1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Tom Bombardil e Magos Azuis

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Hugo Luis Gomes de Souza, 12 Out 2015.

  1. Galera!!!! Quando eu estava no final de O Silmarillion que falava sobre os magos azuis, ai eu lembrei do Tom Bombardil, vocês acham que esses dois tem alguma relação? Tipo eles falaram "Cansei disso, vou virar um ser qualquer e vou criar um nome generico para mim- Dai um virou a Fruta d'Ouro e outro virou o Tom"
    Ou pelo menos eles se conheceram um dia?? Que que vocês acham?????
    Dizem que Tom pode ser um Maia que ficou na Media-Terra quando os Ainur ainda habitavam lá, mas ninguem pensou nisso (eu acho:P).
    Isso é bom para nós imaginarmos.
    Obrigado.
     
  2. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    ^^^^
    Bem, sobre a origem dos magos penso ser importante levar em conta a leitura do livro Contos Inacabados. Nele há informações sobre os Istari e de sua missão:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Sobre Tom Bombadil o que se sabe é que Tolkien inseriu personagens também com objetivo de aumentar o mistério e a imaginação dos leitores não assinalando ou designando qualquer pista direta de sua natureza. Fruta D'Ouro, por exemplo, também seguia o mesmo raciocínio de Tom. Ambos personagens são citados em outros trabalhos do autor que não envolvem o universo de Ëa(Contos do Reino Perigoso) em um contexto externo e independente à Terra-Média e sua inclusão denota também uma espécie de brincadeira ou liberdade criativa de outro tempo e universo em que o autor estava pesquisando e construindo seres mágicos visando enriquecer seu mundo (O Hobbit parece ter resquícios desses processos igual SdA).

    Então a resposta para a pergunta se existe relação entre os dois grupos de seres a minha resposta seria "não". Ambos possuem origem e destino divergentes e são indivíduos muito separados tanto no contexto dos livros quanto na concepção. Que no caso de Tom é extremamente notável o fato de ele não se interessar pelo que está do lado de fora das suas fronteiras. Por ele ser muito velho e fechado o mundo foi se acercando de suas terras enquanto ele observava de dentro a chegada do trabalho dos Poderes nos seus arredores. Os magos, entre eles os azuis, seriam representantes dos Valar (Poderes) e seu interesse é exatamente oposto ao de Bombadil, voltados para longe e para fora na direção do mundo e do governo dele (foram para lugares tão distantes que sumiram).
     
    Última edição: 13 Out 2015
    • Gostei! Gostei! x 2
  3. Eferos Masopias

    Eferos Masopias Senhor dos Pastéis

    Os magos azuis vieram com Gandalf, Radagast e Saruman, não é isso? Isso era cerca de 1000 da Terceira Era. Mas fica claro pelo que Elrond fala no Conselho que Bombadil é muuuuito antigo até mesmo para Elrond. Mas Elrond nasceu na primeira Era e os magos azuis vieram só na Terceira era, como já disse. Gandalf diz que "ele é seu próprio Senhor", o que é difícil para um maia enviado em uma missão, sob autoridade de alguém, portanto.
    Além disso, Bombadil é tão poderoso que Glorfindel diz que se tudo sucumbir à Sauron, ele acha que Bombadil também sucumbiria. Se Bombadil fosse um dos magos azuis, essa resistência nem deveria ter sido calculada.
     
  4. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Sim, os cinco magos enviados pelos Valar estavam sob a mesma missão. Sobre o Tom o site lotr há a referência de que Bombadil esteve presente na época da escuridão sob as estrelas quando não havia medo e antes da chegada do Dark Lord (primeira Era).

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Diga-se de passagem, o personagem apresenta também elementos que o deixam alienígena ou estranho ao universo do anel e sua origem, objetivo e inspiração.
     
    • Ótimo Ótimo x 2
  5. Eferos Masopias

    Eferos Masopias Senhor dos Pastéis

    Uma opinião muito minha, que claro muitos irão discordar. Não gosto de tom Bombadil. Leio o livro e imagino momentos alegres (condado), tensos, misteriosos (nazgul), reinos gloriosos, e tals. Mas a frase acima do
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    traduz exatamente meu sentimento. O tal do Tom parece alienígena ao universo do Anel. Parece que parei de ler SDA e comecei a ler um livrinho da Disney. Não gosto, quebra muito o ritmo do livro. Nem no "O Hobbit" ele se encaixaria.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Tolkien deve ter se divertido bastante ao criar um personagem que é também uma situação intencionalmente delicada.


    Eu ainda não tive oportunidade de ler algum texto mais aprofundado sobre as ocorrências dos elementos que favoreçam a polarização das opiniões sobre o Tom Bombadil. Mas considero que este seja por si só (desconsiderando as origens da natureza do personagem) um tema interessante e tenha a ver com fato de que certos assuntos Tolkien escolhe abordar de maneira mais formal enquanto outros recebam um tratamento livre, descompromissado e inexplorado.


    Durante a leitura o que constato é que durante o processo de construção do círculo dos Poderes exista uma variedade de seres que ora sirvam a favor da organização (Valar), ora se apresentem com tendência de anti-organização (Melkor, Sauron) e seres que se enquadrem (?) como não aliados (não alinhados) e que se posicionem como representantes de um tipo de força que poderia encarnar tendências “não governantes” como a loucura, anarquia ou imaginação (Que em outros panteões teriam representantes próprios dos Poderes mas que tendem a não ter classificação pela natureza das forças que representam).


    Que seria uma condição para existirem seres como Varda e Manwë, com domínios oficiais bem delimitados e com processos de trabalho bem descritos (estrelas e ventos) enquanto seres com domínios antigos e complexos (seres do fundo de Moria que “trazem terror à mente”) ou menos distintos (Bombadil, Fruta D’Ouro), etc... não recebam maiores explicações.


    Talvez porque a abertura de espaço ou oportunidade dentro dos livros (SdA, OH) tenha a ver com a busca por construir personagens que não seriam plenamente intelectualizáveis (pela mente lógica) devido a natureza da força ou objetivo que encarnam, habitando ou escolhendo por residência um mundo o qual só possa ser experimentado se as regras locais forem obedecidas (que no caso do Tom se demonstraria na necessidade se ser uma entidade muito territorial e extremamente sistemática, de um tipo de sistema que permite acesso apenas se houver interferência parcial da inteligência de forasteiros). Nesse caso o assunto do Tom estimula o que na aparência seria a escolha mais justa a partir da oferta de um pacote completo, “leave it or take it, my way or the highway”, mas que no fundo estimule que se perca conteúdo a cada vez que se faça uma escolha.

    Ou seja, a presença aberrante dele no mundo é uma espécie de marco ou lembrete de que os círculos do mundo também são eles mesmos co-existentes com o contraditório. Na obra se especula a possibilidade de Eru poder estar dentro e fora do mundo ao mesmo tempo e os homens eram eles mesmos estranhos pertencendo por um tempo no mundo e depois saindo dele.


    Na qualidade de encarnação de uma vontade específica não compreensível Bombadil divide com os seres de Moria o mesmo mistério e o mesmo poder evocador irracional ou psicológico (no bom sentido, da irracionalidade como um dos requisitos da natureza para o que seria a vida equilibrada de Ëa).


    No que se a pessoa mirasse Tom nos olhos estaria vivendo sonho e realidade ao mesmo tempo. O que não significa que o autor tenha tido sucesso pleno ao desenvolver a idéia de inserir seres como o Bombadil. De fato é provável o não desenvolvimento possa favorecer a percepção do leitor de que algo esteja “descendo quadrado” ou de forma desarmônica, ainda que Tolkien pense que colocar seres de fora seja também uma ferramenta legítima e muito divertida.


    Um problema parece ocorrer quando não há acabamento mais refinado do escritor porém é importante considerar ainda que eu mesmo gostaria de saber como os fãs de cada facção buscariam tratar o caso desses personagens especiais e paradoxais nas obras do tipo.
     
  7. Fazedor de Anéis

    Fazedor de Anéis Visitante

    Bom... quanto aos magos azuis realmente Tolkien não teve muito espaço (e acredito que tempo também) para seus personagens lembrando que assim como eles Radagast tem poucas referências se comparado a Saruman e Gandalf.

    Se no futuro Tolkien pretendia explicar um pouco mais sobre os outros magos ou apenas deixar nos na "escuridão" com um mistério que nunca vamos descobrir ele conseguiu... Porém deu uma noção básica de que ambos os magos viajaram em direção ao sul (para algum lugar não específico embora deve lembrar que os maiores aliados de Sauron se encontravam na direção Leste e Sul), e de la não mais voltaram.

    Tom Bombadil é uma "compilação diferente" de personagem na terra média, assim como Fangorn (Barbarvore) e os Entes ele não possuia um lado (bem ou mal) e não se envolveu em nada além do que prezava.

    Ele preferia a vida calma e os tempos antigos quando não havia tanta gente na terra media e sua vida tinha mais paz do que nas últimas eras.

    Certamente que ele não era um Maiar embora diga-se de passagem que o Anel jamais teria efeito sobre ele... ele o usaria sem ser corrompido e de nada lhe seria útil.


    Isso o torno duvidoso e um pouco tosco (já q era alguém tão resistente assim, poderia ele mesmo ter levado o Anel e ajudado contra Sauron não fosse seu não envolvimento com essas coisas), um personagem então com seus dilemas e que possue uma interação desnecessário na história da terra média (pelo menos para mim é um personagem que não causa ou tenha um papel chave na comitiva do anel e seu destino)...
     
  8. bombadil

    bombadil FATHERLESS

    Saudações!
    Tom Bombadil, para mim, é O cara. Uma das principais razões que tenho para afirmar isso é que ele, apesar de vocês dizerem ser tão irrelevante, personagem da Disney, alienígena ao universo da Terra Média, Tolkien torna a falar sobre ele ao final da trilogia dO Senhor dos Anéis, quando Gandalf antes de retornar a Aman precisa visitar Tom, lembrado naquela passagem como "criador de limo". Tudo nele envolve tanto mistério e especulação que abrir um tópico de discussão sobre Tom Bombadil beira ao irritante para quem há muito perambula pelo Fórum Valinor. O tema "Tom Bombadil" faz parte da GLIND, grande lista negra de discussão, porque não tem fim, não se chega a uma conclusão final e indiscutível sobre o personagem.

    Mas vamos lá! Sempre que volto ao Fórum procuro o último tópico aberto sobre o Velho e Bom Tom Bombadillo para comentar!

    Há um texto que circula na internet em que o autor, Gene Hargrove, expõe de forma bastante coerente que Tom seria o Vala Aulë e Fruta Douro a Vala Yavanna. Apesar de muito consistentes os argumentos, para mim não são a mesma pessoa. O motivo é simples: Tom estava em Arda antes de Melkor, que foi o primeiro dos Ainur a ingressar em Arda! Muitos outros argumentos são utilizados ainda por Steuard Jensen que sufocam o ensaio de Hargrove. Tom não é Aulë. Fruta D'Ouro não é Yavanna.

    No mais Tom Bombadil é um cara legal. Iarwain Ben Adar: oldest and fatherless: dizer isso não significa apenas que ele é antigo! Tem todo um significado especial, o problema é que Tolkien deixou tudo no ar. Por isso tanta discussão, sem fim!
     
  9. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Onde isso é dito mesmo? Já ouvi tanto isso que virou senso comum, mas não me lembro de onde isso está escrito nas obras...
     
  10. bombadil

    bombadil FATHERLESS

    Cara, você tem razão de perguntar isso! Tenho impressão que isso não aparece nas obras de forma explícita! Porém da forma como a história é contada, pode-se afirmar, mas não com certeza absoluta, de que Melkor entrou primeiro em Ëa dada a sua particular obsessão em encontrar a chama imperecível e o seu desejo de governar Arda. Logo, sendo o mais poderoso dos Ainur, e com toda essa gana, (e já vi textos na internet que concordam comigo) assumi que ele seria o primeiro a pisar em Arda. Mas isso não é dito não, apenas que os Ainur desceram, e entre eles estava Melkor, que logo tratou de sacanear Ulmo, evaporando e congelando a água.

    Mas isso não atrapalha a argumentação de que Tom estava lá antes de Melkor e, consequentemente, antes dos Ainur.

    Inclusive, neste link:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    um cara incorpora Sauron e conta que Melkor entrou primeiro, que nem olhou para trás para se despedir de Eru. E pior: chegaram lá primeiro mas já tinha alguém lá e que não parava de cantarolar! WTF!!! Who the hell is Iarwain Ben-Adar??? kkkkkkk
     
    • LOL LOL x 1
  11. Placebo

    Placebo O Bonitão das Tapiocas

    agora eu rí.

    XD
     
  12. Tikuhn

    Tikuhn Usuário

    Essa questão do Tom Bombadil nunca terá fim!!!! O Tom Bombadil não pode ser um dos magos azuis por vários motivos. Um motivo bem visível é o fato de ele não ser afetado pelo Um, quando até mesmo Gandalf e Saruman, que são os mais fortes magos eram (afetados). Se não me engano, Tom representava as florestas da inglaterra que estavam desaparecendo na época do Tolkien e ele parece representar o poder da própria terra e como tal ele é visivelmente inocente a ponto de parecer louco. O Tolkien na verdade gostava de colocar mistérios nas suas obras, podemos enumerar muitos deles, por exemplo: quem e o que era a Fruta d'Ouro, o que houve com os magos azuis, o que houve com as entesposas, o que eram as criaturas tumulares, o que era o monstro que atacou a comitiva proximo aos portões de Moria, também tem os tais seres que corroíam o mundo dos quais Gandalf falou... Todos esses mistérios contribuem para a narrativa ser mais interessante, se fosse tudo explicado seria um tanto quanto sem graça! Esses mistérios são a "cereja do bolo" do trabalho de Tolkien, sem eles a historia ficaria mais artificial, como algo feito só pra mostrar um mundinho perfeito que ele criou...Mas é melhor eu parar por aqui senão vou acabar escrevendo um livro...e um livro muito chato rsrsrsrsrs
     
    Última edição: 18 Dez 2015

Compartilhar