1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Steve Jobs diz a estudante para deixar a Apple em paz

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 21 Set 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Não sabemos qual a veracidade da história, mas não deixa de ser um fato bem curioso. Sabemos que Steve Jobs costuma responder alguns emails enviados ao seu endereço pessoal na Apple e as respostas não costumam ser longas ou oferecem muitos detalhes. O Valleywag publicou uma série de emails supostamente trocados entre Steve Jobs e uma estudante de jornalismo de Long Island, que não é muito familiarizada com o mundo Apple.

    Vamos à história: Chelsea Kate Isaacs enviou um email ao CEO da Apple reclamando que seu professor havia passado a ela uma matéria sobre o uso de iPads na universidade e ela queria uma fala da Apple sobre o uso de seus produtos no meio acadêmico. Chelsea ligou diversas vezes à assessoria da Apple, mas nunca teve resposta.

    Um amigo então sugeriu que ela mandasse um email ao Jobs, ao que Chelsea escreveu, sem esperar por uma resposta:

    Mas Jobs respondeu ao email da estudante:

    Chelsea irritou-se com a resposta e após uma intensa troca de emails, Steve Jobs encerrou o assunto dizendo Por favor, nos deixe em paz.

    Segundo o Valleywag, algumas especialistas examinaram as mensagens e disseram parecer ser legítimos.

    Quem acompanha as notícias sobre a Apple já sabe que a empresa raramente responde as perguntas dos jornalistas. Era óbvio que a estudante não tinha chances com o Departamento de Relações Públicas, mas valia a pena tentar.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar