• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Tenham medo... Tenham MUITO medo...

Putz, acho que esse foi o topico mais longo!
Desde novembro!

Tambem tenho meu causo... Na verdade fui um coadjuvante mas meteu medo... Aconteceu ano passado, quando eu ainda morava ai no Brasil...

A mae do meu amigo tem uma hipica na saida de Sao Paulo. Meus amigos me convidaram pra ir lá, cavalgar, andar pelos matagais e visitar uma mata sinistra que tinha lá por perto. A coisa que mais assustava todos nós (4 ao todo) era rumores de que existiam javalis no lugar...
Quando meu amigo falou, eu nem acreditei. Ele falou que já acharam um cranio de um e que tem ouvido rosnados de porcos a noite...
Depois de explorarmos um pouco o lugar, a noite comecou a cair (meus amigos tinham me convidado pra dormir lá). Era bem de tarde e um dos amigos resolveu que ia dar uma de corajoso (fizemos uma cabana fora do predio principal, pra dormir). Todos toparam e eu tive que topar, pois nao ia ficar sozinho numa cabana, a noite, com rumores da javalis nas redondezas...
Depois de passarmos pelo matagal (e, sim, ouvimos rosnados de porcos distantes), entramos na floresta...
Silencio total. Comecamos a explorar. Um deles falou: "Já nao deu nao? Nao tem nada aki!". Foi quando ouvimos passos. Passos de algum animal. "Nao to gostando disso" disse o CORAJOSO em pessoa. Dai o outro disse: "Vai lá homem-corajem. Voce botou a gente nisso!". Pra se mostrar o machao, ele foi. Depois de uns minutos, a gente foi atras. Encontramos ele, no meio do caminho, parado. Viramos ele e perguntamos se tava tudo bem. Ele nao respondeu. Respirava pouco e estava palido. "Eu vi..." ele disse... Ja deduzimos o que ele viu e botamos sebo nas canela. Corriamos arrastando ele... Eu carregava ele... Depois de um tempo, ele vomitou e eu pedi pra que todos parassem mas eles nao ouviram. Continuaram correndo. O Coragem sentou no chao e se limpou. Eu gritei. Perdi eles de vista. Eram umas 11 da noite. Depois de uns 5 minutos, ouvi um rosnado. "Ai, ai" pensei. Dai meus amigos voltaram correndo e sem nehuma palavra cataram meu amigo e eu e correram o mais rapido que podiam... Quando olhei pra tras, vi um vulto grande e rosnante la longe. Sabia o que era e que eles tavam correndo disso.
Quando saimos no matagal, vi os olhos da criatura refletindo o luar e ele parou de perseguir. Entramos no predio e estavamos salvos...
Foi um grande medo...

Num sei se a criatura era um javali, mas que era da mesma altura que a gente era e que tinha presas tinha...
------------------------

"- Perigoso? -Exclamou Gandalf.- Eu também sou. Muito perigoso. E Aragorn é perigoso, e Legolas é perigoso. Você está rodeado de perigos, Gimli, filho de Glóin; pois você mesmo é perigoso"
-O Cavaleiro Branco, As Duas Torres
 
O filme é "A Coisa" mesmo. O mais impressionante é q eu não tinha medo desse filme. Eu sentia era nojo do filme mesmo... Tinha uma cena muito trash, onde um cara comia o iogurte, e era jogado para o teto pelo próprio iogurte, saindo da boca... Muito nojento.

Tirion, tua história é muito legal! Aposto q vc viu um lobisomen!
E a história do Leo_CE tb é muito massa!

Eu não tenho muitos causos, nada de muito assustador acontece comigo... Ai, q vidinha chata!
Já ouvi sussurros e tive pesadelos absurdos, mas nada q mereça um post nesse tópico.
 
(mais uma vez desenterrando tópicos :D ahahahhaha....)

Andwise Pé-Soberbo disse:
pq eu sei lá... eu naum me acostumei ainda...e tipo.se vc conta pra alguém essas coisas..elas acham q vc só quer se aparecer..

é...eu também ñ falo mto dessas coisas pq tem gente q realmente faz isso p/ aparecer, e quem ñ faz acaba sendo tachado como mentiroso...

Quanto à outra pergunta do tópico lá no começo, eu tenho FOBIA(FOBIA , NÃO MEDO!!!!!!!!!!! É DIFERENTE!!!!!!!!!!!!!!) de borboletas e principalmente de mariposas...ultimamente eu tenho tentado me controlar pq minha sala de aula fica do lado de um bosque e de vez em quando entra uma das referidas lá...e o pior é q elas parecem q sabem q eu ñ gosto delas, pq elas vêm em mim...aí eu saio do meu lugar e jogo qqr coisa no lixo...

Uma vez meu irmão quase me matou.ele veio c/ uma mariposa morta na mão e falou atrás de mim: Ma, olha o q eu vou dar p/ a Dumdum(minha esquila, comedora de insetos :obiggraz: )!E levantou a coisa horrenda...ele ñ fez para me assustar...mas eu caí para trás (só n~caí no chão pq nós estávamos na cozinha e eu me apoiei no balcão) e me deu um acesso de falta de ar e pânico juntos, eu ñ conseguia falar nem respirar, não sabia o q fazia, começei meio q chorar-soluçar e me sentei no chão ... minha mãe veio correndo p/ ver o q tinha acontecido pq eu tinha feito um estardalhaço e tinha soltado um grito quando vi a coisa, mas nem percebi...ás vezes eu fico mal de lembrar...e de vê-las tmbm... :puke:
 
Dirhil disse:
Bem, vou ser o primeiro a colocar um verdadeiro causo aqui... Essa história é real, aconteceu comigo (naum lembro a data) e vai ser uma longa história.... espero conseguir transferir da maneira correta aqui pro Fórum...

Começou em 1996 quando num trabalho pra feira de ciências (íamos falar sobre "caça às bruxas na idade média"), achei na biblioteca um livro que falava do OUIJA. Aquela tábua com letras que vc faz perguntas ao espíritos.... Eu tinha 14 anos e é claro que tirei cópias daquilo pra mim.... ficou uns 2 anos guardado e sempre querendo colocar em prática.
Feriadão: todos vão pra praia e eu fico em casa para tomar conta. ERa verão. Céu estrelado, lua cheia. Improvisei uma tábua de Ouija num papelão... arranjei velas, acendi incensos, flores e ervas pra todo lado... o clima perfeito pra dar tudo certo. Chamei minha prima (minha idade, uns 16 na época) e minha tia (2 anos mais velha). Nos comprometemos de que ninguém iria forçar a taça de cristal para fazer de conta que estava funcionando.
Nos acalmamos, respiramos fundo, demos as mãos e rezamos um Pai Nosso e uma Ave Maria. Silêncio total. Minha tia começou a invocar os espíritos. Chamou, chamou e nada. A taça continuava parada. Passava da meia noite e resolvemos parar, fazia umas 2 horas que tentávamos em vão. Perto das 2 da manhã tentamos mais uma vez e não funcionou. Fomos dormir.
No sábado arrumamos tudo novamente, mas dessa vez na sala, em cima da mesa e não no chão. Eu fiquei o encarregado de convocar os espíritos dessa vez. Fechamos todas as portas, janelas e cortinas pra nenhum vizinho ver. Apagamos as luzes, acendemos as velas. Respiramos fundo e rezamos novamente. Demos as mãos. E eu comecei a rir... Não iria convocar espíritos direito.... Demos um tempo. Recomeçamos, eu estava mais sério. Após rezarmos, encostamos bem leve a ponta do indicador na taça e eu invoquei um espírito. Eis que senti um venti passar por mim... Abri os olhos e minha tia olhava assustada pra mim.... Mas ninguém comentou nada no momento. Ao invocar o espírito novamente o copo mexeu. Abri os olhos e vi que ninguém fazia força nenhuma para mexê-lo... A primeira pergunta: "Vc é do bem ou do mal?".... o copo lentamente começou a ir até a letra M... mas parou entre o M e o N e ficamos sem entender.... Novamente perguntei em voz bem alta: "VOCÊ É DO BEM?".... Eis que o copo sobe na letra "N" e começa a ir até o "A". Tirei rapidamente o meu dedo do copo ao mesmo instante que minha tia e minha prima. Todo deduzimos que ele iria dizer "NÃO".... Paramos por aí. Guardamos tudo. Minha tia e minha prima foram dormir na casa da minha vó e eu fiquei sozinho em casa.... Tudo normal é claro, mas com todas as luzes acessas.
Resolvi entrar no banho antes de dormir (eram cerca de 1:30 da madrugada).... Só que no banho uma sensação de terror começou a tomar conta de mim.... eu não conseguia sair do banheiro pois "tinha" mais alguém ali. Eu PODIA sentir. E não tinha a menor idéia do que fazer....
Depois de quase 2 horas de banho e de terror resolvi sair do chuveiro. Me enrolei na toalha, fechei o olho e comecei a caminhar pra fora do chuveiro....
Quando estava no quarto já, logo após sair do banheiro, o terror estava insuportável.... os olhos doíam de tão fechados. Daí consegui soltar um berro: "VÁ PRO QUINTO DOS INFERNO". E aquela terrível sensação tinha passado.... Andei livremente pela casa e não tinha mais medo de nada.... Depois senti remorso, pois li no livro que o que nós mandássemos a entidade obedecia... eu deveria ter rezado e encaminhado ao céu. Mas mandei pro caminho mais curto e mais rápido, já que mandei para o inferno.

Minha história mais aterrizante é essa. Nunca me esquecerei.... Depois nunca mais lidei com o Ouija... só quando me convenceram dias atrás, mas não deu certo...

Espero que comentem o que acharam.
Juro pela alma de toda minha família que tudo o que relatei é a mais pura verdade.


"Não preciso me drogar para ser um gênio; Não preciso ser um gênio para ser humano; Mas preciso do seu sorriso para ser feliz." (Charles Chaplin)


Olá, DIRHIL :kiss: , puxaa!!!!, achei teu texto maravilhoso e assustador, confesso que fiquei com medo, muito medo....
Bem, eu estou aqui simplesmente pelo fato de ter lido teu texto, pois eu estava fazendo uma pesquisa sobre a música "pais e filhos" do legião urbana, quando me deparei com esta maravilha de texto q vc escreveu, e voltei ao passado, rsrs, pois numa empresa em que trabalhei em 1985 eu e umas amigas fizemos a mesma coisa...improvisamos um ouija invocamos os espíritos, o copo se mexeu e nós ficamos com medo, fizemos algumas perguntas e uma de minhas amigas disse que estava reconhecendo o espírito, como o de uma pessoa que ela conhecia e q havia morrido há algum tempo já...Meu..que medo......de repente ouvimos um barulho de tiramos o dedo do copo e guardamos tudo, mas uma das amigas disse que o espírito ficaria por ali, rondando, pois nós levantamos o copo sem fazer a oração antes...Ái meu Deus, depois de ouvirmos essas palavras da boca dela, o medo foi maior, mas voltamos ao trabalho. Às vezes nós ouviamos um barulho estranho nos tablados de nossa seção...e sempre uma de nós falava q era o espírito...e ninguém queria ficar sozinha na seção...Graças a Deus não trabalho mais lá, mas, também, já fazem 20 anos... :cerva:
 
Eu também fiquei com medo na hora. Mas faz tempo já... e coisas mais assusatadores já aconteceram.
 
Por que essas coisas costumam acontecer com quem acredita nelas e as teme? Não seria seus cérebros lhes pregando uma peça?
 
Não sei, sei que uma vez eu sonhei que estava trancada em uma sala cheia de portas (todas trancadas) e acordei assustada. Comecei a ver coisas como uma velha com os olhos vermelhos segurando uma vela (mas eu sei que não estava vendo de verdade, era só minha imaginação) e a chorar compulsivamente. Isso se prolongou até umas 4h da manhã. Fui dormir com meu namorado e sonhei com cruzes acima de nossas cabeças, como se estivéssemos enterrados. E começa tudo de novo.
Bom, resumindo: nunca fui trabalhar com tantas olheiras. :dente:
 
Hmmm... hoje em dia eu não tenho essa sensação horrível, mas já pude percebe que não sou o unico que já passou por isso... pra falar a verdade, já ví muitos que passaram por isso, e até hoje num tenho uma explicação concreta/científica disso...

Vou explicar...

Até os meus 7 anos de Idade eu sofri muito, pra falar a verdade quase todos os dias, durante o sono, expecificamente durante a manhã, eu tinha a sensação horrível de estar acordado e ao mesmo tempo não tendo o controle do meu corpo.

É sabido que quando se está dormindo todas as funções do corpo diminuem, inclusive a respiração. Então imaginem... eu acordava, meus sentidos de tato, audição e oufato funcionavam normalmente, mas eu não conseguia me mecher, não conseguia almentar a minha respiração e o meu corpo não se movia, por mais que o meu cérebro mandasse.

Eu imagino que era como se fosse um coma conciente... com a mente a pleno vapor e o corpo dormindo como se nada tivesse acontecido.

A partir dos meus 17 anos isso tudo voltou a acontecer, com uma frequencia muito menor, mas por algum motivo que eu não sei explicar eu tenho mais controle disso... com o tempo eu fui aprendendo a lidar com essa situação e sempre sair desse estado com muita calma e concentração.
 
Eu já sonhei que um amigo meu matava todos meu amigos e familiares, e no final (não, eu não matei ele), ele disse que era pro meu bem.

Pode isso?
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.404,79
Termina em:
Back
Topo