1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

STJ concede habeas à viúva de ganhador da Mega-Sena

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Raphael S, 29 Jun 2008.

  1. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Mais um tópico de assunto exemplar brasileiro

    Agora eu pergunto... Isso não incentiva as pessoas a assassinar por dinheiro?

    Pra mim esse povo tinha que mofar na cadeia e esse prêmio ir pra alguma entidade que preste
     
  2. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Justiça é tudo né... vamos trancar as pessoas na cadeia sem julgamento.

    Ela não foi inocentada, só não pode ficar na cadeia por 10 anos sem julgamento.
     
  3. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    Exatamente... por mais que ela seja culpada, ela não pode ser presa enquanto não for condenada. 1 ano presa sem julgamento já é muito.
    Inflizmente os processos acumulam e muita coisa não segue em frente, mas deixar ela presa é complicado... vai que ela é inocente, por exemplo.
     
    Última edição: 29 Jun 2008
  4. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Fingolfin e Fringway: :clap: Vc não sabem como é bom ver respostas com tanto bom senso e lógica em casos como esse!! Todo mundo parte do principio "que absurdo! Soltaram uma assassina!" sem levar em conta todo o contexto e os motivos que levaram a tal atitude.

    Justiça não é perfeita, ams nem de longe é tão ruim quanto pintam!
     
    Última edição: 29 Jun 2008
  5. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    Exatamente. E em um Estado Democrático como o Brasil, temos o chamado devido processo legal, que é uma garantia à liberdade de cada um. Por mais que as vezes você sinta que um assassino está sendo solto, o desrespeito a isso é o primeiro passo para algo muito pior. É uma volta aos tempos em que os reis mandavam prender quem eles quisessem sem julgamento nem nada, sem possibilidade do réu produzir provas ao seu favor, etc. Da prisão sem julgamento para a ditadura é apenas um pulinho.
     
  6. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Bom, pra mim o motivo está bem claro... Eu concordo com vocês na parte que ela deveria ser julgada logo. Também acho um absurdo ela ter ficado presa sem julgamento, mas soltá-la sem fazer o julgamento pra mim ainda é pior.

    Não é uma m´rda essa situação? Vamos começar a soltar os assassinos que não tiveram julgamento então, não duvido que isso aconteça. É essa impunidade que dá mais segurança aos criminosos.

    By Raphael S
     
  7. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Ceeeerto... vamos então jogar na jaula qualquer um que o "povo" tenha "certeza" de que é "assassino".


    Não, pra quê jogar na jaula? Vamos matar logo! Assim "exige" a "opinião pública"!


    :uhu:




    É, ditadura é mó legal, hein? :jornal:
     
  8. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    Acontece que ninguém é criminoso até ser condenado como criminoso.
    Por exemplo, alguém que mata em legítima defesa ou em estado de necessidade é considerado inocente. Não pode ser fichado como criminoso porque matou alguém, já que tem o que é chamado de excludente de ilicitude. Muitas pessoas chamariam essa pessoa de assassina, etc, mas aos olhos da justiça, ela não teria cometido nenhum crime.
    Eu sei que não tem haver com o caso, mas isso mostra que não se pode considerar ninguém, NINGUÉM, criminoso enquanto não houver sentença nesse sentido. Por mais que seus instintos digam isso, é assim que a justiça funciona e é assim que ela tem que funcionar.
     
  9. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    E quem definiu que ela é assassina? Vc? O povo? A rede globo?

    Presta atenção, prisão preventiva não serve para dar comodismo ao povo e impressão de justiça sendo feita. Há motivos, entre eles a possibilidade de fuga do reu ou de atrapalhar o andamento da investigação. No caso dela, o passaporte foi retirado e ela tem endereço fixo. A investigação já foi feita e já foi decidido pela acusação em tribunal de juri e por isso não há mais como ela atrapalhar a investigação.

    Então não é só direito dela mas como é totalmente correto que ela aguarde julgamento em libertade, até ser de fato condenada. Aí sim, ela passaria a cumprir pena.
     
  10. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Sei lá, mas eu sei que existem pessoas que se aproveitam justamente dessas brechas pra cometer as atrocidades. É mesmo uma pena que a justiça seja tão lenta.

    Não estou dizendo que eles não precisam ter julgamento, mas sim que é uma pena que seja tão lento a ponto de acontecer isso, mais de um ano sem uma pena concreta para a ré. Agora pegando um exemplo se ela fosse um assassino serial por exemplo e fosse solta isso não é resolução para o caso. Estaria dando a oportunidade de mais vítmas. Isso eu acho errado. Não é a questão de vamos matar quem o povo acha que é assassino, mas que as coisas deveriam ser resolvidas pra evitar que estas pessoas presas possam voltar à sociedade sem julgamento. Estou ciente que tem que haver um recolhimento de provas, depoimentos e trabalho de investigação pra ver se ela estava junto com os seguranças ou coagida por eles.

    By Raphael S
     
    Última edição: 30 Jun 2008
  11. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Rapaz, se estivéssemos num ditadura, em que você não tivesse chance alguma de defesa, você também acharia "errado".


    Em qualquer sistema, sempre haverá que se "aproveite das 'brechas'".
     
  12. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    O Ka Bral está certo.
    É verdade que infelizmente a justiça é lenta e que isso pode trazer uma outra "injustiça". Mas é melhor admitir uma justiça assim do que uma justiça injusta:yep:
     
  13. Raphael S

    Raphael S Desperto

    É um bom ponto. Concordo com isso.

    By Raphael S
     
  14. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Essa mulher ainda não foi julgada?
    Tá sabendo usar seus milhõezinhos bem, hein?



    PS: O que é uma vôvó?
     
  15. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    Eu diria que é um casal de velhinhos:sacou:


    :mrgreen:
     
  16. Dante Aqueronte

    Dante Aqueronte Usuário

    Nem tanto, isso é bastante comum. Lá no fórum onde trabalho, vivem extinguindo a punibilidade dos réus por ter passado tempo o bastante pra prescrição (depois de um certo tempo, que varia de 2 a 20 anos dependendo do crime, o cara simplesmente não pode mais ser punido por ele).

    Isso porque no Federal é muuuuito mais tranquilo que o estadual e os réus geralmente não têm nem onde caírem mortos.


    Isso me lembra sexta-feira, a jogada que um advogado fez:

    - O réu era estrangeiro, e assinou um termo de renúncia de recurso, depois de ter sido condenado.

    - O advogado foi lá dizer que o termo era nulo, porque o réu era árabe e deveriam ter traduzido pra ele.

    -Quando ele for reclamar com o juiz, este vai dizer que o termo foi válido.

    - O advogado vai interpor um recurso que vai ser julgado pelo tribunal, o que leva, de vez em quando, uns 4 ou 5 anos.

    - Quando voltar, já vai ter prescrito o crime e o árabe não vai ter passado nem um dia preso.


    Ficar protelando pra extinguir punibilidade é estratégia básica. Se bem que, no caso dessa mulher, teriam que enrolar por 20 anos, o que é complicado. Mas, juntando a leseira habitual da justiça com as manhas avocatícias, dá pra deixar ela solta um tempão antes de ter o julgamento.
     

Compartilhar