• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Tolkien e a Linguística

Mary Azeredo

Usuário
Pessoal, bom dia.

Sou estudante de mestrado em Linguística. Minha área de investigação é os estudos em língua naturais, mais precisamente estudo prosódia (fonética e fonologia).

Ao me deparar com uma disciplina chamada Introdução aos Estudos Gramaticais de Línguas Naturais, me perguntei porque não estudar uma língua criada?
Conheci o universo de Tolkien através do meu esposo e através dele também soube que existe estudos sobre as línguas que Tolkien criou. Não apenas estudos gramaticais, mas também de fala e pronúncia.
Assim, vi uma possibilidade de unir duas coisas que aprendi a gostar: linguística prosódica e Tolkien.
Então, pensei que vocês, por conhecerem muito mais do assunto que eu, talvez pudessem me ajudar a compreender melhor esse mundo novo e me passarem informações de como estudar as línguas "Tolkinianas" (mas precisamente a élfica, não darei conta de estudar todas elas, rs). Meu interesse é principalmente no fato de como Tolkien criou as línguas e como se elas são faladas.

Obrigada,

Mary Azeredo
 

Slicer

Cara do Élfico. Duke of Regexington.
Usuário Premium
@Mary Azeredo se tu tens um inglês intermediário ou avançado, a melhor solução seria dar uma boa analisada no site Ardalambion. Isso vai lhe dar uma ideia da totalidade do trabalho de Tolkien na criação dessas línguas.

Duas dessas línguas podem ser aprendidas o suficiente para criar textos. O Quenya pode ser aprendido pelo curso da Ardalambion (talvez a versão traduzida esteja na Loja da Valinor, mas não tenho certeza). O Sindarin pode ser aprendido através do curso Pedin Edhellen, da Parma Tyelpelassiva.
 

Mary Azeredo

Usuário
@Mary Azeredo se tu tens um inglês intermediário ou avançado, a melhor solução seria dar uma boa analisada no site Ardalambion. Isso vai lhe dar uma ideia da totalidade do trabalho de Tolkien na criação dessas línguas.

Duas dessas línguas podem ser aprendidas o suficiente para criar textos. O Quenya pode ser aprendido pelo curso da Ardalambion (talvez a versão traduzida esteja na Loja da Valinor, mas não tenho certeza). O Sindarin pode ser aprendido através do curso Pedin Edhellen, da Parma Tyelpelassiva.

Slincer, muito grata pelas orientações. Infelizmente meu inglês é bem básico, mas isso não vai me atrapalhar! Pesquisarei com cuidado o site e os cursos.
** Posts duplicados combinados **
2ª edição do Curso de Quenya - Essa edição é a mais atualizada do curso, atualizada pelo autor justamente para a publicação dessa tradução. Até mesmo a versão online no site original está desatualizada com relação a ela.

Curso de Sindarin
Obrigada Tilion. Vou comprar os cursos e começar a estudá-los.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$950,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo