1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

TJ-RJ condena mulher a indenizar ex por engano na paternidade do filho

Tópico em 'Planeta Bizarro? Estranhices? Bizonhices?' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 7 Dez 2011.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    [h=2]Exame de DNA provou que homem não era pai da criança, afirma TJ-RJ.
    Ainda cabe recurso à decisão.[/h]

    A 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio condenou uma mulher a indenizar por danos morais, em R$ 10 mil, o ex-namorado por engano sobre a paternidade de seu filho. As informações foram publicadas no site do TJ-RJ, nesta quarta-feira (7). Ainda cabe recurso à decisão.

    De acordo com o TJ-RJ, o homem foi procurado pela ex com a notícia de que era pai após o fim de um breve relacionamento. Ele registrou o menor e contribuí por três anos, com uma pensão no valor de R$ 100.

    Ainda segundo o TJ-RJ, o homem resolveu pedir um exame de DNA, que provou não ser ele o pai da criança.

    A mulher alega que acreditava que o ex fosse o pai de seu filho. Segundo o TJ-RJ, ela ainda teria dito que nunca exigiu que ele reconhecesse o menor.

    mencionou o relator do caso, desembargador Gilberto Dutra Moreira.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar