1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Tolkien e a interdição do Amor

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Chrysophylax, 22 Jan 2004.

  1. Chrysophylax

    Chrysophylax Usuário

    Acabei de reler o Silmarilion e percebi uma estrutura que o Tolkien estressa bastante: os efeitos de um amor anormal.

    Quase sempre é seguido por uma situação trágica:
    Exemplo 1: Maeglin frustra-se pelo amor negado de Idril Celebrindal e desconta em Tuor....
    Exemplo 2: Gwindor, por amor a Finduilas ajuda Turin... Nargothrond cai...
    Exemplo 3: Eöl sente-se traido por Aredhel e os dois morrem... Maeglin fica meio traumatizado e.. exemplo 1....
    Exemplo 4: O amor de Beren Erchamion por Luthien Tinuviel faz com que ele busque a silmaril.... Finrod morre.. e a Nauglamir (que literalmente acaba o silmarillion) é forjada... Elu Thingol morre...
    Exemplo 5: O incesto de Turin Neithan Turambar é a perdição de sua família... e de Brandir...

    e outros....

    Alguém acha isso normal, estranho ou o amor pode ser sempre usado sem perigo de se tornar clichê?
    Eu achei estranho porque era sempre uma estrutura do tipo: e tudo ia bem até que "Exemplos..."
     
  2. Knight

    Knight Rider On The Storm

    Po...não achei que ficou clichê não. Nos textos de Tolkien sempre está presente um romantismo, principalmente um romantismo medieval (aquela velha história dos cavalheiros e suas donzelas), onde há uma supervalorização do amor. Por isso muitas histórias são traçadas em torno desses sentimentos.
    Mas eu, como adoro esse romantismo medieval, achei essas histórias no mínimo lindas.
     
  3. Níniel

    Níniel let's put a smile on that face

    E essa relação amor-tragédia dá um sentimento profundo a toda a obra! Se o amor fosse avassalador, mas n houvessem problemas, n teriamos essa sensação de perda!! :wink:

    Namarië!
     
  4. Eldarwen

    Eldarwen Usuário

    Olha, não acho que esse exemplo não pode ser considerado AMOR, pois Eol se encantou com Aredhel mas ela não o amava realmente, ele jogou encantos sobre ela. Seria correto dizer como vc disse sobre Maeglin. O amor de Eol por Aredhel teve um fim com a morte dos dois.

    Mas veja só, se essas histórias de amor não tivessem uma tragédia seriam apenas aquelas historias água com açicar, o cavaleiro se apaixona por sua donzela então os dois se casam, tem filhos e vivem felizes para sempre... É necessário algo para dar emoção senão nem a mais romantica das pessoas daria atenção pois seria quase como algo cotidiano. Muitas pessoas no dia a dia se apaixonam, se casam e tem filhos(só que nem sempre são felizes para sempre :mrgreen: ). A tragédia é parte importante de uma história romantica.
     
  5. Finarfin

    Finarfin Usuário

    Vou dar um exemplo bem simples para vocês refletirem sobre o assunto...

    Se Romeu e Julieta ao invéz de morrerem no final vivessem felizes para sempre a história seria famosa como foi???

    Ao meu ver naum passaria de mais uma historinha tipica de amor com final feliz e previsivel...
     
  6. Eldarwen

    Eldarwen Usuário

    Exatamente. Falou tudo Finarfin.
     
  7. Chrysophylax

    Chrysophylax Usuário

    cara.. essa foi ótima... sério mesmo.... :mrgreen:
     
  8. Lothiriel

    Lothiriel Usuário

    tb nao acho cliche, acho lindas as historias, e esse exemplo ficou bem citado.
    é até mesmo um amor que de certo no fim, como varios exemplos, mas mim sao os melhores :D
     
  9. Proview

    Proview Go

    Q sentimento melhor p/ mudar a cabeça das pessoas q não o amor...

    P/ mim foi exatamente o contrário de cliche... Só mestres como Tolkien e Shakpeare (como se ecreve???) podem transformar histórias, aparentimente melosas ou trágedias amorososas comuns, em amor como grande causador de mundaças q afetam reinos inteiros...
     
  10. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Amor-tragédia é clichê sim, mas não à toa; como citaram aí Romeu e Julieta, é verdade.

    È lógico que existem outras formas de se usar isso, ou seja, o clichê bem explorado.

    Em relação ao Silmarillion, eu gosto sim dos extremos causados por amor (frustrado ou não), e para ser sincero eu até hj sinto uma motivação maior em personagens desprovidos de sentimentos, como Mlekor/Morgoth, por exemplo; me meus devanios, já imaginei Melkor se vingando de tudo e todos após ser recusado por Varda Elbereth... :roll: :lol:

    Amor frustrado é uma ótima desculpa para se cometer atrocidades e massacres :mrpurple: :lol:
     
  11. Eldarwen

    Eldarwen Usuário

    É Shakespeare que se escreve :mrgreen: .

    Eu também! É algo que faço muito, não só com Melkor mas também com outros.

    Pois é, taí o exemplo do Maeglin que traiu Gondolin por ter sido rejeitado por Celebrindal.
     
  12. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    No mínimo deveriam escrever de forma correta o nome do Grande Mestre do Teatro :amem: :amem: :amem: :lol:

    Eu imaginei Melkor destruindo Varda ( 8O ) e lutando sozinho contra todos os demais Valar num combate mortal! 8O
    Essa deveria ser sua verdadeira motivação, na minha opinião, e não uma invejinha idiota :disgusti:
    Afinal, como é possível sentir inveja de quem é inferior a vc? :o?:

    É por isso que eu adoro o personagem Maegiln e todos os demais frutrados do amor, os recalcados como aquele filho de Fëanor que desejou Lúthien (esqueci o nome dele), além daquele bardo de Doriath (tb eskeci o nome dele... eita!) 8O
     
  13. Eldarwen

    Eldarwen Usuário

    Eu imaginei Melkor não destruindo mas fazendo algo com Varda, o que fez com que Manwe se enfurecesse e lutasse com ele, cheguei ao ponto de imaginar Arda sendo destruida nessa batalha....


    O filho de Feanor a que vc se refere é Celegorm, o Louro, ele era o dono de Huan. Mas o barde de Doriath eu não lembro, não era Daeron ou Saeron? Acho que era algo assim. Mas discordo com vc em relação a Maeglin. Ele é o personagem, um dos únicos, que não tem a minha compaixão. Só pq ele traiu Gondolin, por causa dele minha querida Rocha Oculta foi destruida... mas é o resultado de um amor frustrado.
     
  14. Ephemera

    Ephemera Usuário

    O que seria da historia de Turin se nao fosse o amor tragico??? Nossa gente eu curto muito essas tragedias todas com uma pitada tolkien, sao todas perfeitas cs nao acham?
     
  15. Heceldamar

    Heceldamar Usuário

    É Daeron. Você deve ter confundido com Saeros, que era seu amigo, e por sua vez foi morto acidentalmente por Túrin, depois de provoca-lo várias vezes. :wink:
     
  16. Knight

    Knight Rider On The Storm

    Não diria que ele foi morto por Túrin, já que o Saeros se jogou do abismo achando que Túrin iria matá-lo....
     
  17. Heceldamar

    Heceldamar Usuário

    Sim, mas ele foi morto por ação de Túrin, por mais que tenha se jogado.

    Se você pega uma arma, atira, e assusta alguém que está num precipicio, e essa pessoa cai, você é culpado pela morte dela, por mais que você não tenha provocado fisicamente essa morte.

    (Eu sei, exemplo horrível. Foi o primeiro que eu pensei... :P)
     
  18. Histórias melosas com final feliz ficam mto ridículas na minha opinião... td na vida tem q ter altos e baixos, nem historinha da Disney é feliz o tempo todo!! :twisted:
     
  19. Cilmawiel

    Cilmawiel Usuário

    Em tantos anos de existência é de se esperar que durante a história casos de amor semelhantes entre si apareçam, não? E, além disso, só os casos amorosos que tem relevância são narrados. Lembrando que na ficção criada pelo professor temos a tradução de um documento histórico, o livro vermelho, é de se esperar que relações felizes, mas sem importância no desenrolar dos fatos não subam ao palco.
    É bem provável que durante a história do nosso mundo tenhamos pessoas importantes que tiveram uma vida amorosa normal, (não me lembro de nenhuma agora) mas isso não serve de muita coisa em um livro de história. Já os casamentos de Henrique VIII, por exemplo, tem relação mais significativa com os movimentos históricos e, portanto, são mais dignos de serem registrados do que casos de amor água com açúcar que por ventura possam ter ocorrido .
    Enfim, os casos de amor narrados por Tolkien estão perfeitamente de acordo com o tipo universo ficcional que ele pretende retratar e com o gênero textual escolhido pelo professor, que aumenta a sensação de realidade da narrativa..:yep:
     
  20. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    É um tópico antigo e bom.

    O Kabral citou que sim, Amor-tragédia é clichê sim.
    E eu concordo.

    E ele diz mais. Que sim, é o real.
    Por isso que é bom.
     

Compartilhar