1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Thomas Mann

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Lucas_Deschain, 28 Abr 2010.

  1. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=center][size=medium]Thomas Mann (1875-1955)
    [/size][/align]


    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    [align=justify]Thomas Mann (Lübeck, 6 de Junho de 1875 — Zurique, 12 de Agosto de 1955) foi um romancista alemão.

    É considerado por alguns como um dos maiores romancistas do século XX, tendo recebido o Nobel de Literatura de 1929. Foi o irmão mais novo do romancista Heinrich Mann e o pai de Klaus, Erika, Golo (aliás Angelus Gottfried Thomas), Monika, Elisabeth e Michael Thomas Mann.[/align]

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Thomas_Mann
    [align=justify]

    Dele só li Tônio Kroeger e Morte m Veneza, que gostei muito: longos parágrafos, frases intrincadas e literatura de reflexão, daquela que quando você termina uma frase, para e pensa, muitas vezes retornando ao começo para reler. Estou em preparação para Doutor Fausto, A Montanha Mágica e Buddenbrooks.[/align]
     
  2. Spartaco

    Spartaco James West

    Na data de hoje, 6 de junho, comemoramos o nascimento de Thomas Mann, um dos maiores escritores do século passado.

    Assim, gostaria de transcrever um texto que encontrei na internet, que fala sobre esse grande romancista:

    Escritor de língua alemã, Thomas Mann nasceu em Lübeck, em 1875, numa família burguesa opulenta, domiciliada naquela cidade do Schleswig-Holstein. Era irmão do notável escritor Heinrich Mann e pai do historiador Golo Mann.
    Os desejos de liberdade plena cedo o levaram a manifestar-se em favor do regime republicano e da democracia, dando provas claras desse seu liberalismo no romance Os Buddenbrook, uma análise psico-realista da burguesia decadente, que publicou em 1901, quando tinha apenas vinte e cinco anos, e que lhe conferiu considerável notoriedade no mundo da literatura. Neste romance aflora já claramente o jogo das antíteses, traço característico das suas análises psicológicas e psicossociais, como burguês e artista, vida e espírito, doença e génio, coletivo e individual, que vieram a tornar-se evidentes nos romances Tristão (1903), Tônio Kröger (1903) e Morte em Veneza (1912).
    Tendo sofrido influência da filosofia de Nietzsche (1844-1900) e de Schopenhauer (1788-1860), Thomas Mann revela-se, de modo especial, como romancista de caracteres doentios e decadentes, e passa a ser considerado como mestre do romance psicológico e da novela psicológica.
    No romance Montanha Mágica (1924) faz uma análise exaustiva do tempo que precedeu a 1.a Grande Guerra, numa Europa doente.
    No romance Doutor Fausto (1947) volta-se para o tema da discórdia entre o espírito e a vida e leva a ação a desembocar na catástrofe do herói, em paralelo com a calamidade que pouco antes se abatera sobre o povo alemão.
    Nas Confissões do Impostor Félix Krull (1954) Thomas Mann expõe a sua velha dúvida relativamente à arte e revela a existência de traços comuns à arte e à intrujice.
    Thomas Mann viveu em Munique, com pequenas interrupções de 1893 a 1933; saiu da Alemanha para a Suíça após a subida ao poder de Adolfo Hitler (1889-1945) e transferiu-se da Suíça para os Estados Unidos da América em 1938, passando, em 1944, a ter nacionalidade americana.
    Recebeu o Prémio Nobel da Literatura em 1929 e o Prémio Goethe em 1949.
    Morreu em Kilchberg (Zurique) em 1955, aos oitenta anos.
    Thomas Mann é autor de uma obra literária vasta e rica, da qual fazem parte, além das já citadas, as seguintes obras:
    O Pequeno Senhor Friedemann (1898); Florença (1906); Alteza Real (1909); Senhor e Cão (1919); Mário e o Feiticeiro (1930); Da Próxima Vitória da Democracia (1938); Carlota em Weimar (1939); Esta Guerra (1940); A Alemanha e os Alemães (1947); O Eleito (1951); A Simplória (1953), entre outras.


    Fonte: Thomas Mann. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012. [Consult. 2012-06-06].
    Disponível na www: <URL: http://www.infopedia.pt/$thomas-mann>.
     
  3. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Esse ano eu acho que começo a ler o Mann. Fazem uma enorme injustiça quando o colocam em segundo plano, como aqueles escritores que logo deixarão de ser lidos (vide Harold Bloom) ou que não foram tão revolucionários ou piro-tecnistas assim. Mas, como dito, trata-se de uma enorme injustiça.
     
  4. Spartaco

    Spartaco James West

    Eu também pretendo ler este ano alguma outra obra de Thomas Mann, além da Morte em Veneza, que li há um bom tempo atrás.
     
  5. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Então a gente pode tentar combinar uma leitura, o que acha? Thomas Mann deve dar boas discussões pro lado do vento, e a Saraiva Bolso tem edições baratas (30 dilmas pra baixo) das suas obras mais famosas traduzidas pelo Herbert Caro.
     
  6. Spartaco

    Spartaco James West

    Pode ser. Quanto à tradução acima mencionada, o que você pode comentar a respeito?
     
  7. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Sobre Herbert Caro:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O Alfredo Monte se refere às traduções do Caro como um dos grandes feitos da década de 80. Ele conhece muito sobre o Mann, denominado como "seu escritor favorito" e o maior do século XX. O blog dele tá dando problema aqui; vou ficar devendo os links...

    Como não fiz nenhuma pesquisa prévia sobre o Thomas Mann, e como o Carpeau não me pareceu muito convincente, vou ficar também devendo maiores informações =(
     
  8. Anderson N.

    Anderson N. Órfão Meia Palavra In Memoriam

    Eu tenho três livros do Mann, em edições da Saraiva de Bolso. Até então, li apenas uma novela, Morte em Veneza. Pretendo ler os outros dois (A Montanha Mágica e Doutor Fausto) logo.
     
  9. Spartaco

    Spartaco James West

    Anderson, você que adquiriu esses livros de bolso, acha que valeu a pena? Pergunto por que, apesar de pequenos, eles têm muitas páginas; não fica incomodo na hora de ler?
     
  10. Anderson N.

    Anderson N. Órfão Meia Palavra In Memoriam

    Não. Nem um pouco. Eu tenho dezenas de livros dessa coleção. Acho que é a melhor coleção de bolso atualmente. E nunca tive problema algum com a leitura. Claro que se eu pude$$e e achasse os livros em versão "normal" os compraria.
     
  11. Anderson N.

    Anderson N. Órfão Meia Palavra In Memoriam

    A questão é que A Montanha Mágica é um tijolão, né? Eu ainda não o li, mas não creio que terei problemas...
     
  12. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Também estava com a mesma dúvida que o Spartaco... Bom saber que essa coleção da Saraiva é de qualidade! Preciso ver ela ao vivo e a cores :anjo:

    Ah, gente, então vamos nos programar... Acho que o Lucas também topa essa ideia de leitura sincronizada. Vamos aproveitar que tem tanta gente que não leu e quer ler e botar pra ferver!

    Quem mais, além d'eu, se arrisca a uma coisa assim?

    Aproveitando, deixo aqui duas resenhas sobre livros do Thomas Mann publicadas no Meia:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , pelo Sérgio Ferreira, e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , pela Uiara Nunes (adoro as resenhas dela!).
     
  13. Spartaco

    Spartaco James West

    Podemos sim. Só que eu estava pensando em adquirir o Doutor Fausto. O que acham?
     
  14. Anderson N.

    Anderson N. Órfão Meia Palavra In Memoriam

    Podem contar comigo:cheer:
     
  15. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Então Doutor Fausto, nós escolhemos você!

    Vamos esperar o Lucas aterrizar aqui e confirmar se vai se alistar ou não para a campanha. Acho que não há necessidade de fazermos uma coisa formal e bonitinha igual ao Clube de Leitura; podemos ir nos guiando pelo bom senso e pela certeza de que esse vai ser um livro em que os spoilers serão o de menos. Desse modo, proponho que estipulemos uma data para o início da discussão, como aqueles tiros que o pessoal dá pro alto pra iniciar a corrida. Depois disso, à medida que começarmos a ler e avançarmos, vamos postando e tirando dúvidas, expondo pensamentos e fazendo tudo isso que o Meia possibilita pros usuários.
     
  16. Spartaco

    Spartaco James West

    Preciso ainda comprar o meu livro; espero fazer isso neste fim de semana.

    Será que nenhuma das nossas amigas leitoras irão querer participar dessa empreitada? Espero que se manifestem.

    Abraço a todos.
     
  17. G.

    G. Ai, que preguiça!

    Tem esse livro(Doutor Fausto) na biblioteca do meu bairro :sim:
    Talvez eu me animo de participar... apenas que... será que a leitura desse livro vai fluir bem? Sempre tinha na mente sobre ele que seria muiiiiito difícil(talvez por ter lido isso em algum lugar :seila:)... pelo menos o Mavericco deve ter conhecimento de um monte das referências do livro, enriquecendo assim nossa leitura XD
     
  18. Anderson N.

    Anderson N. Órfão Meia Palavra In Memoriam

    "Linguagem rebuscada, referências às teorias filosóficas, obsessão e apresentação “desgastante” de teoria musical, harmonias, contraponto e modulações, religião e “influência demoníaca” em nossas vidas, Humanismo, Segunda Guerra Mundial, Nazismo, Nietzsche etc. "

    Retirado de
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Interessante, não?
     
  19. Spartaco

    Spartaco James West

    Como disse, vou tentar comprar o livro Doutor Fausto da série Saraiva de Bolso; no entanto, parece que está em falta na maioria das livrarias. Assim, se ficar difícil também para os demais foristas adquirí-lo, sugeriria alterar para alguma outra obra de Thomas Mann, como Os Buddenbrooks ou A Montanha Mágica como mencionou nosso amigo Mavericco.

    O que acham?
     
  20. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Private Deschain reporting for duty. XD

    Tenho que comprar ainda o Doutor Fausto (tenho Os Buddenbrooks e A Montanha Mágica dos catataus), e como já vi que tem mais gente que ainda irá comprar, que tal se começássemos esquentando com A Morte em Veneza? Já li mas faz tanto tempo que topo tranquilamente ler de novo, e Tônio Kroeger também, se for o caso.

    Embora eu leia bastante, tenho problemas com o tempo de vir aqui e postar, mas prometo que vou me coçar para acompanhar vocês e postar tanto quanto for possível. Se eu me atrasar, portanto, não se avexem.
     

Compartilhar