1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Stryper

Tópico em 'Música' iniciado por The Reaper, 21 Abr 2003.

  1. The Reaper

    The Reaper Usuário

    alguem aki conhece a banda de White Metal Stryper ??? acho q poucos conhecem!!! assim como poucos conhecem Jag Panzer, ou Grim Reaper(as duas de Metal Tradicional)...todas ohtimas bandas, mas naum muito conhecidas...
    acontece q o som do Stryper segue bem essa linha: Grim Reaper, Jag Panzer, Wasp...porem com letras cristãs!!!!!

    entaum, segue abaixo a tragetória da banda, um texto publicado no site Whiplash!

    Por Felipe Aleixo

    A trajetória da maior banda de White Metal, Stryper, foi fundamentada e delineada pelo seu caráter revolucionário, na medida que esta banda foi a precursora na transmissão da mensagem cristã através do Heavy Metal, estilo musical utilizado por algumas bandas para difundir princípios antagônicos aos valores cristãos, tais como o ocultismo, o uso de drogas e a violência.

    A história do Stryper remonta ao início da década de 80, mais especificamente 1983, quando foi formado, em Orange Country/Califórnia, o embrião da banda,o Roxx Regime, integrado pelos irmãos Michael Sweet/Robert Sweet e por Oz Fox, respectivamente, vocalista/guitarrista, baterista e guitarrista.

    Em 1984,foi recrutado o baixista(e tecladista) Timothy Gaines e data deste período a mudança de nome da banda para Stryper (Salvation Through Redemption Yelding Peace Encouragement and Rightneous- salvação através da redenção gerando paz, encorajamento e retidão) que foi associado ao versículo bíblico Is 53:5.Tocando no circuito metal de Los Angeles, a banda logo atingiu um relativo reconhecimento e foi contratada pela Enigma Records, pela qual lançou o álbum de estréia, 'The Yellow and the Black Attack (1984), originalmente com 6 músicas (Em 1986 o álbum seria relançado com mais duas músicas, entre as quais a belíssima 'My love I'll always show').Trata-se de um disco simples, mas homogeneamente pesado, com riffs densos (destaque para 'Co'mon rock') e letras diretas sobre o amor de Deus. Já ficam evidenciadas as características que marcariam e diferenciariam o Stryper: a associação de riqueza melódica à músicas pesadas, envolvidas pela sinceridade e singeleza das letras e pelo timbre marcante da voz de Michael Sweet com seus gritos estridentes.

    A qualidade surpreendente para um primeiro trabalho foi devidamente recompensada com a inclusão da regravação do álbum (1986) na posição número 103 da Billboard e no recebimento do disco de ouro.

    'Soldiers Under Command(1985), o segundo trabalho do Stryper, reafirma o potencial da banda e explicita sua sonoridade agressiva e coesa (destaque para o petardo 'Soldiers Under Command'), legitimando-a como uma forte representante do Heavy Metal no contexto musical vigente. O álbum também revela a admirável faceta melódica do Stryper, através de elaboradas baladas ('First love' e 'Together as One').O disco de ouro veio rapidamente e o álbum ocupou a posição 84 da Billboard, mas o grande sucesso ainda estaria por vir.... 'To Hell With the Devil' (1986) é o ápice musical e comercial do Stryper!

    O vigor de clássicos como 'To Hell With The Devil', 'The Way' e 'Rockin Forces' catapulta a banda para uma posição jamais imaginada! O álbum atinge discos de platina, permanece entre os top 40 da Billboard, os vídeos de 'Honestly' e 'Free' ocupam a primeira posição da MTV, a turnê toma grandes proporções (data desta época o show que fizeram com o W.A.S.P.), ocorre a indicação para o Grammy... marcas impressionantes para uma banda que difundia uma mensagem completamente paradoxal aos princípios vigentes na indústria fonográfica. 'In God We Trust (1988) dá continuidade ao sucesso do álbum anterior....o disco de platina vem sem demora, a balada 'Always There for You' torna-se a mais requisitada na MTV e a turnê é aclamada (distribuía-se bíblias ao público em todos os shows).Outra linda balada deste álbum, 'I Believe in You', seria incluída na trilha sonora da novela O Salvador da Pátria (Rede Globo).Tudo isso revestido pela fidelidade, até então inabalável, do Stryper à crença cristã.

