1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Tolkien Humanista?

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Bloody, 29 Dez 2008.

  1. Bloody

    Bloody Usuário

    Os elfos são conhecidos como primogênitos, depois vieram os homens. Para esses foi dado o dom da morte, orgulho para os humanos, já que é a maior distinção entre eles e os perfeitos primogênitos.
    A morte dos elfos pode ser provocadas, por ferimentos por exemplo. Entretando não é essa vulnerabilidade que os distinguem e sim o tempo e a sua manifestação mais importante: a morte.

    Mas a pergunta é a seguinte: Os homens foram criados em segundo plano, mas o fim foi dedicado a eles, visto que a história de Arda desemboca com a saída dos elfos para o oeste e a restauração dos reinos dos homens, como se a história de Arda fosse uma preparação para a histórias dos homems? então há um carater humanista na obra de Tolkien?
     
  2. Dona Kell

    Dona Kell Adepta da etiqueta orc.

    Me parece que dá pra ser visto como humanista, sim... mais "deisticamente" falando :lol:

    Mas também pode não ser nada muito além de tipo de solução encontrada por Tolkien, como forma de "encaixar" esse seu passado inventado, com os nossos tempos. =)
     
  3. Bloody

    Bloody Usuário

    Então você acha que ele queria que a história de Arda se encaixasse com a nossa?
     
  4. Dona Kell

    Dona Kell Adepta da etiqueta orc.

    Olha... não exatamente, foi mais uma impressão que meu entendimento (muito global, por sinal) me passou. Ele respondeu como o universo, a Terra e os homens foram criados. Então, o que ficou pra mim é que seríamos como uma continuidade da sua estória.
    E note que se ele não falava sobre a nossa Terra, dá pra traçar muitos paralelos entre uma e outra.
     
  5. Tywin Lannister

    Tywin Lannister Já fui Nómin e Baldwin

    Humm sim, olhe que nunca tinha pensado nisso assim, mas é bem capaz... humm
     
  6. Lord Treville

    Lord Treville Ciências Sociais do Boteco

    De fato o Tolkei sempre se referiu à Terra Média como o passado longinquo da nossa Terra. O lengendarium foi criado como se fosse um achado de relatos de um passado esquecido. Ele próprio afirma isso em uma entrevista concedida a um reporter da BBC:


    Com relação ao humanismo em Tolkien, é como se ele desejasse mostrar a essencia humana, sua origem, sua formação, e a que tipos de coisas estes seres são suscetíveis.
    Enfim, é só uma perspectiva.
     
  7. Parthadan

    Parthadan Pirata Autista Bebado e não um

    em entrevistas, tanto Tolkien quanto C.S.Lewis afirmam que o seu principal objetivo era criar uma nova mitologia para a inglaterra, já que a lenda de Arthur e os Cavaleiros fosse pouco, na visão deles, se comparado com outras mitologias, tão cheias de magia e coisas fantásticas.
    então, de fato, podemos traçar paralelos entre Arda e o nosso mundo, só não podemos afirmar que é intencional. o que difere a obra de Tolkien da obra de Lewis, é que existe um "portal" para o reino de Nárnia no nosso mundo.

    mas no Silmarillion mesmo está dito que os "filhos mais novos" são os mais amados por Iluvatar, e por isso ele lhes deu o dom da morte, e do que acontece após sua morte nada foi revelado, nem aos Valar.
     
  8. Bloody

    Bloody Usuário

    Podemos concluir então que tantos homens corrompidos durante as eras da Terra-Média seria uma forma de explicar essa natureza fraca dos humanos que deicham-se seduzir pela riqueza e poder.
    E essa saída dos elfos seria para liberar a terra para chegar aos tempo de hoje.
    Essas conclusões pode ser aceitas?
     
  9. Shantideva

    Shantideva Adoro elfos ruivos!

    Acho que a fraqueza dos homens, como no exemplo, sua ganância por riqueza e poder é algo intríseco à natureza humana. Talvez os primeiros homens, estes em contato com os elfos (quem teem uma natureza diferente e outro sistema de valores), tenham conseguido controlar essa sua fraqueza (nada como um bom exemplo), mas ela sempre existiu. Com a saída dos elfos, os homens ficaram por si, então...
     
  10. Bloody

    Bloody Usuário

    Procurei mas não achei nada que comprove (carta ou reportagem) essa minha suposição de Tolkien ser humanista. Porém ainda acredito no que vocês disseram e levando em conta que ele foi um católico fervoroso, é possivel afirmar isso sim, visto que para os católicos o homem é a imagem e semelhança de Deus, elevando a criatura humana superior à qualquer outro ser criado por Deus.
     
  11. Thorin Escudo de Carvalho

    Thorin Escudo de Carvalho Part-time Ninja

    Sim, Tolkien não queria que a Terra-Média fosse uma Hogwarts:blah:, ele queria que suas histórias tivessem algum víncula com a nossa.

    Podes ver que ele criou línguas, lendas, contos, canções, como ele mesmo disse "Aqueles que vêm O senhor dos anéis como uma novela, jamais de interessarão pelos apêndices".
     
  12. Bloody

    Bloody Usuário

    MAs as lendas, lingus e outras coisas que você sitou são essencias para uma civilização. Lógico que cada um de forma diferente. Isso nãocomprova o humanismo de Tolkien.

    Algo que vejo são as vitórias decisivas dos humanos. São sempre eles que acambam com o mal. Na primeira guerra, antes de Frodo, quem retirou o anel da mão de Sauron foi um humano. Na que Frodo participa, por mais que seje um hobbit que acaba com um anel, são os humanos que detem as forças de Sauron.

    O engraçado é que Tolkien mostra muito o lado fraco dos humanos, fácil de ser corrompindo
     
  13. Thorin Escudo de Carvalho

    Thorin Escudo de Carvalho Part-time Ninja

    Lógico, mas se a meta de Tolkien era criar conexões de suas histórias com as nossas lógico que criaria isso. Do ponto de vista de Tolkien a Terra-Média e suas histórias são o passado dos humanos. Logo este teria de criar o máximo de realismo possível.

    Como todo humano não somos perfeitos nem superiores aos nossos outros semelhantes, possuimo fraquezas, cobiça, inveja e outras mil coisas, demonstrando que mesmo os mais nobres, mais fortes, mais sábios, não possuem tal ressitência, pelo contrário, não sempre os primeiros a hesitar e a se corromper, o que acontece com os humanos.

    "Quando os Sábios falham cabe aos mais fracos mudar o destino"- Gandalf, Contos inacabados( não lembro direito da frasse, me corrijam, acho essa frasse não é nem de CI)
     
  14. Parthadan

    Parthadan Pirata Autista Bebado e não um

    o que Tolkien mostra é que sempre que estiver alguém disposto para lutar pelo que é bom, o mal não vencerá. existiam homens do lado de sauron, mas o homens que lutavam pelo bem venceram.

    e Tolkien mostra também o lado forte, como Aragorn e Faramir, que resistem à tentação do Anel.
     
  15. Cappadocius

    Cappadocius Usuário

    Sobre quem destruíu o Anel ser um Hobbit não podemos nos esquecer que os hobbits são parentes dos humanos, como uma sub-espécie. Então de certo modo isso ainda é humanista, principalmente se pensarmos nos hobbits como as pessoas de uma determinada região rural da Inglaterra (não lembro a região, mas se não me engano era assim que Tolkien encarava os Hobbits).
     
  16. aistano

    aistano vulgo Gilvan Borges

    Caro bloody,

    Acho que a sua aplicação do conceito de humanísmo está meio confusa. Creio que você tenha tido como intenção, mostrar a importância que Tolkien dispensouaos seres humanos, exemplificada através do Dom da morte e reafirmada com a finalização da saga do anel, ao dar início à chamada Era dos Homens.

    Se for essa a sua intenção, concordo com você, e creio que Tolkien realmente apresenta um viés de valorização do ser humano e da história humana. Mas não a ponto de se poder usar o conceito Humanismo [stricto sensu] em referência à obra Tolkeniana

    O que observo, de forma mais acentuada, é um caráter Teológico, e como exemplo citaria, além de toda a mitologia do Silmarillion, a IMPORTANTE passagem da queda de númenor, por desobedecimento das lições de Erü Ilúvatar, por parte dos Dúnedain.
     
  17. Thorin Escudo de Carvalho

    Thorin Escudo de Carvalho Part-time Ninja


    Que possui grande semelhança com a Lenda de Atlântida, afinal, os Atlantes desobedeceram Zeus, e este mandou uma grande onda destruir o lugar.
     
  18. aistano

    aistano vulgo Gilvan Borges

    O fato de considerarmos Tolkien um católico fervoroso, na minha opinião, é mais um ponto contra a tese do Humanismo, ao menos(como disse antes) no sentido estrito da palavra. Uma exceção seria a linha de pensamento tratada como Humanismo Religioso, mas essa vertente é minoria dentre todos os conceitos do termo.

    O humanismo, em geral, prega/utiliza/aborda a perspectiva de antropocentrismo, e supõe uma certa(ou total) independÊncia de qualquer outro ser superior. E, apesar dos grandes feitos humanos no livro, não podemos descartar o papel de Ilúvatar, dos Valar, e dos Elfos.

    Claro, é meu ponto de vista. Observando o conceito de humanismo. Como já disse, talvez sua intenção tenha sido mostrar a valorização que Tolkien deu ao Homem, e não discutir o caráter humanista da obra.
     
  19. aistano

    aistano vulgo Gilvan Borges

    ótima citação, Thorin. De fato, outro ponto a favor de uma abordagem característicamente Teologica (no caso o Deus em Zeus).
     
  20. Thorin Escudo de Carvalho

    Thorin Escudo de Carvalho Part-time Ninja

    Sim, Tolkien aborda diversos temas em suas obras, todos sempre tendo um significado especial e explorando são só a bondade e resistência, corrupção e malícia da Homem. Por exemplo em uma lenda do Kalevala(de grande inspiração para Tolkien) um homem consegue uma espada por meio de um assassinato, mas no final, acaba sendo morto por ela, infelizmente não lembro direito da lenda, mas prova q somente pessoas dignas podem portar tais espadas.
     

Compartilhar