• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Stromae: Paul Van Haver, o belga que é o Bansky da música

Mellime

ahlalalalalala
Usuário Premium
Preâmbulo:
Aviso: Neste perfil somos fãs de Stromae.

Importante: dividi em lições como uma PIADA METALINGUÍSTICA já que isso está bem na moda, vide Matrix 4.

A divisão em lições e capítulos é uma referência aos primeiros vídeos de Stromae, que fazia o passo a passo de suas músicas em forma de lições.

Aliás, tudo no canal do Stromae no youtube tem legenda em inglês ou uma tradução em inglês na descrição do vídeo. Então não precisa saber francês para entender.


Lição 1. Quem é Stromae?

Capítulo 1: Resumo do início de sua carreira e de suas músicas -

Paul Van Haver (mais conhecido pelo seu nome artístico Stromae) é um cantor-compositor belga nascido em 1985 em Bruxelas para uma mãe belga e um pai ruandês. Que, aliás, morreu no genocídio ruandês, mas isso nem é central nos daddy issues dele, e sim o fato de que o pai dele sempre foi ausente.






É conhecido principalmente pelas suas obras no género do hip hop e da música eletrônica.

Stromae chamou a atenção do grande público em 2009 com a sua canção "Alors on danse" (do álbum Cheese), que se tornou número um em vários países europeus.

Alors on danse:




Em 2013, o seu segundo álbum Racine carrée foi um sucesso comercial, vendendo 2 milhões de cópias só em França e cerca de 600.000 unidades em outros países.


Da sua música e influências, disse ele: "Eu estava num pequeno grupo a fazer música rap. Pensei que, em vez de copiar o som francês, me concentraria num estilo mais americano, mas que lhe daria uma volta europeia. E depois redescobri a Eurodança dos anos 90. Durante muito tempo tivemos vergonha desse som mas, de fato, há muito para descobrir. Tem as suas raízes em tudo, desde a casa à salsa. Também admiro muito Jacques Brel - ele tem sido uma enorme influência para mim - mas também todo o tipo de outras coisas, o filho cubano, e a rumba congolesa, que ouvi quando era criança; essa música embalou toda a África".



O primeiro single "Papaoutai" do seu segundo álbum Racine carrée (raiz quadrada) foi lançado em 13 de Maio de 2013.

A palavra não significa nada, mas é a representação fonética de Papa, où t'es? (papai, onde você está?).

O clipe vai ser beeeem familiar para quem sabe o que é não ter pai:





Em papaoutai ele diz: "Sabemos como fazer um filho, mas não sabemos como fazer um pai". Ouch.

Ele ficou célebre por fazer uma série de vídeos de "lições" de como fazer músicas - no caso, de como ele fez as suas músicas, trazendo o expectador junto para o processo de criação das "camadas" de suas composições.
Tem mais de 20 dessas lições no youtube, mas talvez a minha favorita seja a que ele fez em Veneza para Tous les mêmes, que ficou tão boa quanto o próprio clipe (e o clipe é bom também).

Lição 24: tous les mêmes




Clipe de tous les mêmes:




Em 22 de Maio de 2013, vídeos de aspecto amador apareceram no YouTube mostrando Stromae, aparentemente bêbado e a vaguear na estação de eléctrico de Louiza em Bruxelas ao amanhecer Alguns dias mais tarde, foi revelado que isto estava ligado à filmagem de um vídeo musical profissional. Isto foi confirmado durante uma aparição de Stromae no programa televisivo francês Ce soir ou jamais, no qual ele discutiu e também realizou o seu novo single "Formidable", que é sobre a história de um homem bêbado acabado de se separar da sua namorada. O vídeo musical foi feito a partir de filmagens editadas de câmaras ocultas tiradas a 22 de Maio. Também mostra pessoas a tirar fotografias com os seus celulares, pessoas que estão claramente irritadas com as suas ações bêbadas, pessoas que o ajudam a levantar-se, e três polícias que perguntaram se o artista estava bem ou se precisava de alguma ajuda. Os policiais também receberam algumas críticas por não disciplinar o bêbado Stromae; contudo, mais tarde, afirmaram que a história completa não tinha sido mostrada. A parte em que voltaram e Stromae teve de explicar o seu caso não foi transmitida.


Formidable:





Tem também "Carmen", uma crítica às redes sociais e principalmente ao twitter:





E "ave cesaria", com forte influência de Cabo Verde, incluindo o cavaquinho e algumas palavras em créole, que lembram o português.

Ave cesaria é uma homenagem a Cesaria Evora, cantora de Cabo Verde:





Stromae ainda disponibilizou gratuitamente no youtube um concerto inteiro da turnê de Racine carrée:






Daí Stromae basicamente sumiu.



Capítulo 2: um retorno em vista...

Em 6 de Abril de 2018, Stromae lançou o seu primeiro novo single em mais de três anos, "Défiler", para acompanhar o lançamento de "Capsule 5" uma nova linha de moda. A letra da canção toca sobre os significados em língua francesa das palavras "défiler" ("para desfilar/passar", muitas vezes usada para se referir a modelos a caminhar por uma pista), "fil" (fio, linha) e "filer" (para passar por), evocando temas de modelagem e superficialidade; de velocidade de vida ou pendurar por um fio.

Em 2019, co-produziu e forneceu os vocais, em francês, para a canção "Arabesque" da banda Coldplay, para o seu álbum Everyday Life.

Em 10 de Novembro de 2020, durante o seu primeiro Live Instagram, por ocasião do 10º aniversário do Mosaert, mencionou o trabalho sobre música nova.


Capítulo 3: o retorno.

Finalmente, em 15 de Outubro de 2021, o seu primeiro single em 3 anos, intitulado "Santé", foi lançado. É uma canção dedicada a aplaudir e aplaudir as pessoas da classe trabalhadora, incluindo empregadas de mesa, uma senhora da limpeza, etc., pela sua dedicação durante a COVID.

Clipe de Santé:





O vídeo que ele fez para o programa do Jimmy Fallon é por muitos considerado ainda melhor que o clipe:






Em 8 de Dezembro de 2021, anunciou que o seu há muito esperado terceiro álbum de estúdio "Multitude" será lançado em 4 de Março de 2022.

Em 9 de Janeiro de 2022, ele revelou um segundo single do álbum, "L'enfer", ao apresentá-lo ao vivo durante o noticiário televisivo das 20h na TF1. E isso sacudiu o mundo francófono. A música é sobre a experiência dele mesmo com pensamentos suicidas, depressão e ansiedade.

Entrevista em que lançou l'enfer:





Clipe de l'enfer:





Lição 2: por que vale a pena conhecer o trabalho de Stromae (um resumo).

Essa estrutura em lições e capítulos é uma piadinha metalinguística sobre as lições que marcam os primeiros vídeos do canal do Stromae.

Eu não tenho tempo de escrever o ensaio de 2000 palavras que gostaria de fazer sobre por que vale a pena conhecer o trabalho de Stromae, mas eu simplesmente senti que seria egoísmo de minha parte se eu guardasse essa descoberta formidável apenas para mim. Preciso compartilhar para aliviar minha consciência, vejam bem. Desde que vi l'enfer minha cabeça vem explodindo sucessivamente com cada música que descubro dele. Não só com cada música: com cada clipe, cada entrevista, cada ideia, cada abordagem.

Stromae é absurdamente talentoso. Uma vez vi o Paul Cabannes (do Canal do Paul no youtube) falar algo nas linhas de que ele considerava o Stromae tão talentoso que dava uma frustração só de pensar no quanto a gente nunca vai nem chegar perto. Naquele momento achei exagerado, afinal eu só conhecia alors on danse, e ainda assim de forma muito superficial - achava que era uma música de festa normal, como qualquer outra (spoiler: NÃO É).

Mas hoje em dia tenho que concordar com o Paul (Cabannes) que o Paul (Van Haver) é de um talento que dá um misto de admiração que te deixa feliz de poder presenciar a evolução de um tamanho artista ao mesmo tempo em que bate uma bad porque pqp...

Desde o início da carreira dele, Stromae estava interessado por questionar o que ele considerava doentio na sociedade, e ele consegue andar em uma linha muito tênue de fazer críticas sociais duríssimas mantendo a música totalmente viciante. É uma sorte para os não francófonos, que podem ouvir e continuar felizes. LOL.

Ele entende que forma também é uma mensagem nesse meio, e ele pensa em todos os aspectos de tudo que ele faz - é universalmente reconhecido como um perfeccionista obcecado com entregar o mais absoluto melhor de si. E ele consegue.

Ele faz hip hop, mas já vi um professor de francês (de origem anglófona) dizendo que sempre ensina as letras de Stromae para suas turmas de francês, porque ele sempre preza por usar um francês rigorosamente perfeito.

Em entrevistas, desde muito jovem, ele sempre chocou por ser extremamente educado. Quem assiste a uma entrevista dele dessa época pensa que ele é um doutorando, não um rapper.

Lá pelas tantas o sucesso veio, e ele foi filmado por uns babacas que queriam que ele cantasse alors on danse quando ele estava tentando comer em paz dentro do fiat 500 dele. Disseram que não era carro de um star da TV. Ele tenta responder educadamente que ele nunca teve pretensão de ser um star. E esse vídeo gerou mais repercussão do que o próprio material promocional que ele vinha organizando para o CD racine carrée. Foi daí que veio a ideia de questionar a tara da sociedade por filmar pessoas famosas e jogar na internet o vídeo.

O clipe de Formidable foi a resposta dele para a sociedade como um todo - e ele me lembra assustadoramente o episódio white bear de black mirror. Sério. Assistam ambos e depois podemos debater as semelhanças...

Tem mais N exemplos, mas os mais recentes são bem ilustrativos: a sociedade do lado de cá do Atlântico tem MUITO tabu com saúde mental. No Brasil falamos muito mais abertamente sobre fazermos terapia ou até tomarmos medicamentos para depressão e ansiedade, por exemplo. Pois foi nesse contexto que Stromae voltou com pé na porta com l'enfer.


E santé é magnífica. Eis uma análise em inglês já que o tópico já está longo demais:





Conclusão.

Por que eu chamei Stromae de Bansky da música? Porque, a meu ver, ele é quem faz na música atualmente o que o Bansky fez nas artes visuais: falar em Stromae é compreendido por todo mundo como falar no artista atual que é um gênio e que sabe usar as estruturas atuais sem nunca ceder a elas, desafiando-as por forma e por conteúdo. Ele continua criando sem se repetir e consegue se superar a cada vez, é impressionante. E sobretudo ele não se deixa levar pela fama.

Chamo ele de Bansky principalmente por estar muito consciente de seus próprios defeitos e de sua """inutilidade""" enquanto cantor em uma sociedade que precisa mais de padeiros do que dele:




Isso me lembra a vibe daquela obra do Bansky que se autodestruiu ao ser leiloada.

Vale a pena descobrir o trabalho de Stromae e dar uma chance ao belga que faz questão de cantar na língua nativa dele. Até porque no youtube dele tem tradução de tudo. É uma enorme pena que essa escolha (que ele faz por convicção, já que ele poderia perfeitamente bem cantar em inglês) acabe tornando ele menos conhecido fora dos países francófonos.

Aliás, acho que ele não é tão conhecido quanto poderia ser também pelo fato de que suas músicas são um desafio à nossa zona de conforto em seu conteúdo, apesar de serem perfeitamente dançantes e catchy na sua forma.

É isso! Espero que este tópico seja interessante e qualquer coisa vamos debater aqui.


Sante Multitude GIF by Stromae
 
Última edição:

adrieldantas

Relax and have some winey
Stromae é aquele artista extremamente talentoso e diverso, ele não segue apenas um estilo ou gênero, além das músicas seres extremamente reflexivas e criativas.

Eu tive a oportunidade de ir pra um show dele na Grand Place. O lugar tava LOTADO. Racine carrée pra mim é a melhor obra até hoje, bora ver o novo, que tenho certeza que não vai decepcionar.

Eu curto tanto o Stromae que mesmo o show dele estando de graça no youtube, eu ainda gastei 20 pilas e comprei o show no iTunes, e deixa eu ver aqui... Yup, tocado 15 vezes desde a compra. XD.
 

Finarfin

Usuário
Tópico muito bem feito, parabéns.
Não conhecia o Stromae, mas fiquei curioso. Vou dar uma olhada/ouvida com mais calma e aproveito pra treinar o meu francês que tá bem ruinzinho.
 

Mellime

ahlalalalalala
Usuário Premium
Tópico muito bem feito, parabéns.
Não conhecia o Stromae, mas fiquei curioso. Vou dar uma olhada/ouvida com mais calma e aproveito pra treinar o meu francês que tá bem ruinzinho.

opaaa, vem para o nosso lado da força!


Stromae é aquele artista extremamente talentoso e diverso, ele não segue apenas um estilo ou gênero, além das músicas seres extremamente reflexivas e criativas.

Eu tive a oportunidade de ir pra um show dele na Grand Place. O lugar tava LOTADO. Racine carrée pra mim é a melhor obra até hoje, bora ver o novo, que tenho certeza que não vai decepcionar.

Eu curto tanto o Stromae que mesmo o show dele estando de graça no youtube, eu ainda gastei 20 pilas e comprei o show no iTunes, e deixa eu ver aqui... Yup, tocado 15 vezes desde a compra. XD.

Tu foi ao show dele????

jealous bbc one GIF by BBC
 

adrieldantas

Relax and have some winey
Tu foi ao show dele????
Um dos, o Stromae se apresentava muito em palcos regulares, de festivais e eventos. Ele foi ganhar uma grande produção de show depois do RC.

Ele veio pro Brasil em algum momento, não veio? Lembro de ter visto em algum lugar.
 

Mellime

ahlalalalalala
Usuário Premium
Acabei de fazer mais um desenho, desta vez sem referência, só de memória.

Releiturinha dos vídeos de Tous les memes. Levou uns 15-20 minutos talvez.

"Mate une dernière fois mon derrière
Il est à côté de mes valises"


"dá uma última olhada na minha raba, ela está ao lado de minhas malas"

tous les memes.jpg
 

felipeocr_

Usuário
Usuário Premium
Topico completo, bem legal!

Ja tinha ouvido Alors on danse, na epoca, mas não conhecia o artista.

Vou dar uma chance para as outras musicas agora, vamos ver se curto. :)
 

Slicer

Cara do Élfico. Duke of Regexington.
Usuário Premium

Stromae apareceu na minha vida no Descobertas da Semana do Spotify há uns 2 anos, com Papautai, e não saiu mais da playlist. O que me chamou mais a atenção, não sabendo francês, foi a expressividade vocal e a qualidade do arranjo musical. Tem algumas músicas, como Formidable, que eu acho que funcionam só quando se tem uma performance visual junto, mas a grande parte das músicas não precisam. No sábado retrasado eu fiquei estudando Javascript enquanto escutava o show completo do racine carree e fiquei com Sommeil grudado na cabeça o resto da semana. Como o Adam Neely fala: repetition legitimizes. As músicas dele usam bastante repetição no hook, mas não enjoam de forma nenhuma, porque o resto da música é muito completa.
 

adrieldantas

Relax and have some winey
Eu tive que esperar sair meu PIS pra comprar Multitude e PQP! O álbum é uma obra prima - assim como os outros dois - mas por ser novo eu to impressionado com a diversidade e as letras, xezuz, o que são essas letras!

fiquei com Sommeil
Toda vez que passo a noite em claro eu coloco essa música quando está amanhecendo, passa uma sensação de "fim de festa" bem legal, meio melancólico e upbeat ao mesmo tempo.

(eu to na rua da banda uó também faz parte da lista de músicas para ouvir quando o sol nascer XD)
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$950,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo