• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Sword Art Online (idem, 2012)

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
Vocês podem assistir sem medo. Além de Alfheim Online, há mais dois arcos e a Light novel onde surgiu está no volume 10 e em andamento. Ou seja, vai ter muitas batalhas em MMORPG's para o casal Asuna e Kirito. Só não shipo o casal pois minha masculinidade não permite :lol:

Isso não é muito animador. Anime que se estende muito, pode vir a pecar por repetição. :think:
 

Turgon

ワンピース
Isso não é muito animador. Anime que se estende muito, pode vir a pecar por repetição. :think:
Baseando-se que existem milhares de MMORPGs na intenert, com variados assuntos e classes, eu diria que o autor tem uma gama gigantesca para explorar antes de criar algo muito parecido ou igual.
 

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
Baseando-se que existem milhares de MMORPGs na intenert, com variados assuntos e classes, eu diria que o autor tem uma gama gigantesca para explorar antes de criar algo muito parecido ou igual.

Não digo repetitivo em cenários, isso nunca. Até porque o autor, como tu disse, tem ajuda nesse quesito. Me refiro ao tema principal, de kyrito em busca da Asuna. Se o Anime seguir essa temática por muitos MMORPGs pode vir a cometer o pecado em repetir a mesma meta, objetivo, finalidade do anime.
Esse tipo de coisa, quando acontece, torna cansativo o anime. Quase tão chato quanto muitos fillers reunidos e perto uns dos outros.
 

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
Usuário Premium
Não digo repetitivo em cenários, isso nunca. Até porque o autor, como tu disse, tem ajuda nesse quesito. Me refiro ao tema principal, de kyrito em busca da Asuna. Se o Anime seguir essa temática por muitos MMORPGs pode vir a cometer o pecado em repetir a mesma meta, objetivo, finalidade do anime.
Esse tipo de coisa, quando acontece, torna cansativo o anime. Quase tão chato quanto muitos fillers reunidos e perto uns dos outros.

Creio que não haverá esse problema, Arringa. Até por que o autor trabalha em dois planos; o real e o virtual. Vou colocar em spoiler as explicações:

Em SAO, o principal objetivo do Kayaba era criar um mundo de desafios sem fim e mortal, tanto é que ele retirou o log off dos players. Nesse meio tempo, ALO era desenvolvido pelo Sugou a partir dos trabalhos do Kayaba e, quando o game foi finalizado, e redirecionou alguns players para testar seu novo mundo. Mas, diferente do criador, Sugou quer desenvolver o controle de ondas cerebrais dos jogadores. Intencional ou não ALO não deixa de ser uma espécie de crítica aos mmorpg que praticamente viciam os jogadores e achei bem sacado.

O único incômodo que ALO tem em relação a SAO é a presença de uma Asuna mais frágil, beeem diferente da guerreira que salvou Kirito do golpe final do Kayaba, mas isso é só a impressão do início cujos eps estã servindo como uma transição entre um anime e outro que, por serem sagas diferentes, podem ser assistidos em separado sem prejuízo de entendimento.
 

Citizen V

Thunderbolt
Não digo repetitivo em cenários, isso nunca. Até porque o autor, como tu disse, tem ajuda nesse quesito. Me refiro ao tema principal, de kyrito em busca da Asuna. Se o Anime seguir essa temática por muitos MMORPGs pode vir a cometer o pecado em repetir a mesma meta, objetivo, finalidade do anime.
Esse tipo de coisa, quando acontece, torna cansativo o anime. Quase tão chato quanto muitos fillers reunidos e perto uns dos outros.
Acredite, eu li até o volume 10 da light novel e a série está longe de ficar repetitiva. Sendo que o anime são só os 4 primeiros livros.

E sim, SAO é uma das coisas mais fodas já lançadas em animes nos últimos anos e eu companho animes à uns 23 anos, só...
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$100,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo