• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Tolkien tinha completo conhecimento do mundo que criou?

CirdanDoOeste

Lord sobre Mithlond
Eu creio que Tolkien tinha o pleno conhecimento do que estava fazendo. Tudo parece grandioso demais para uma mente, mas coube na de Tolkien. Tanto é que escreveu tudo o que sabemos. Ele era muito criativo, no mínimo, pois pôs tudo com uma riqueza de detalhes grande. Mas eu acho que ele não tinha pleno conhecimento da amplitude em que chegaria o que sua imaginação fez.

é o Alisson tem razão
concerteza o JRRT naum tinha imaginação pra saber como suas obras serião grandiosas
 

Turin PK

Non serviam
Pois é, foi o que eu disse também alguns posts abaixo. A obra teve uma influência enorme em outras obras que vieram depois, todo um gênero literário. Sem falar no RPG. De certa forma, praticamente tudo da vertente fantástica que se criou depois foi influenciado por Tolkien e sua obra. E tantos anos depois ainda continuamos discutindo e descobrindo coisas sobre sua obra. Não creio que ele tivesse como imaginar algo assim...
 

wsnjr

Sir Auron
Bem é quase certza que Tolkien tinha algumas coisas a mais, acredite, sempre quando se cria uma história acabam surgindo detalhes que acabam não sendo adicionados à obra final, então imagine em uma obra tão densa como SdA... se o autor chegou ao ponto de criar uma linguagem própria e uma geografia detalhadíssima...
 

Lyvio

Usuário
Com certeza sim, ele tinha em sua mente tudo que nós estamos hoje em duvida e que achamos se classificar como lacunas nas obras, talvez a falta de tempo ou até mesmo por que ele não queria expo-las pois não havia necessidade, o mais importante era a história em sim já com todos os detalhes que hoje vemos os demais aos poucos se encaixando poderia tornar as obras extensas demais e talvez por isso ele não tenha colocado.
 

Tis

There and back again...
Sim, acredito q ele tinha bastante consciência sobre o q criou, para escrever uma história tão grandiosa é necessário que se passe por várias outras para então selecionar a melhor.. imaginem quantas outras espécies, personagens e histórias não estão contidas nestes rascunhos... se estes não foram a público é pq o próprio Tolkien concluiu ser desnecessário, ou qm sabe até nem tenha dado tempo de encontrar um lugar para encaixá-las...
É bem provável sim, q na cabeça dele existissem muitos outros contos sobre a Terra-Média, seus heróis e outras criaturas.
Uma mente capaz de criar um mundo inteiro, é mais do q competente pra formular os seus detalhes com precisão ... ^^
 
Acho que ele não tinha total conhecimento...pq tem respostas que ele não sabe responder (se vcs leram As Cartas sabem do que estou falando)...ele não tinha total conhecimento pq ele não criou respostas pra tudo naquele mundo, mesmo ele tendo o criado, acho que ele também não queria ter o total conhecimento...acho que essas perguntas sem respostas divertiam ele...nas Cartas ele fala que quando ele estava em fase de criação do SDA parecia que ás vezes não era ele que escrevia, ele disse que "parece que a história está se escrevendo sozinha"...
 

Calenardhon

Cavalariço de Rohan
Não, por exemplo, ele não sabia onde estavam as Entesposas
A mente de Tolkien era enorme e o mundo criado por ele é fantástico, mas há coisas que nem ele mesmo sabia
 

Edu

Draper Inc.
Acredito que ele tinha conhecimento sim e que muito do que sabia sobre seu mundo não está nos livros por não possuir apelo narrativo. Ele não informar o destino das entesposas ou como surgiram os orcs não quer dizer exatamente que ele não conhecia seu mundo. De fato, ele poderia até ter respostas para tudo isso que não desejava dar (por não condizer com suas crenças, talvez) ou que não tenha sabido como dar. Se ele não falou a origem dos orcs não foi por desatenção ou falta de detalhismo de sua parte, mas porquê assim julgou mais conveniente para suas obras.

Eu tenho certa experiência na criação de mundo (:mrgreen:) adoro fazê-lo e abandonei todas as minhas outras história para me dedicar a uma ambientada em um mundo inventado. Sei o quão custoso é para dar nexo a algo tão complexo, tanto que nem comecei a escrever narrativa alguma no meu livro, mas já tenho extensos textos sobre a alma dos seres, suas origens na Criação, etc (não cheguei nem nos costumes/tradições dos povos, pra se ter uma idéia do tanto de trabalho que dá criar um mundo sério e coeso). E 99% de tudo isso jamais estará em um dos livros que pretendo escrever, porquê é tudo plano-de-fundo da história que interessa apenas ao autor e aos mais aficcionados. Acredito que também era assim com Tolkien: muito do que ficou na sua mente ele via como interessando apenas a ele, e não compartilhou com seus leitores. Talvez ele soubesse a resposta para perguntas como "Quem é Tom Bombadil?", mas agora elas se encontram irremediavelmente perdidas e "permanecesse[m] somente no amor e na lembrança do espírito que [habitou aquele corpo]" :mrgreen:
 

Maranwë

Usuário
Acredito que sim, mas em partes.. Eu escrevo faz tempo (não que eu queira me usar como exemplo), mas quando se cria um mundo, muitas vezes você e surpreende por que várias coisas que surgem você não pensou.

Eu acho que Tolkien criou muuuita coisa, mas o grande motivo de o universo dele ser tão perfeito e complexo foi que a história de certa forma tomou vida própria enquanto ele escrevia, não sei se estou conseguindo escrever direito o que eu penso, mas tem nuances muito realistas que surgem de outras passagens que você não deu tanta atenção mas estão lá.
 

Gabriel Souza

Usuário
Acredito que ele tinha conhecimento sim e que muito do que sabia sobre seu mundo não está nos livros por não possuir apelo narrativo. Ele não informar o destino das entesposas ou como surgiram os orcs não quer dizer exatamente que ele não conhecia seu mundo. De fato, ele poderia até ter respostas para tudo isso que não desejava dar (por não condizer com suas crenças, talvez) ou que não tenha sabido como dar. Se ele não falou a origem dos orcs não foi por desatenção ou falta de detalhismo de sua parte, mas porquê assim julgou mais conveniente para suas obras.

Eu tenho certa experiência na criação de mundo (:mrgreen:) adoro fazê-lo e abandonei todas as minhas outras história para me dedicar a uma ambientada em um mundo inventado. Sei o quão custoso é para dar nexo a algo tão complexo, tanto que nem comecei a escrever narrativa alguma no meu livro, mas já tenho extensos textos sobre a alma dos seres, suas origens na Criação, etc (não cheguei nem nos costumes/tradições dos povos, pra se ter uma idéia do tanto de trabalho que dá criar um mundo sério e coeso). E 99% de tudo isso jamais estará em um dos livros que pretendo escrever, porquê é tudo plano-de-fundo da história que interessa apenas ao autor e aos mais aficcionados. Acredito que também era assim com Tolkien: muito do que ficou na sua mente ele via como interessando apenas a ele, e não compartilhou com seus leitores. Talvez ele soubesse a resposta para perguntas como "Quem é Tom Bombadil?", mas agora elas se encontram irremediavelmente perdidas e "permanecesse[m] somente no amor e na lembrança do espírito que [habitou aquele corpo]" :mrgreen:


Eu não sei se concordo ou discordo.

Essa é uma questão bem de achismos, dá pra se apoiar em algumas evidências nas Cartas e tal, mas a pergunta é subjetiva demais.
Eu, particularmente, acho que havia (ou haviam?) mais informações acerca da mitologia Tolkieniana na cuca dele do que nos livros e que simplesmente não houve tempo ou meios pra se escrever sobre tudo.
Mas também penso que a obra meio que transcendeu um pouco a mente do seu criador. O que eu quero dizer é que ela adquiriu um grau de complexidade que às vezes diferentes leitores passam a ter diversas interpretações (sem que saibamos exatamente qual é a interpretação correta).
Claro que isso está longe de ser regra, pois conhecemos algo sobre as motivações e crenças de Tolkien. Mas é um universo tão complexo e tão coerente que passa a ser um perfeito pano de fundo pra n visões de mundo. Na verdade é isso o que eu mais admiro na obra de Tolkien.
 

Duilin

Eruhín Alcarohtar
Sempre que vc escreve algo, vc esquece de colocar alguma coisa.
E acaba tendo que retocar.

Quanto maior e mais detalhes, mais retoques.
Ele escreveu algo digno de um gênio e deve ser incluído para sempre entre os maiores nomes da humanidade.

Se ele tinha consciência de tudo que tinha feito?
Já não podemos ser tão precisos. A cada nova inclusão, havia de refazer uma série de coisas para que pudessem se completar, se complementar.

Se conseguisse mapear tudo isso de cabeça, o que era humanamente impossível, não teríamos algumas contradições que vemos na obra. Se isso pode ser considerado um erro? Não, absolutamente. Só digamos que fosse difícil administrar todo o conteúdo que por ser parte de um mesmo conjunto, tinha que caminhar todo de uma vez.

Se eu tivesse uma comparação a fazer, diria que sua obra se igual à música dos Ainur.
 

Belcrivelli

Usuário
Sim! Tolkien tinha uma mente fértil, extremamente criativa e ativa, provavelmente tendo passado sua vida inteira criando o universo de suas obras. Em sua mente, todas as histórias se encaixavam, todos os porquês tinham respostas, tudo tinha um início, um fim, um propósito, uma maneira de ser e de viver. A velocidade da imaginação não pode ser transposta adequadamente em palavras faladas ou escritas. A mente voa alto, cria mil enredos, mas para torná-los acessíveis é preciso tempo livre, coisa a qual nem sempre um escritor possui. Passar uma idéia para o papel requer muito tempo e, com a correria do cotidiano, os dias passam e as idéias por serem escritas vão se acumulando. Por tudo isso, acho que Tolkien tinha completo conhecimento do mundo que criou, apenas faltou-lhe tempo para escrever mais. Encaro suas obras como fruto de parte de suas criações, pois tenho certeza de que o autor ainda tinha mais para passar para o papel. Imagino que sua vida chegou ao fim antes das suas criações terem sido completamente esmiuçadas, pois se ele tivesse tido tempo de publicar mais livros, muitas dúvidas seriam elucidadas com as novas obras.

Como seria maravilhoso se ele estivesse vivo hoje para responder nossas indagações!

Como só nos resta cogitar as possibilidades, afirmo novamente: sim!
 

Fagmar

Usuário
Sim...creio que existe muito mais coisa em Arda do que podemos pesquisar nos livros...acho que há muita coisa que morreu com ele...que não são citadas nas cartas e nem de conhecimento de seu filho...pra mim pessoas como ele sempre guardam alguma coisa pra si...nunca revelam totalmente seus segredos.
 

Sindar Princess

Que deselegante...
acredito que o amor pelo mundo criado era tão imenso que a probabilidade dele ter levado consigo coisas que nunca saberemos a respeito da TM e afins é imensa.

e sim, ele tinha total noção de cada coisa (seja uma flor ou um valar) criado, cada detalhe, enfim... talvez houvesse confusão no sentido de datas e associação com personagens (o que realmente aconteceu) mas isso é pífio perto de tão imensa obra.
 
Fato é que o que ele não lembrasse, ou nunca tivesse pensado a respeito sobre a Terra Média ele poderia imaginar em qualquer momento, e dessa forma criar algo fantástico, alguém duvida da criatividade dele?!
 

Fëahin

Aurë entuluva !!!
Na minha opinião O Professor criou algo grande de mais, impossível de ser completamente descrito por causa de sua complexidade infinitas possibilidades. Por isso para mim a resposta é sim e não. Não pelo o que eu acabei de falar e sim porqueo mundo era dele e, oq ue não existia, bastava-lhe criar. Porém acaba entrando em um ciclo vicioso, poruqqe quanto mais ele criava maiores eram as possibilidades de seu mundo. E é isso a que veracidade à Arda, essa idéia de um mundo grande, "vivo".:mrgreen:
 

Duilin

Eruhín Alcarohtar
Na minha opinião O Professor criou algo grande de mais, impossível de ser completamente descrito por causa de sua complexidade infinitas possibilidades. Por isso para mim a resposta é sim e não. Não pelo o que eu acabei de falar e sim porqueo mundo era dele e, oq ue não existia, bastava-lhe criar. Porém acaba entrando em um ciclo vicioso, poruqqe quanto mais ele criava maiores eram as possibilidades de seu mundo. E é isso a que veracidade à Arda, essa idéia de um mundo grande, "vivo".:mrgreen:

Foi como eu disse ali em cima...

Sempre que vc escreve algo, vc esquece de colocar alguma coisa.
E acaba tendo que retocar.

Quanto maior e mais detalhes, mais retoques.
Ele escreveu algo digno de um gênio e deve ser incluído para sempre entre os maiores nomes da humanidade.

Ele não parou de criar.
Logo não podia parar de retocar.
A cada coisa mudada, teria que mudar outra para se encaixarem e não perderem o sentido.

Se Tolkien tivesse uma equipe na época que o ajudasse (como fazem os escritores hj) talvez ficasse ainda mais completo, mas talvez mais mecânico e menos "puro" como foi.
 

ruims

"Mais uma cerveja!" diz o
Tolkien conhecia melhor o seu mundo do que nós o nosso (Terra).
E nunca ninguém o poderá conhecer melhor do que ele, pois ele "via-o" e vivia-o dentro da sua mente.

Direi mesmo: acredito que muitas das vezes ele se sentia mias em Arda do que no mundo real. Pelo menos quando se embrenhava na escrita criativa.

O seu cérebro era um computador. :mrgreen:
 

Almáriel

Die Sonne
Direi mesmo: acredito que muitas das vezes ele se sentia mias em Arda do que no mundo real.

Até eu me sinto mais em Arda que no mundo real...
:-)
Apesar de tudo, Arda é um mundo muito mais compreensível do que o mundo real...

Acho que Tolkien foi corajoso de se lançar de cabeça em um projeto tão magnifíco... não sei dizer se ele tinha conhecimento da dimensão de tudo isso, mas ele criou um mundo sensasional! Cada detalhe de Arda devia estra gravado naquela mente tão brilhante!
 

grlopez

Usuário
Acho que cada coisa que ele criava gerava uma outra série a mais. É como uma bola de neve.
Ao dizer A, gerava-se B C D E e cada um destes gerava 1 2 34 e assim ia ...

GR
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$250,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo