1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Tecnologia na Terra-Média

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Gui., 21 Ago 2009.

  1. Melroc

    Melroc Usuário


    :yep: Sim, é isso ae. :yep:

    Acredito que avanços tecnológicos são desenvolvidos de acordo com a necessidade de um povo em desenvolver certa tecnologia, e também do grau tecnologico dequele povo para que possa ou não desenvolve-la.

    O que eu quero dizer, é que os povos da Terra Média, eram bem desenvolvidos em magia e possuíam um conhecimento sobre seus efeitos que nós nem imaginamos, então porque iriam começar a desenvolver um tecnologia que eles não precisavam ou não necessitavam.

    Vemos isso no mundo de hoje, Apesar de dizerem que o petróleo ta acabando, porque não investimos em biocombustíveis e deixamos o combustível fóssil de lado? Claro que pode existir outros N motivos, mas acredito que um delas é que a nossa tecnologia petrolífero já está muito avançada e uma mudança serial despendiosa demais. Apesar de que cedo ou tarde terá que acontecer.:D
     
  2. Meglin Celebrandir

    Meglin Celebrandir Hansi Ilúvatar

    Vem cá... Temos que nos lembrar de como a evolução tecnológica acontece. Lembram-se do tempo que levou entre a descoberta do fogo e da sua utilização na forja? E o tempo que houve entre a invenção da roda e do primeiro veículo?

    Agora, temos que lembrar que a uns 5 anos atrás não havia pendrive de 20GB e hoje ele deve custar uns 50 reais....

    Não dá pra esperar evoluções rápidas em tempos remotos, como é o caso da época onde se passa a história do SdA... Não dá pra comparar com a evolução ocorrida entre a Idade Média e a era industrial...
     
  3. Eruor

    Eruor Novamente um

    Concordo, Meglin

    a Terra média estava a apenas uns 2 mil anos sem uma catástrofe que destruice tudo o que foi criado...

    Já nós estamos, pelo que calculo, pelo menos uns 5 ou 6 mil anos sem nenhuma dessas...

    Alguém aqui leu o tratado sobre a quarta era que Tolkien escreveu?
    A tecnologia e a destruição do mundo é pior do que em nossa revolução industrial!
     
  4. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Olá,
    desculpem ressucitar o tópico, mas achei um comentário interessante em "O Hobbit" que pode explicar a questão levantada, pois mostra bem o que Tolkien pensava da tecnologia:

    Capítulo "Montanha Acima, Montanha Adentro", págs. 62 e 63

    Onde posso encontrar esse tratado?
     
    Última edição: 26 Set 2009
  5. Fharallwad

    Fharallwad Usuário

    Inicialmente NUNCA diga que seu post é ridiculo.
    Quanto a pergunta, devemos lembrar que a historia perderia muito do fascinio e belesa com armas de fogo, e a historia teria de ter mas sangue, isso iria dertorcer toda ela.
    Tambem vale lembrar que para "manter a magica" na historia foi nescessario sumir com a tecnologia do seculo XX.
    E outra coisa, a filosofia da magica é inversamente desproporcional a da tecnologia avancada. Ou seja se houver tangue nao poder haver Balrog.


    Valeu
     
  6. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Há motivos bastante plausíveis para que não tivesse ocorrido avanços tecnológicos significativos:

    1 - Medo do Senhor do Escuro qualquer tipo de engenho ou maquinário que se mostrasse eficiente na destruição, viraria um alvo em potencial para Sauron e seus aliados. E rei nenhum, por mais ganancioso que fosse, desejaria cair sob o jugo de Mordor. Dos males, o menor.

    2 - Os orcs: as constantes batalhas travadas contra os orcs impedia qualquer tipo de troca de tecnologia entre as cidades para que tivessem tempo e recur sos suficiente para formar um reino poderoso.

    3 - Os anões: todos sabem que a mineração é base para qualquer cidadela fabricar itens manufaturados, desde armamento até ferramentas para arar a terra ou lapidar a rocha. E quem possuia as melhores, senão todas, jazidas de minérios na T-m? Os anões. E Eru sabe o quão é dificil negociar com os naugrim, ainda mais se eles desconfiarem de que sairão no prejuízo com o negócio.

    4 - A ausência de um centro formador de novos artífices: Com a queda de Nogrod e Belegost (as cidade dos anões da P.E.) e de Khazâd-dum e Eregion na S.E.; não houve, nem por parte dos elfos, nem dos númenoreanos - um novo centro que reunisse os melhores artífices da T-m. Pois, graças as guerras, todo o conhecimento e a tecnologia que existia acabou se perdendo para sempre.

    Estas são algumas razões para que a tecnologia não tivesse dado um salto para a modernidade.
     
  7. The Lady of Valinor

    The Lady of Valinor Uma elfa andando no escuro.

    Tirando as razões próprias da lógica Tolkieniana (como Elring, por exemplo, citou), acredito numa razão crucial na NOSSA sociedade que levou a tamanho desenvolvimento: desde a Idade Antiga, o homem organiza-se num sistema captalista de trabalho. Uma as consequencias disso seria o desenvolvimento de meios que otimizassem o trabalho, ou seja, o lucro.

    Esse fator não está presente na Terra Média. O foco da sociedade lá era outro. Eles estavam mais preocupados em não serem destruídos por todos os inimigos do que em desenvolver certos tipos de tecnologia. E quem precisa de relógio quando se é imortal? =)
     
  8. Bella Cullen

    Bella Cullen Usuário

    Creio eu que pelo fato de ser um mundo fantástico e mitológico não caberia usar tecnologia. O interessante está no fato de não existirem carros, aviões, afinal, tudo isso facilitaria (e muito) a vida dos povos durante as guerras.
    Ao criar um mundo mais simples, onde tudo é mais demorado, as batalhas são, digamos assim, mais rústicas, a história ficou muito mais interessante.
     
  9. Kirk00x

    Kirk00x Kirk

    Creio que os elfos eram os que poderiam desenvolver sua tecnologia, porém são seres inteligentes, e sabiam que concerteza se criassem algo, espiões saberiam e tentariam tomar, assim provocando uma nova guerra por causa das armas, e essa tecnologia estragaria o mundo e o poluiria e os Elfos sabiam disso, porém acho que foram muito espertos em não criarem esse tipo de armas, pois a mortalidade aumentaria e concerteza os Inimigos conseguiriam essas armas e desenvolverem a tecnologia feita pelos Elfos e fazer um improviso. E quem mais sofreria com isso seria a natureza, pois árvores morreriam, rios seriam poluídos entre outros, apenas para criarem as novas armas e os Elfos sabiam que a ganância seria grande.
    Imaginem Sauron com uma bazuca e o anel . . . seria uma real covardia, o mesmo com Galadriel com um tanque, seria ridículo !
     


  10. E só para completar, nossa história não é um interruptor.

    Pré-história...clic...Idade Antiga...clic...Idade Média... clic...Idade Moderna ... ...clic...Idade Contemporânea...

    São fatos, que desencadeiam outros fatos, que desencadeiam outros, e assim sucessivamente, até chegar no que estamos vovendo; e o que estamos vivendo são fatos que desencadearão outros....



    A histórias das Eras de Arda são exatamente assim; e ainda devemos levar em consideração que os seres da TM viviam por muito mais tempo - digo, em anos, pra não falar dos elfos!
     
  11. Devil_Chaos

    Devil_Chaos Usuário

    Acho que o fato de Tolkien ter participado da primeira guerra, e presenciado nela, o estrago que a tecnologia pode causar, despertou nele uma certa aversão a tecnologia. Mas não deixo de pensar que antes da guerra, ele já era averso a ela. Na guerra, ele pode ver pessoalmente.
     
  12. Atya

    Atya Brandebuque

    Se bem que, indiscutivelmente, sempre há algum avanço tecnológico, mesmo que não seja tanto assim, eu veria exemplos de coisas "nem tão tecnológicas" como as armaduras e as espadas, entre outras coisas para se usar na lua, pois para se fazer um instrumento desse é necessário ter conhecimento, matéria-prima e técnica. Como o conhecimento e a técnica não seriam um tipo de avanço tecnológico?
    A palavra tecnológico pode ser imprópria para esse contexto, mas que teve avanço nas técnicas e no conhecimento isso teve.
    Como também demonstra Saruman quando descobre uma falha no Abismo de Helm e com pólvora ele consegue soprepujar a fortaleza.
    O conhecimento dele juntamente com a técnica desenvolvida (que também necessitou de conhecimento) formaram um conjunto, um avanço, pois até aquele dia ninguém ainda tinha conseguido vencer Helm.
    Observando por esse ponto teria sim tecnologia na TM, uma vez que tecnologia significa um conjunto de conhecimentos e princípios científicos que se aplicam ao planejamento, à construção e à construção de um equipamento em um determinado tipo de atividade.
     
    Última edição: 10 Jun 2010
  13. Finwë

    Finwë Alto Oficial de Erebor

    Não há registro de pólvora no Helms Deep, o que Saruman usou foi uma extensão da sua sub-criatividade.

    Bem interessante isso, enquanto nós aqui buscamos a tecnologia para moldar a natureza para facilitar a vida, os elfos dão uma definição diferente em alguns pontos. Podemos ver em Caras Galadhon todo o esforço para manter a região "habitável" aos elfos (toda a atmosfera que cercava Lórien, dentro da qual o tempo parecia não passar).

    Em cada momento da história, desde a Fuga dos Noldor, podemos ver os elfos sofrendo com as mudanças que se realizavam ao redor deles; desde Finrod lamentando pela curta vida dos Edain, até o abandono da Terra-média por causa da perda de poder dos Três. Creio eu que esse é o principal motivo que levou os Valar a serem contra a permanência dos Eldar na Terra-média.
     
  14. Atya

    Atya Brandebuque

    hum....erro meu, pensei que era, essa parte deve ter me escapado então.
     
  15. Velho Ateu

    Velho Ateu Usuário

    Eu não conheço o conteúdo desse Tratado sobre a Quarta Era, mas penso que com o declínio do domínio e da influência élfica sobre a Terra-Média e com a ascensão da Era dos Homens a tecnologia se desenvolveu grandemente.

    A despedida dos Eldar é um tanto uma despedida da mitologia e uma entrada da técnica, nesse sentido pode-se dizer que afastando-se daquilo que é mágico os homens se tornam mais parecidos com orcs, nas características trazidas pela citação de Aranel do Hobbit.

    Finwë, muito bom seu último parágrafo. Me ajude a entendê-lo. Você crê que um dos motivos para os Valar se oporem à permanência dos Eldar na TM é que esta é uma terra marcada pela transitoriedade e o declínio enquanto os Eldar são essencialmente perenes?
     
  16. Meneldur

    Meneldur We are infinite.

    Acredito que o "Tratado sobre a Quarta Era" a que o Eruor se refere seja o texto
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Não é um tratado, é um conto, mas é o único texto que eu me lembro em que Tolkien dá maiores detalhes sobre um período mais tardio da Quarta Era, depois daquele período narrado no Senhor dos Anéis. Pode ser que o Eruor tenha lido na verdade um fanfic. De qualquer modo, o relato de Tolkien sobre o que aconteceu na Quarta Era é esse.
     
  17. Finwë

    Finwë Alto Oficial de Erebor

    Sim basicamente isso. Creio que dependendo do meio a imortalidade é o pior dos tormentos. Quando Fëanor colocou sua vontade sobre os Noldor ele sabia dos tormentos que iriam cair sobre a sua cabeça, mas provavelmente não soube ou ignorou a mortalidade que iria rodiá-lo. Em Aman tudo era belo e compatível com os elfos, tudo lá era eterno e as mudanças eram melhorias e inovações que traziam mais alegria e beleza. Doriath era uma Aman mais rústica, talhada com a mãos élficas dos Teleri e iluminada por Melian. Os Avari se contentavam com as estrelas de Varda e ao seu redor pouco mudava, pois o mundo estava dormindo sob a proteção de Yavanna.

    Mas Melkor veio (voltou), e veio também o Sol e a Lua e a mortalidade dos homens, a contagem do tempo. O mundo mudava agora, os homens que os elfos tanto custaram aprender a amar iam com uma facilidade que espantavam a todos. E os elfos também morriam, Fëanor, Fingolfin, Fingon, Turgon, Finrod o amado e muitos outros iam aos Palácios de Mandos; e os que ficavam herdavam a tristeza, os tormentos e muitas vezes a loucura como aconteceu com Maedhros que se atirou no fogo.

    Após o fim da Primeira Era, o Mundo havia mudado, não havia mais Melkor, Sauron estava escondido, mas a mortalidade já dominara o mundo. Parte dos homens foram para Númenor, e a outra parte reformularam o seu modo de vida, cuidando de seus próprios assuntos com a sua própria sabedoria e cultura (embora podemos dizer que tenha o toque élfico). Os elfos se isolaram em seus reinos fechados; os mais habilidosos elevaram suas necessidades acima do próprio juízo e abriram as portas para Sauron. Aneis foram criados, mas nada foi feito para que pudessem evitar a guerra. Reinos, e senhores de valor caíram e mais uma vez o Mundo mudou.

    Na Terceira Era existiam apenas pequenos traços da imortalidade na Terra-média. Os elfos se concentraram em pequenos reinos e casas onde o tempo sempre tentava entrar, cercados por todos os lados de inimigos. Cada palavra do Namarië é cheia exaustão, recitado por uma cansada Galadriel que desde o assassinato do seu avô só viu a sua Casa ruir.

    Os Valar tiveram vários motivos, alguns bons outros nem tanto, para a Convocação. Creio que esse tópico pode ter surgido quando Oromë levou a notícia do Despertar para Valinor. Uma terra de graças e mutável de acordo com os desígnios dos seus senhores é perfeita para os imortais, não somente os elfos mas também os Valar. Mas eu não diria declínio, eu chamaria de mudança ao acaso o o que acontece nas Terras mortais.
     
    Última edição: 19 Jun 2010
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar