1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

The Cuckoo's Egg - Cliff Stoll

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por imported_guilherme, 15 Mai 2011.

  1. Esse livro é uma pequena recomendação. Foi o primeiro livro que li em inglês, e lembro de ser muito bom e divertido. Um verdadeiro "page-turner".

    O livro conta a história do autor, Cliff Stoll, um hippie que trabalha como administrador de sistemas (sim, emocionante) em uma universidade americana. Ele acaba descobrindo uma discrepância em um sistema que contabiliza os recursos usados em um dos computadores que ele gerencia e acaba descobrindo que tem um hacker acessando as máquinas dele. Ele começa a investigar o caso e depois de muito esforço pessoal e envolvimento do governo ele acaba descobrindo que o negócio fazia parte de um esquema de roubo de segredos militares pela KGB, através de um grupo de hackers alemão.

    E aí está o que é legal no livro: é tudo absolutamente verdade. Nada de hackers manés de cabelos esquisitos navegando ambientes de realidade virtual falando mumbo-jumbo pseudo-técnico. Tudo que é relatado no livro aconteceu de verdade, as pessoas existem de verdade, e todos os detalhes técnicos são verdadeiros, e o enredo é melhor do que de qualquer filme de hacker. Até os vilões são os melhores vilões que a cultura popular americana já produziu: os soviéticos :)

    E o Cliff Stoll é um personagem muito interessante. Ele é um hippie cabeludo, imerso na contra-cultura, anti-governo, que se vê na posição estranhíssima de ter que colaborar e manter sua credibilidade com instituições como ao FBI e a CIA. Ele tem que superar muitas caras-na-porta e muitos dilemas morais no decorrer da história.

    É curto, é legal, é verdadeiro e infelizmente não traduzido. Vale a pena.
     

Compartilhar