1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Tolkien servindo na 1ª Guerra Mundial

Tópico em 'Influências, Seguidores e Recomendações' iniciado por yoko, 23 Abr 2008.

  1. yoko

    yoko Usuário

    <TABLE class=contentpaneopen><TBODY><TR><TD class=createdate vAlign=top colSpan=2></TD></TR><TR><TD vAlign=top colSpan=2>Quando o Senhor Dos Anéis foi publicado, os leitores pensaram que, de alguma maneira, o livro era uma alegoria da Segunda Guerra Mundial, da Guerra Fria ou das questões políticas da Inglaterra depois da Segunda Guerra Mundial.

    No Prefácio da segunda edição do SdA (1966), Tolkien escreveu "A guerra real nã se parece com a guerra ordinária nem em seu processo, nem em sua conclusão". No Prefácio de Tolkien na edição de 1973 da Ballantine (e incluída em muitos outros livros), ele escreveu uma resenha desaprovando a idéia da alegoria d forma muito mais concreta.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Revólver Webley modlo Mark VI .455 usado
    pelo segundo tenente J.R.R. Tolkien

    Tolkien informa aos seus leitores que (...o capítulo crucial, 'Uma Sombra do Passado', é uma das partes mais velhas do livro. Foi escrito muito antes da iminente sombra de 1939 chegar a ser a ameaça do inevitável desastre, e daquele ponto em diante a história seguiria o mesmo rumo, se o desastre fosse evitado. Suas origens são coisas que há muito tempo estão na minha cabeça e em algumas vezes já escritas, pouco ou nada foi modificado pela guerra que começou em 1939 ou o que se sucedeu...).

    O Somme foi o mais encarniçado combate da Primeira Guerra Mundial, começou em 1º de julho de 1916 e continuou durante cinco meses. Apenas do lado britânico a batalha de Somme custou 125 mil vidas, isso dá mais de 800 soldados mortos para cada dia de combate; regimentos inteiros foram virtualmente aniquilados. Tolkien foi segundo tenente, no 11th corpo de Fuzileiros de Lancashire durante seis meses, até que a Febre de Trincheira o levasse de volta pra Inglaterra.

    Apesar das negativas do próprio autor, é óbvio que Tolkien foi fortemente influenciado pela guerra, e hoje, passeando pela internet, encontrei um site muito curioso dedicado a batalha de Somme chamado
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    que mostra muitas informações bacanas sobre o assunto. O que me chamou a atenção foi
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    como segundo tenente (mostrado na foto acima) durante seus tempos no exército de sua majestade.


    </TD></TR></TBODY></TABLE>
     
  2. É...

    Todos nós sabemos dessa história, e também da ferrenha vontade do Professor em dizer que nunca se inspirou na guerra!

    A primeira vez que li o SDA eu pensei como todo mundo: Ah, é LÓGICO que ele se inspirou na guerra!

    Mas lendo outras vezes eu percebo nitidamente que não, Tolkien não usou a guerra para se inspirar, nem mesmo de longe.

    Como ele disse em uma entrevista e nas Cartas, a guerra era um fato, estava acontecendo, pelo contrário, quando ele chegou no final da história, quando o Exército dos Homens do Oeste estavam em frente do Moranonn, ele (disse) teve que dar uma parada, e foi uma parada longa. Acho que foi uns 3 meses se não me engano!

    Nesse tempo, com toda a guerra acontecendo e a saúde e Edith (sua esposa) debilitada, ele não se via com ânimo de "brincar" com a realidade. Quando retorna, ele se viu em outra encrenca: Frodo e Sam tinham que terminar aquela missão na Montanha da Perdição! Onde estava o ânimo para levar a cabo aquela missão!

    Ele se descreve meio deprimido, não tinha vontade de escrever, ele repassava os apêndices (outras anotações) se forçava a então "entrar" em Mordor, mas não conseguiu!

    No final desse período, se não me engano era meados da primavera, Edith estava melhor, Christopher não fora batizado na guerra (isto é, não precisou matar ninguém), em breve estaria de volta para uma breve visita, e seu trabalho em Oxford deu uma aliviada...

    Foi quando ele olhou para tanto que já tinha escrito. Ele diz que respirou fundo e então entrou "junto" com Frodo e Sam para destruir o Anel!

    Quando a gente lê esses trechos do Livro, com todas essas informações, a gente sente literalmente a viceralidade de Tolkien. O sofrimento de Sam e Frodo era o sofrimento do escritor.

    Então tudo acabou!

    Mas hoje eu sei (no fundo do meu coração) que foram poucas coisas que influenciaram o Professor. No final, tudo não passou de uma longa jornada que ele fez junto com todos os seus personagens!




    * e sabemos que ele nunca mais conseguiu sair da Terra-Média!
     
    Última edição: 23 Abr 2008
  3. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Eu acho que conscientemente o professor não se inspirou realmente na guerra para escrever seus livros. Mas como todas as nossas vivências alteram o nosso modo de ver as coisas e, tendo ele vivido os horres de uma guerra, deve ter inconscientemente influenciado a sua maneira de escrever seus livros. Isso, na minha opinião, se reflete nas passagens mais tristes do SDA, onde ele fala em "medo e desespero". Talvez seja por isso que os seus personagens desenvolvem uma amizade tão forte.
     
  4. zannah

    zannah The Red

    :yep: Concordo com Tiberius.
    O que Tolkien presenciou durante a primeira grande guerra o marcou de maneira profunda. Devemos lembrar que esta guerra foi travada principalmente em trincheiras, durou muito tempo e cada quilômetro de área que os soldados avançavam significava uma imensa carnificina. Mas há o lado da convivência diária entre os soldados, que forjavam laços de amizade para superar os horrores que vivenciavam e a saudade de seus lares e famílias.
    Impossível que nem inconscientemente ele deixasse de transpor essa época de sua vida para sua obra.
     
  5. Rogério Magno

    Rogério Magno Guarda da Cidadela

    Também concordo. A vivência dele na Guerra sem dúvida alterou o modo como ele via o mundo, e certamente isso influènciou na hora de escrever. No entanto, creio que essa influência seja mais como um repúdio. Na maior parte das vezes, a Guerra é encarado por Tolkien em suas histórias, não como um ato nobre (como ocorre em outras histórias do gênero), mas como uma fatalidade, um acontecimento terrivel que não pode ser evitado, isso sem dúvida se dá devido ao desdém de Tolkien pela Guerra, tanto que os seres mais belicosos de suas histórias são os Orcs, personagens sempre maus.
     
  6. wsnjr

    wsnjr Sir Auron

    Pois é, talvez Tolkien não tenha mesmo usado a guerra de que participou como parte da história de SdA, afinal ele tinha capacidade pra não se deixar influenciar totalmente. Mas só o fato de ter participado de uma guerra com um índice de mortalidade tão alto como disse a Yoko já foi o suficiente pra que ele visse as guerras de um modo diferente, pois nos livros é notável a maneira como ele descreve os horrres de uma guerra e suas consequências.


    Agora saindo um pouco pela tangente:Cara essa pistola que ele usou é muito louca, isso me lembra o cenário que estou mestrando pros meus colegas atualmente:Faroeste Arcano, muito legal :mrgreen:
     
  7. Samuel Lima

    Samuel Lima Usuário

    Ele teve influências culturais muito grandes,masi não a ponto de usar a primeira guerra como referência cultural em sua obra.Mais quem sabe,derrepente???!!!^^
     
  8. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Puxa que legal isso que vc escreveu :joy:

    Ah tb concordo com o Tiberius.
    Quando a experiência é tããããõ forte como participar de uma guerra, a pessoa muda mesmo que inconscientemente.
     
  9. Fimbrethil

    Fimbrethil Esse chato é um

    "De fato, toda a superfície das planícies de Gorgoroth estava salpicada de grandes buracos, como se, quando ela ainda era uma região coberta de lama mole, tivesse sido atingida por uma chuva de flechas e pedras arrojadas por catapultas."

    O Senhor dos Anéis, cap. Montanha da perdição, pág. 989, vol. único.
    Em uma carta para The Listener Graham Taylor, que, como Tolkien, tinha estudado na King Edward's School em Birmingham, escreveu que Tolkien 'uma vez me contou que o cenário físico (de Mordor) derivava diretamente das trincheiras da Primeira Guerra Mundial, a terra devastada de campos de batalha com crateras de bombasonde ele tinha lutado em 1916'.

    Ele não se inspirou em Hitler para caracterizar Sauron, mas a meu ver se inspirou sim na guerra pra descrever a desolação de Mordor.
     
  10. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Aé, isso é legal de saber...vou prestar mais atenção em Mordor na próxima vez =D
     
  11. DiegoFerrite

    DiegoFerrite Usuário

    Eu acho meio óbvio que ele usasse algumas referências da guerra como esta de Mordor por exemplo. Mas acho que ele sempre negou porque não quis que seus personagens fossem comparados com os humanos nas guerras entre si na "vida real". Ele quis criar mitos, lendas, e não utilizar os estereótipos já esistentes.
     
  12. Fëahin

    Fëahin Aurë entuluva !!!

    A guerra é parte da vida do povo de Arda desde a primeira. Então é quase óbivio que as vivências e emoçõs d'O Professor fossem colocadas no livros por ele mesmo que inconscientemente. Também não acho que ele se inspirou na guerra, mas sua influêcia é quase um fato.
     
  13. Tywin Lannister

    Tywin Lannister Já fui Nómin e Baldwin

    Ei minha mestre! tópico muito interessante mas infelismente não conheço muito da vida pessoal de tolkien por isso não posso komentar... beijos mestra
     
  14. Glaunir

    Glaunir Usuário

    Eu acho tão difícil falar das duas guerras mundiais. Primeiro porque foram conflitos com um altíssimo saldo de mortos e segundo, porque até hoje é possível ver as enormes cicatrizes que a 2ª Guerra Mundial produziu em diversos países - sem contar a mancha que produziu na história da Humanidade.
    Tenho certeza que para o professor Tolkien deveria ser muito mais difícil ainda - afinal, ele estava vivendo esses conflitos e vendo, dia após dia, pessoas próximas a ele serem mortas. Quanto a dizer se o conflito influenciou ou não o professor, tenho a dizer o seguinte: em Psicologia, aprendemos que qualquer produção artística é uma resposta a estímulos que o artista está recebendo do mundo que o cerca. Então, nesta visão, fica claro que os conflitos pelos quais o mundo estava passando influenciaram Tolkien de alguma maneira que talvez nem mesmo ele saiba dizer - mas seu inconsciente respondeu através da maior obra literária de todos os tempos!
     
  15. clandestini

    clandestini Cylon ou

    Eu também concordo com vocês pessoal.

    A guerra é uma experiência que nunca será deixada de lado para quem dela participou. Tolkien convivia com as lembramças de sua participação no front. Claro que a influência direta não existiu, como o próprio professor explicitou em suas cartas, no entanto a marca o acompanhou a vida dele e na sua subjetividade transparece em suas obras e em suas ações.
     
  16. Thorin Escudo de Carvalho

    Thorin Escudo de Carvalho Part-time Ninja

    Se Não me engano Tolkien lutou lutou na mais sangreta (porém mais inútil batalha da 1ª guerra), acho que foi em Somme. Tolkien lutou como suntenente e oficial de sinais.

    Em somme houveram aproximadamente 1 milhão e 200 vítimas, porém os ganhos foram de apenas 300 quilôetros quadrados, nunca tantos haviam perecido por taõ pouco.

    Tolkien contraiu tifo e foi enviado à Inglaterra em 1918, em em 1919 começou a escrever O Silmarrillion.

    (perdão por não ter lido muitos dos posts acima)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  17. Mandos

    Mandos Tecendo os destinos de Arda

    Tolkien ter lutado na primeira guerra mundial foi uma cartada do destino que resultou no sucesso de suas obras, na minha opinião ele criou suas histórias e um mundo fantástico como uma forma de fugir do que estava acontecendo naquele período, que foi bastante sangrento.
    Então podemos ver que esse acontecimento apesar de sombrio vez com que Tolkien criasse mais ainda e se tornasse esse importante ícone da Literatura Mundial!
     
  18. Passo_Largo

    Passo_Largo SUB ZERO, WINS

    Provavelmente foi lutando nessa guerra que tolkien tirou isnpiraçoes para desenvolver cada vez mais os enredos das batalhas de suas obras. Alem de que ele tinha muito tempo para escrever pois ao contrario do que muitos pensam há muito tempo livre diante de uma batalha. =P
     
  19. Thorin Escudo de Carvalho

    Thorin Escudo de Carvalho Part-time Ninja

    Sim, e durante grande parte a 1ª guerra foi travada em trincheiras.
     
  20. clandestini

    clandestini Cylon ou

    A primeira guerra foi inclusive apelidade de guerra de trincheiras, pois depois de abandonar a guerra de movimento ficaram praticamente imobilizados dentro de trincheiras e desenvolvendo tecnologias para poder atacara trincheira inimiga (daí surgem os gases químicos).
     

Compartilhar