1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI

sobre o título "Senhor dos Anéis''

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por João Augusto da Cruz, 13 Set 2017 às 10:24.

  1. É uma pergunta meio idiota mas sempre tive essa duvida, to começando agora no universo de Tolkien , entao a quem o mesmo se refere como o 'Senhor dos Anéis' na verdade? imaginei que fosse Frodo mas ele porta somente o um anel .
     
  2. Eriadan

    Eriadan Oromë Aldaron Usuário Premium

    É Sauron. :wink: Tem algumas referências no livro.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    A título de curiosidade, a palavra "senhor" usada no título em português apesar de atualmente poder soar como simples pronome de tratamento (artifício para chamar alguém por nome formal) vem da tradução de "lord" do livro original em inglês (The Lord of The Rings). A reconstrução do significado original, segundo a etimologia (no Old English), informa que nos tempos antigos se tratava de alguém nobre, possuidor de terras, com poder e autoridade sobre outros na forma de servos podendo as vezes ser chamado de "god" das terras.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Comenta-se que o Lord seja Sauron e que seja ao mesmo tempo o anel mestre também uma vez que a essência de Sauron estava nele e ele era o anel. De modo que o anel era mestre dos outros anéis.

    O título também joga com a possibilidade de candidatos fadados a serem derrotados se buscassem ser o senhor dos outros grandes anéis por meio do UM (dos 3, dos 7 e dos 9). Colocar o Um no dedo era se tornar num servo do Lord.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  4. Eriadan

    Eriadan Oromë Aldaron Usuário Premium

    Deixa eu compartilhar aqui um devaneio meu, que é viagem mas bem que pode ser verdade. Eu sempre achei estranho - e acho que boa parte dos fãs também - a saga levar esse nome, já que o verdadeiro Senhor dos Anéis nunca aparece na história. Ok, ela só existe por causa dos feitos de Sauron, mas ele, como personagem, é nulo. A única vez que fala é através de um emissor. Assim, é estranho que o nome de uma obra tão grandiosa seja um dos títulos de um personagem que simplesmente não tem nenhuma aparição direta na história.

    Eis que, este ano, comecei a ler Tolkien em inglês, e notei que ele tinha uma predileção por determinadas palavras. Uma delas é lore. Quer dizer "tradição", "sabedoria", e também pode ser usada no sentido de conto. Inclusive, na biografia escrita por Humphrey Carpenter, ele cita uma obra (salvo engano, uma das influências do Professor) que tem um título assim, "The Lore of [alguma coisa]", e foi isso que me despertou para essa teoria.

    Em outro ponto, Carpenter comenta que a caligrafia de Tolkien (assim como sua dicção) era de difícil compreensão. Aí que eu invoquei de vez com essa ideia: será que, na carta que Tolkien encaminhou ao editor informando o título da obra, não constava, originalmente, The Lore of the Rings, e eles acabaram entendendo Lord e ficou por isso mesmo? Seja porque Tolkien curtiu a alteração, mesmo reconhecendo o equívoco, seja porque entendeu como opção editorial e a acatou (algumas coisas ele realmente não conseguiu que fossem do jeito dele, como o título do terceiro volume: ele preferia "A Guerra do Anel", já que "O Retorno do Rei" seria um spoiler - e tinha toda razão)?

    Enfim, acho que The Lore of the Rings (algo como "O Conto dos Anéis") faria muito mais sentido para o conjunto da história do que The Lord of the Rings, e acho verossímil a hipótese de que fosse a intenção original. Mas mesmo que não tenha nada a ver, não deixa de ser um devaneio lúdico. :lol: O que acham?
     
    Última edição: 13 Set 2017 às 15:58
    • Gostei! Gostei! x 1
  5. Meneldur

    Meneldur We are infinite.

    Não faz muito sentido, na minha opinião. The Lore of the Rings é uma expressão que não encontra eco em nenhum lugar no livro, nada parecido, que eu me lembre, enquanto The Lord of the Rings é utlilizado (por Pippin, por exemplo).

    Além disso, não é verdade que a caligrafia de Tolkien fosse de difícil compreensão. Muito pelo contrário, ele escrevia super bem! Olha aí um fac-símile de uma carta dele:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    A escrita dele só é mais ilegível em rascunhos e escritas apressadas, feitas mais "rapidamente" e para uso pessoal (e certamente isso não é o caso de uma carta ao editor!). E dá uma olhada em como o "d" do Tolkien é característico e diferente do "e". Dificilmente seria confundido.

    Por último, ao contrário do que acontece com o título dos volumes, o título The Lord of the Rings foi decidido bem cedo na composição. Tolkien usava em manuscritos e correspondências privadas (tipo para o Christopher) bem antes da comunicação com o editor (posso checar depois quando foi a primeira vez). É bem improvável que todas essas instâncias fossem interpretadas erroneamente, tanto da edição das Letters quanto no HMe.
     
    • Ótimo Ótimo x 3
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Eriadan

    Eriadan Oromë Aldaron Usuário Premium

    Sim, "The Lord of the Rings" aparece em pelo menos dois momentos, nessa fala de Pippin em Valfenda, que é repreendida por Gandalf - e é aí que sabemos quem é o verdadeiro Senhor dos Anéis - e em outro que não lembro exato, mas também em uma fala de Gandalf. Mas eu imaginei (talvez em minha vontade de fazer valer a minha hipótese :lol:) que a referência expressa tivesse sido intencional, mais ou menos à época da "alteração" para Lord of the Rings, para dar algum sentido ao novo título.

    A menção à caligrafia difícil é feita por Carpenter, mas realmente não me lembro se ele estava se referindo a alguma anotação em particular, que bem pode ter sido como você falou: algo pessoal de (para ele) pouca importância.

    Bem, essa informação põe definitivamente por terra a teoria! Então fica só o devaneio para fim lúdico mesmo. Eu acho que The Lore of the Rings teria sido um título muito mais coerente. XD
     
  7. Meneldur

    Meneldur We are infinite.

    Fui conferir nos meus livros aqui. A primeira menção no texto da expressão The Lord of the Ring é beeeem no começo da composição, em 1938, em um manuscrito do que seria o capítulo II do livro: "But is my belief that the Lord of the Ring is looking for you." (HMe VI, p. 74). As expressões Lord of the Ring e Lord of the Rings aparecem algumas vezes no decorrer do capítulo.

    A primeira menção do título da obra (ainda como The Lord of the Ring) é numa carta para a Allen & Unwin de 31 de agosto de 1938 (Carta nº 33). Nem no HMe nem nas Cartas é mencionado algo sobre a dubiedade da leitura, então acho que a leitura deve ser bem clara. Então, embora meu post anterior tenha sido impreciso, pois o primeiro uso da expressão como título foi mesmo numa carta ao editor (embora eu ache que o uso dela no texto é anterior à carta), essa comunicação foi bem antes da fase "editorial" de decisão de títulos.

    E acho muitíssimo improvável que Tolkien, em 16 anos, tenho engolido um erro dessa magnitude. Ele não aceitou as diferenças tipográficas no texto, quem dirá no título da obra.
     
    Última edição: 13 Set 2017 às 15:16
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Bem eu só adicionaria um breve comentário ao porquê de The Lord of The Rings sintetizar melhor o tema da estória do que The Lore of The Rings.

    Apesar de realmente haver na terra média a tradição de se fazerem anéis importantes (O anel de Saruman, o anel de Finrod) o que tenta a pessoa comum a errar e escolher algo genérico tende a ser evitado com maestria por Tolkien que segue nos livros um padrão britanicamente econômico e funcional para as suas capas. "O Hobbit" é realmente sobre um hobbit, Histórias do Mundo Perigoso são realmente histórias e por aí vai, logo se há um Lord no título então a história se centraria sobre ele.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  9. realmente por mais que sua teoria nao tenha tantos fundamentos esse titulo ''The Lore of the Rings'' seria interessante mesmo, enfim ainda tenho um universo a explorar ja que estou apenas começando nada melhor doque ja começar compreendendo o titulo , e pude ver aqui nao ficarei na mão quando tiver duvidas ou começar a me perder na historia . grande abraço !!
     
  10. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    ^^^^
    Caso tenha curtido analisar o título, no início dos textos dele uma sugestão de aprofundamento seria o estilo de Tolkien logo nos primeiros capítulos.

    Muitos se cansam nos capítulos iniciais porque imaginam que Tolkien é "demorado e supérfluo" pelo grande número de palavras para descrever poucas coisas mas de fato a composição com predomínio de vocabulário de substantivos e verbos em relação a simples adjetivos desmente a hipótese. O JRR é na verdade um autor econômico com grande controle da passagem do tempo (o Um anel é um artifício para o tempo passar mais rápido em algumas passagens nas palavras de Tolkien). Quando ele escreve um texto longo é porque as coisas são daquele jeito e lembra muito um relatório de soldado sobre um alvo (que ele foi).

    O UM era uma herança de poder (é citado nos livros). Na antiguidade herdar um bem vinha junto com poderes e autoridade e no caso de Sauron (Lord) também significava uma divindade presa a um anel. Dependendo da herança vinha com ela o acordo e apoio de que havia vindo antes.

    No caso de jóias mágicas elas incorporavam o passo a passo dos planos de quem as forjava. Se fosse um Ainur ela iria trabalhar a distância mas no caso do UM era diferente e o trabalho do Ainur era pessoalmente (ele dividiu a essência com o anel). Por isso o livro também se chama The Lord of The Rings. Porque sempre que Frodo está com o Um ele também está com Sauron na obra inteira.
     
    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar