1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Tiger & Bunny (idem, 2011)

Tópico em 'Anime & Mangá' iniciado por Elring, 13 Mai 2011.

  1. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Autor: Masafumi Nishida
    Gênero: Ficção Científica / Super Herói
    Estúdio: Sunrise
    Episódios: 25 episódios

    Finalmente! Um anime que trata de super-heróis como eles são, veladamente, tratados, como veículos de propaganda e merchandising por editoras e produtoras :rofl:

    Ver aqueles uniformes ostentando propagandas descaradamente, com direito a "comercial" da Pepsi cantado pela heroína Blue Rose, com performance a la "Hatsune Miku", foi impagável! E toda a ação mostrada como se fosse um reality show de TV: públicos, quinquilharias, ranking da semana com o herói do momento. Ah, sim, e o salvamento da população... senão, não há audiência :lol:

    E o enredo aproveita o batido clichê de crise de identidade ao colocar Kaburagi que representa os heróis clássicos de roupa collant em conflito com Barnaby, herói típico dos animes de sucesso com trajes de batalha feitos sob medida pela indústria de brinquedos e models kits (não é à toa que ele representa a Bandai).

    Para aqueles fanboys e otakus mais sensíveis que vêm seus animes, comics e mangás como arte, favor passarem batido por Tiger & Bunny. Mas, para aqueles que não se importam de rir e tirar sarro da indústria de entretenimento como é o caso do anime, assitam que vale a pena!
     

Compartilhar