1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Tolkien e Lewis, alguém pode me explicar porque eles brigaram ?

Tópico em 'De Fã Para Fã' iniciado por Hobbitse, 8 Dez 2014.

  1. Hobbitse

    Hobbitse Frodo vive.

    Eu já pesquisei em vários sites e nunca é a mesmo motivo: alguns falam que é porque o Tolkien não gostou de "as cronicas de narnia", outros falam que foi porque o Lewis virou evangélico em vez de católico (aquela velha rixa), outros falam que foi porque o Lewis casou com uma divorciada (se não me engano o catolicismo é contra isso ) outros falam que é porque Tolkien não aprovou a amizade de Lewis com Charles Williams, que muitos consideram ocultista e praticante de ritos de magia, além de ser membro da seita Rosa Cruz, ja outros sites dizem que o Tolkien ficou magoado porque Lewis não o convidou para o seu casamento, e (acreditem ou não) tem um artigo que diz que Tolkien sentiu inveja (ve se pode ?!) de Lewis porque cdn fez sucesso mais rapido que sda
    eu quero saber qual foi o real motivo da amizade deles esfriarem, alguem sabe qual foi ?
     
  2. Fazedor de Anéis

    Fazedor de Anéis Visitante

    Segundo fala (esse não é um motivo só uma opinião de Tolkien)

    Ele achou as Cronicas de Narnia muito simplificada (sem graça) podemos dizer...

    Como todos sabemos o mestre Tolkien era perfeccional e achou o trabalho do C.S ter terminado muito rápido para ser um história realmente boa e interessante...

    lembrando que o C.S começou a escrever depois dele e terminou primeiro...
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Hobbitse

    Hobbitse Frodo vive.

    pode ser, mas eu acho isso um motivo muito fraco para 2 grandes amigos pararem de se falar '-'
     
  4. Fazedor de Anéis

    Fazedor de Anéis Visitante

    Vc leu desde o começo do que eu falei ?? o_O:rolleyes:

    Segundo fala (esse não é um motivo só uma opinião de Tolkien)

    Isso foi o que mestre Tolkien disse sobre o livro C.S Lewis...
     
  5. Hobbitse

    Hobbitse Frodo vive.

    ah, é mesmo, nem prestei atenção :v (li correndo)
     
    • LOL LOL x 2
  6. Yuri Cordeiro

    Yuri Cordeiro Usuário

    Bom, eu acabei ontem de ler a biografia do Tolkien - Tolkien, o Senhor da Fantasia - por Michael White, então tenho tudo bastante fresco em minha mente (e o livro do lado pra te dar a resposta). Parece que tudo começa quando o Lewis conhece um cara chamado
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Lewis e Williams se tornaram grandes amigos rapidamente e em pouco tempo se tornaram inseparáveis. Um dos acontecimentos mais marcantes pro Tolkien, que segundo a biografia, era alguém extremamente possessivo e ciumento em relação a pessoas mais próximas e que guardava carinho e respeito, foi quando Lewis passou a levar Williams em um encontro que tinha toda segunda-feira com Tolkien no
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Tolkien e Lewis mantinham a tradição desse encontro a dez anos e em nenhum momento outra pessoa havia sido inserida. Ao mesmo tempo, Lewis começou uma campanha para que Williams fosse aceito como professor acadêmico oficial da faculdade, mesmo sabendo que seu amigo nunca tenha obtido nenhum diploma. Naturalmente todos estavam contra a campanha, mas como Lewis era uma pessoa influente, acabou conseguindo o título almejado.

    Muitas coisas envolviam o desgosto de Tolkien a respeito dessa nova amizade, e uma das que mais pesavam era o fato de que Williams tinha uma posição filosófica e religiosa bastante voltada para o misticismo e ocultismo, e fazia parte de um grupo místico chamado
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , e contraditoriamente era um membro Protestante da igreja Anglicana (Tolkien não guardava nenhuma simpatia por protestantes e acarretava quase toda a culpa da morte de sua mãe em seus parentes que a rejeitaram, pois eram protestantes e não poderiam admitir que ela se tornasse católica romana). Fora que Tolkien poderia ser considerado um religioso a beira do fanatismo. Então, nada ajudava!

    Por volta de 1940 a amizade entre os dois foi praticamente dada como "morta". Em primeiro lugar havia o ponto de vista religioso dos dois. Como eu disse acima, Tolkien era um católico romano quase fanático, enquanto Lewis, apesar de ter sido atraído por Tolkien por tudo o que gira em torno de "ser cristão", ele utilizou esse conhecimento para reviver e redesenhar, em seu ponto de vista, a forma como a cultura nórdica representava em sua religiosidade. Isso deixou Tolkien ainda mais incrédulo e decretou o fim da amizade de ambos.

    Por mais curioso que pareça, quem deu tudo por terminado não foi Tolkien, mas sim Lewis. Em 1952, um anos após a sua esposa
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    morrer, Lewis conheceu e se apaixonou por uma mulher chamada
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Ela, além de ser solteira, tinha 2 filhos! Lewis sabia que Tolkien chamais aceitaria o seu envolvimento com uma mulher considerada inadequada do ponto de vista tradicionalista como o de seu amigo. Então, resolveu dar tudo por encerrado. A ironia da história é que
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (mulher de Tolkien) se tornou amiga de Joy Gresham. :D

    Apenas reforçando a informação do amigo @Fazedor de Anéis, Tolkien achava As Crônicas de Nárnia sem graça pelo simples motivo de se tratar abertamente de uma "alegoria religiosa". Tolkien desprezava alegorias e desprezava ainda mais qualquer religião que não fosse a sua. E por fim, Lewis estava fazendo um enorme sucesso com suas publicações. No espaço de tempo que Tolkien levou para elaborar, corrigir, revisar e publicar O Senhor dos Anéis, Lewis já havia publicado mais de 20 obras, todas elas complexas e bem sucedidas.

    Espero que tenha ajudado com as informações! Procurei resumir boa parte do Capítulo 8, Mundo dos Homens, do livro J.R.R. Tolkien, O Senhor da Fantasia - Michael White [créditos à ele], e colocar o maior número de links que consegui, para tornar a leitura mais relevante.
     
    • Ótimo Ótimo x 6
  7. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Olha, eu não li nenhuma biografia de Tolkien - embora queria ler pelo menos essa do Michael White em seguida -, mas estou lendo As Cartas e ali não encontrei nenhum indício dessas desavenças. Muito pelo contrário, aliás. E As Cartas dão a entender que ele era muito amigo também de Charles Williams, inclusive lamentando profundamente sua morte.

    Alguns exemplos:

    Carta 67 (para Chris, de 1944): "Completei meu 4º novo capítulo, Faramir, que recebeu total aprovação de CSL e CW na manhã de segunda. Encontrei CSL na manhã de terça."

    Carta 70 (para Chris, de 1944): "Escrevi, rasguei e reescrevi a maior parte do capítulo muitas vezes, mas fui recompensado esta manhã, uma vez que tanto CSL quanto CW o consideraram um espetáculo admirável e os últimos capítulos os melhores até agora".

    Carta 99 (para a viúva de CW, em 15 de Maio de 1945 (escrita no dia em que CW morreu em uma operação)

    "Cara Sra. Williams

    Meu coração se enluta com a senhora, e nada mais posso dizer. Compartilho um pouco de sua perda pois, nos anos (muito breves) desde que eu o encontrei pela primeira vez, passei a admirar e amar seu marido profundamente, e estou sofrendo mais do que posso expressar.
    Mais tarde, caso a senhora acredite que haja algo em que eu possa lhe ser útil e ao seu filho, por favor diga-me. O Pe. Gervase Mathew conduzirá uma missa em Blackfriars no sábado, às 8 da manhã, e estarei presente; mas, é claro, terei todos vocês em minhas orações imediata, contínua e ardorosamente. Perdoe este bilhete hesitante.

    Muito atenciosamente,

    J. R. R. Tolkien"

    Mas com o tempo as alusões a CSL diminuíram muito e em nenhuma carta Nárnia foi mencionada (até onde li até agora, por volta do nº 200), embora ele tenha elogiado muito a outra (Série Cósmica) de CSL.

    A carta 196 tem a ver com o casamento do CSL com Joy

    196 (para Katherine Farrer, em 21 de março de 1957 [escrita, embora Tolkien não soubesse, no dia em que CSL casou, em uma cerimônia da Igreja da Inglaterra, com Joy Davidman, ao lado do leito hospitalar desta, a qual se acreditava que estava morrendo.]

    "Acredito que a senhora tem estado muito preocupada com os problemas do pobre Jack (apelido de CS) Lewis. Destes sei pouco além das insinuações cautelosas do extremamente discreto Havard. Quando encontro Jack ele naturalmente se refugia em conversas "literárias" (para as quais ainda nenhum pesar e ansiedade domésticos ofuscaram seu entusiasmo)."

    Essa carta dá a entender que eles já estavam se afastando, mas tbm deixa claro que em 1957 eles ainda mantinham relações - mesmo que puramente "literárias" e menos pessoais.

    Tem uma carta tbm, a um de seus filhos, onde Tolkien diz que sua própria esposa não era católica e o padre que o criou mando se afastar dela e por isso ele precisou esperar até completar 21 anos (tinha 18 quando a conheceu) para poder cortejá-la. Só que ele não fala se ela se converteu ao catolicismo.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  8. Meneldur

    Meneldur We are infinite.

    @Elriowiel Aranel , em uma Carta posterior o próprio Tolkien admite que ele e Lewis se afastaram. Não que ele tivesse passado a desgostar de Lewis, mas já não eram nem de longe tão próximos - o que não impediu Tolkien de ficar profundamente triste quando da morte de Lewis. Veja esse trecho da carta 251, de 1963, escrita quatro dias após a morte de Lewis:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Sim, como eu disse... ainda estou lendo As Cartas.

    Mas o que eu estranhei nessa história foi o 'desgosto' de Tolkien com Charles Williams, quando nas cartas ele fala de uma forma muito boa de CW
     
  10. EU ACHEI Q TOLKIEN ODIASSEM O WAL DISNEY O.O
     
    • Péssimo Péssimo x 1

Compartilhar