1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Todos os Homens do Presidente (All the Presidents Men, 1976)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Salamanca, 9 Abr 2005.

  1. TODOS OS HOMENS DO PRESIDENTE, ETC

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    (não, não é um filme político gay)


    Semana passada eu fui a uma palestra do Aydano Motta, repórter do jornal O Globo, e logo no começo ele revelou o fator determinante que o fez querer seguir a carreira de jornalista: o filme "Todos os Homens do Presidente", o qual assistiu ainda jovem. A partir daí, ele tinha convicção de que seria essa sua futura profissão. Esse fato, somado a inúmeros comentários e elogios a respeito do filme, me deixou bem curioso e com altas expectativas. Como acontece em casos assim, acabei me decepcionando. O filme é muito bom, mas não uma obra-prima como eu esperava.

    Não é difícil perceber por que Motta disso aquilo. Do início ao fim, o longa mostra com perfeição o dia-a-dia de dois jornalistas que, após uma série de reportagens, resultaram na renúncia do então presidente dos EUA Richard Nixon. Presenciamos desde a grande e confusa sala de redação até o gabinete dos editores, que, com diálogos extremamente verossímeis, retrata perfeitamente o ambiente do Whashigton Post - e de qualquer outro grande jornal.

    Carl Bernstein (Dustin Hoffman) e Bob Woodward (Robert Redford) começaram com uma matéria sobre uma "simples" invasão da sede democrata e acabaram desvendando o fraudulento processo envolvendo o manejamento do dinheiro do Gabinete de Reeleição do presidente. "Todos os Homens..." mostra passo-a-passo dessa investigação, fornecendo um turbilhão de nomes e meias-verdades. Basicamente, aos poucos eles vão obtendo peças mas sem no entanto formar o quebra-cabeças completo.

    O filme não mexe com sentimentos. Não invade a privacidade e a vida pessoal dos personagens. Pouco sabemos sobre seus caráteres. As relações entre eles são puramente profissionais, e os diálogos não saem em momento algum do âmbito de ofício; um rápido comentário dos protagonistas sobre o nascimento da filha de um dos personagens chega a soar engraçado, pois simplesmente parece não fazer parte da personalidade deles se preocupar com a vida de alguém. É tudo um grande jogo de interesses onde se faz nada mais que o exercício do trabalho. E isso pode ser um defeito para muitos.

    Mas essa não é uma história para se emocionar ou sentir medo. É uma trama política que, no máximo, exala um "quê" de tensão. A única saída é encarnar o espírito da dupla principal e sentir sua sede de informação. Nessa vertente, é cumprido o objetivo de expor uma investigação com todos os seus detalhes, desde o completo caos até o quebra-cabeças (quase) montado. É cumprido o objetivo de revelar o processo real da busca pela verdade e de delatar a hipocrisia que ronda o governo americano. Ainda que, nesse sentido, "Todos os Homens..." não supere o mais recente "JFK", não deixa de ser um interessantíssimo thriller político.

    Baseado na história real publicada por Bernstein e Woodward, o filme conta com ótimas atuações que só ressaltam essa veracidade dos fatos retratados. Jason Robards, que interpreta o editor executivo, levou o Oscar por seu papel, além de uma indicação de Atriz Coadjuvante para Jane Alexander. Vale a pena conferir - pricipalmente se você pensa em algum dia ser jornalista. ;P

    [70]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Essa cena aí é foda, etc =D
     
  2. V

    V Saloon Keeper

    O filme é foda porque os protagonistas não tem que crescer-como-pessoas enquanto atingem seus objetivos, são só dois caras fazendo o trabalho deles. A direção é bastante naturalista - tem uma hora que o Redford tenta usar o telefone mas faz algo errado por distração que parece que foi sem querer e eles continuaram filmando.
     
  3. Não sei de que cena específica você está falando, mas eu tive a mesma impressão em algumas partes. Umas duas vezes o personagem do Redford tá falando com alguém e ele sem querer se confunde e troca o nome do interlocutor, como se o excesso de informações estivesse sendo confuso até pra ele. :lol: E tem também aquela parte que ele diz: "Tem alguém aí que saiba falar inglês-- quer dizer, espanhol??" :lol:
     
  4. V

    V Saloon Keeper

    Sim, isso é foda. Coisas assim acontecem o tempo todo na vida real.
     
  5. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Eu assisti faz um tempinho e lembro que tinha adorado. Precisava revê-lo pra escrever melhor. Acho que é o filme mais sério do Robert Redford que eu vi, e o que mais me marcou. Ele foi feito no mesmo ano que o Rede de Intrigas, outro filme que eu recomendaria!

    A piadinha do filme político gay foi foda hein? :lol: Nunca tinha pensado nisso.
     
  6. Strider

    Strider Usuário

    Eu adoro esse filme. É simples, mas tem essa força e inspiração jornalísitca que é foda. Faz quem não se interessa se interessar e quem já se interessa ficar mais ligado e tenso com o desenrolar do trabalho dos dois. Ainda mais que o Bob Woodward e Carl Bernstein são os dois jornalistas americanos mais famosos por causa desse episódio, etc.

    Os atores estão geniais, e Dustin Hoffman comanda.
     
  7. Notícia de hoje que saiu no site da Folha. Olha que legal. :mrgreen:

    No filme o Garganta Profunda fica encoberto por sombras, justamente pra não mostrar o rosto de alguém que até então tinha sua identididade escondida.
     
  8. Vëon

    Vëon Do you know what time it is?

    Nunca assisti esse, mas já vi Todas as Garotas do Presidente e sempre que na escola ou em algum lugar falava sobre o Garganta Profunda eu já associava com a Kirsten Dunst e a Michelle Williams. :lol:
     
  9. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Pois é, e os repórteres tinham combinado de revelar que era ele só depois da sua morte, era um pacto entre eles.


    :lol:
     
  10. Engethor

    Engethor Son of Jango

    Agora só falta quererem fazer um remake desse filme para mostrarem a cara do Garganta...
    Ou um filme sobre a história do Garganta. Pena que títulos como Garganta Profunda, Por Dentro de Garganta Profunda, entre outros, já têm dono...


    Também vi esse filme! Esse ex-FBI quer o crédito pelo trabalho alheio! :)
     
  11. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Esse é um dos melhores filmes de todos os tempos. Todos eles. Sem exceção. Todos os tempos que você puder imaginar. Ristow: 70? Você é retardada.
     

Compartilhar