1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Thor presta depoimento sobre acidente que matou ciclista na Rio-Petrópolis

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 21 Mar 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Após prestar depoimento por cerca de cinco horas, Thor Batista deixou a 61ª DP (Xerém) dizendo que lamenta profundamente o acidente que terminou com a morte do ciclista Wanderson Pereira dos Santos, no último sábado. Ele disse ainda estar convicto de sua inocência.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Thor Batista presta depoimento. Foto: AE​

    Celso Vilarde, um dos advogados de Thor, disse que é incoerente afirmar que o estudante trafegava pelo acostamento numa pista que estava praticamente vazia. Ainda segundo Celso, o jovem foi submetido ao teste do bafômetro, e existem elementos suguros nos autos que Wanderson atravessou a pista e por isso foi atropelado. O filho mais velho do empresário Eike Batista e da ex-modelo Luma de Oliveira, chegou à delgacia acompanhado de cinco seguranças e três advogados e entrou pelos fundos. Vinícius Racca, que estava no carro com Thor, também prestou depoimento nesta quarta-feira.

    Segundo o delegado titular da 61ª DP (Xerém), Mario Roberto Arruda, já foram feitas duas perícias no carro, mas ele não descarta a hipótese de fazer uma terceira. A polícia aguarda o laudo da perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), que vai estimar a que velocidade Thor trafegava no momento do atropelamento. O documento ficará pronto entre 15 e 30 dias.

    Para descobrir o responsável pelo acidente que matou o ciclista Wanderson Pereira dos Santos, o perito criminal Mauro Ricart - que fez perícia em centenas de acidentes envolvendo veículos de passeio, ciclistas e pedestres - diz que o fundamental é determinar o ponto de impacto, ou seja, o local exato da batida. Embora Ricart faça a ressalva de que só periciando o carro é possível determinar a sua velocidade no momento do impacto, pelas fotografias que viu, as avarias do veículo indicam que ele poderia estar entre 100 e 110km/h, velocidade permitida na via.

    - diz ele.
    Detran instaura processo para apurar acidente com Thor

    A Comissão Cidadã do Detran instaurou na terça-feira um processo para investigar a culpa de Thor Batista no acidente que matou Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, no último sábado. Formada por um grupo de funcionários da Detran, a comissão vai agora mandar um ofício ao delegado da 61ª DP (Xerém), para pedir acesso aos dados do caso. De acordo com o Detran, os processos da comissão são instaurados para apurar acidente graves, normalmente com vítimas.

    O governo do estado poderá ser processado pela família do ciclista. O advogado da família, Cleber Carvalho Rumbelsperge, informou na terça-feira que está estudando a viabilidade jurídica de ingressar com a ação, se for constatado que Thor não poderia estar dirigindo, por ter recebido 11 multas e acumulado 51 pontos na carteira de habilitação nos últimos 18 meses. O Detran não explicou por que a carteira de Thor não foi suspensa. Em nota, o órgão alegou que, por exigência legal, não pode divulgar dados e anotações sobre cidadãos que recorrem aos seus serviços ou que sejam autuados pro infração de trânsito.

    Ao ser perguntado sobre o número de pontos na carteira de Thor, o Detran lembrou que os motoristas têm três instâncias para se defender: a Defesa Prévia, a Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari) e o Conselho Estadual de Trânsito (Cetran). O órgão disse ainda que só pode punir condutores cujas infrações tenham transitado em julgado (quando não cabe mais recurso).

    Na terça-feira, Thor Batista trocou o avatar de seu perfil no Twitter @Thor631. A imagem mostrou seu braço machucado. O plano de fundo do microblog do empresário mostrava ainda uma imagem de seu rosto machucado. No twitter, que ele está usando para tentar explicar o que ocorreu no dia do acidente, o jovem afirma que os airbags do veículo não abriram no momento da colisão.

    disse ele.

    BR-040: 488 atropelamentos em 5 anos

    Estatísticas divulgadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) revelam que, nos últimos cinco anos, foram registrados 488 atropelamentos envolvendo pedestres e ciclistas no trecho da BR-040 que corta o Estado do Rio. Somente entre os kms 100 e 105, trecho onde Thor Batista atropelou um ciclista no sábado, foram 40 ocorrências no período. De acordo com a PRF, os casos de vítimas montadas em bicicletas - tecnicamente considerados colisões - chegam a 97 em toda a rodovia e 18 apenas no trecho de cinco quilômetros na Baixada Fluminense.

    A gravidade dos atropelamentos pode ser medida pelo percentual de mortos. Segundo a PRF, em períodos de feriados, 60% das ocorrências resultam em óbito. Em outros dias, 40% dos casos são fatais. Os horários de maior incidência de acidentes (70% dos registros) são entre 6h e 9h e das 17h às 21h. Quando o atropelamento acontece no período noturno, a vítima morre em 90% dos casos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Esse ai pode até ter razão e estar certo.

    Mas os jornalistas diplomados desse país não vão querer saber desse detalhe né?
     
  3. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Taí opiniões (que não são opiniões, são deduções) de mais autoridade pra se respeitar.
     

Compartilhar