    Entretanto, com o lançamento de 'Against The Law' (1990), após um período de 9 meses de gravação reclusa na casa do baterista Robert Sweet, surgem rumores a respeito da sinceridade da fé da banda, porquanto o som, as letras e a perspectiva dos integrantes se torna mais comercial, abandonando a lealdade para com os fãs e o amor explícito para com Deus em troca de um provável sucesso a âmbito mais geral. Esta mudança, até certo ponto radical, produz o efeito contrário do esperado, pois o álbum é claramente mal recebido pelos velhos fãs e, embora tenha atingido a platina, o retorno comercial esteve aquém dos objetivos traçados. Logo, as retaliações dos fãs produzem um período de reflexão nos integrantes sobre a condução do Stryper.

    A resposta da banda é a coletânea 'Can't Stop the Rock' (1991) que apresenta duas novas músicas que representam o retorno ao princípios originais do Stryper ('Believe' é um protesto contra a guerra do Golfo), manifestando a superação do período em que foram corrompidos pelo sucesso. Entretanto, o álbum não é suficiente para anular as trágicas conseqüências de 'Against the Law'. Michael Sweet abandona a banda para seguir carreira solo. O Stryper continua excursionando pela Europa, mas em 1992, o fim da banda, iminente após a saída de Michael, se concretiza.

    Atualmente está sendo realizada, nos E.U.A, a StryperExpo, exposição de raridades da banda destinada aos milhares de fãs que permanecem fiéis. A transformação produzida pelo Stryper transcendeu, em muito, os parâmetros musicais e se estendeu à área religiosa-ideológica, quebrando incontáveis barreiras, afirmando o heavy metal como um veículo possível para a transmissão do evangelho cristão. Hoje o cenário White Metal é vasto e se encontra em grande expansão. Tudo isso devido a quatro caras que, por se vestirem extravagantemente, tocarem heavy e pregarem Cristo foram alvo de toda espécie de hipocrisia e falácia, mas, revestidos pela fé, enfrentaram todas as adversidades, abrindo o caminho para diversas bandas que também proclamariam a mensagem da cruz.

    ___________________________________

    naum sei o q estah acontecendo hoje direito, me corrijam se estiver enganado, mas se naum me engano o Stryper acabou de lançar uma nova coletanea!
    _____________________________________

    Procurem!!!Ouçam!!!! eh magnifico!!!
    eh incrivel como essa banda tem Feeling!!!!!

    TO HELL WITH THE DEVIL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
     
  2. Litzhel

    Litzhel Delirium

    Eu conheci essa banda atravez do meu primeiro namorado, mas nao conheço muito nao. Só algumas musicas... Calling On You, Honestly, Lonely, The Reign...

    Mas esse tipo de metal, é muito bom. Talvez por me lembrar muito, alguns anos atras... parece love metal hehe

    Eu gosto de Stryper, mas quero conhecer melhor ainda, quem sabe assim posso dizer mais coisas sobre essa banda...
     
  3. The Reaper

    The Reaper Usuário

    acabei de conseguir um p.uta video do Stryper!!!! um show no Japão!!!
    eh magnifico!!!!!!
     
  4. Mais um tópico que resolvo ressucitar !! Primeiramente,digo:

    - Jag Panzer eu conheço bem.
    - GRim Reaper ?!? Nossa cara, eu amo !!!! Agora só falta alguém aqui citar o Witchfynde General !!!

    Quanto ao Stryper, eu curto o instrumental, a música 'To Hell With The Devil' é magistral, mas num consegui até hj assimilar o vocal do Michael Sweet...
     
  5. Putz.....a banda Stryper é fantástica!O guitarrista Oz Fox é um dos mais fudidos de todos os tempos.O cara tem feeling e tecnica apurada!Por favor,não percam as porradarias de "Soldiers Under Command","Against The Law","Rock The Hell Out Of You","All For One","The Rock That Makes Me Roll","To Hell With The Devil","Rockin The World","The Way","Surrender","More Than A Man","Caught In The Middle","Not That Kind Of Guy"...todas estas são pancadaria pura,não é thrash mas é Metal bem pesado,algumas músicas lembram Maiden,outras Judas Priest...Mas não pensem que a banda é "mais ou menos",é puro engano!O vocalista é sensacional,tem um agudo ótimo e eu o considero em dos grandes discípulos do Halford!Escutem a música "Rock The Hell Out Of You" por exemplo,poderia estar no "Painkiller".'Espero que não julguem a banda por apenas uma ou duas músicas porque seria uma tremenda injustiça!Apenas as baladas são os pontos fracos da banda,com excessão de "Lady",que é legal"
     

Compartilhar