vinci para pessoas inteligentes" (o que quer que isso signifique).
     
  7. Zzeugma

    Zzeugma Usuário

    Antes de ler o Pêndulo, li uma entrevista de Eco no qual ele dizia cobrar uma "tarifa" do leitor nos primeiros capítulos para que o leitor se "inserisse" na história. Bom, o começo deste livro achei realmente difícil e complicado, mas a trajetória inicial dos personagens também me deixou perdido inicialmente. Gostaria de reler o livro para achar a taxonomia que eles fazem dos "intelectuais idiotas" (Vamos dizer assim, não lembro mais o termo que ele usa).

    Mas as sequências (lá pelo meio do livro) no qual começa-se a ingressar no terreno de "magia" e daquilo que se fala sobre a "magia" começa a ficar bem mais interessante. A parte passada no Brasil me surpreendeu.

    É bem difícil encontrar uma obra "sóbria" sobre magia, paranormalidade e assuntos "Arquivos X"; a maioria é escrita de (ou para) os crentes e aí fica difícil de engolir certas passagens. Penso eu que o fato de ter lido "A Enciclopédia do Sobrenatural" (LPM) me ajudou MUITO. Chegar a estas sequências valem o livro do Eco e seria uma pena ficar perdido nesta parte.

    Abs
     
  8. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    O Pêndulo de Foucault tem o mesmo estilo de história que Código Da Vinci, porém ele exige muito de conhecimento de mundo. É necessária uma carga muito grande por parte do leitor, coisa que Dan Brown não exige (até porque não faria sentido exigir, hehehe).
     
  9. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    aliás, umberto eco disse q inventou dan brown neste livro.

    e o ulisses, do joyce, tb ñ entraria nesta lista ñ?
     
  10. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Finnegan's Wake em primeiro, como esperado. Vergonhosamente não li nenhuma delas. :vergonha:
     
  11. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    Guimarães Rosa é um cara complicadinho de ler também. O número de neologismos que ele utiliza dá nó no cérebro.
     
  12. Lilian Sinfronio

    Lilian Sinfronio Usuário

    Interessante você dizer isso, quando li o nome da rosa era bem nova (comparado com hoje que sou uma velhota :timido:) e lembro de ter adorado o livro, mesmo sem ter visto o filme... que parece ser meu carma.
     
  13. Excluído044

    Excluído044 Banned

    Também não li nenhum desta lista. Apenas tentei ler "O pêndulo de Foucault". Mas não consegui. Nem tenho mais o livro. Troquei com o JLM, através do Skoob. :D
     
  14. Pips

    Pips Old School.

    Ele só é muito longo e são muitos nomes, mas acho que dá para levar numa boa.

    Silmarillion tem diversos apêndices, sem contar que em todas as obras de Tolkien tem referências a essa Biblia, eu não acho dificil, pois ele não exige conhecimento externo da obra, apenas conhecer o universo da Terra-Média.

    Mas hoje em dia muitas palavras já constam no dicionário. O complicado de ler as obras dele é como o texto flui (ainda mais quando ele escreve em primeira pessoa).


    Finnegans Wake eu nem me aproximei ainda, só o número de volumes que teria de comprar para poder ler e toda a questão de tradução e o tempo que levaria desanimam e muito.

    Quanto ao Pêndulo de Focault. Sim, é uma obra que requer bastante de conhecimentos gerais, ao invés de ter teorias da conspiração mastigadas e jogadas, como Dan Brown, ele instiga o leitor a buscar conhecimento e ainda acrescenta diversas coisas. Apesar disso, a bagagem do leitor não impede que ele seja cativado pela narrativa, é um thriller de suspense bem escrito, só que se você toma conhecimento de tudo que é citado, direto ou indireto, a leitura se torna mais rica.

    O que o Umberto Eco falou do Dan Brown:
     
  15. imported_Shiryu

    imported_Shiryu Yippie-ki-yay...

    Não li nenhum desses livros também, mas tinha interesse no Pêndulo de Foucalt e no James Joyce, mas queria ler Ulysses. O problema é que li não sei aonde que esse livro era meio que obrigatório ler em inglês mesmo, daí complicou, porque ler literatura pipoca em inglês é uma coisa, mas ler esses caras mais fodas é outra.
     
  16. Thorondir

    Thorondir Usuário

    Facilmente Grande Sertão entraria aí. Acho que a coleção dO tempo e o Vento, do Eríco Veríssimo, também deve ser bem difícil de ler.
     
  17. Anica

    Anica Usuário

    não é, não. só se entrar no critério de ser longo e tal - o que eu nem acho que deveria ser um critério se o livro é legal bagarai como os de o tempo e o vento. a narrativa é bem simples, e mesmo envolvendo várias personagens dá para ler sem qualquer problema.

    sobre grande sertão, eu sinceramente acho que só não colocaram na lista por ser uma obra em português, portanto não conhecida de taaaanta gente lá fora. o trabalho já começa com os neologismos, aí segue aquela narrativa com marcas de oralidade que fazem qualquer um mais desatendo se perder. não é mole, não. mas é um deleite, de qualquer forma. :dente:
     
  18. Marcio Scheibler

    Marcio Scheibler Usuário

    O nome da rosa - Umberto Eco
    Crime e castigo - Fiodor Dostoievski
    O deus selvagem - A. Alvarez
     
  19. Gigio

    Gigio Usuário

    Da lista só li "O Som e a Fúria", que é mesmo difícil. A história é contada em partes, por diferentes narradores, fora do tempo cronológico, com tempos diferentes que se insurgem em itálico, fluxo de consciência...
     
  20. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    Nao considero Almoco Nu particularmente dificil. Foi montado como um livro de contos, o que nao pede do leitor atencao redobrada para seguir os andamentos da trama, sendo que nem o autor fez questao que houvesse uma trama. Tampouco o vocabulario e dificil, rebuscado como, por exemplo, o do Pendulo de Foucault, livro que realmente pede um pouco mais de atencao e paciencia (mas que compensa pelo bom humor - recomendo a todos). Almoco Nu eh um poco de estranheza dos brabos, pede so do leitor que se desprenda um tanto do que julga normal (ou real, ou convencional), e talvez por isso alguns o considerem ficcao cientifica, mas eu nao acho que seja o termo correto.

    Fora esses dois, ainda to juntando folego pro Moby Dick. Tenho o Quem matou John Galt?, mas tb to com preguica de ler.
     

Compartilhar